Zelo

  • 3
  • Jun
  • 2011

Zelo

  • 3
  • Jun
  • 2011

Quando existe esforço e entrega em prol de uma conquista, existe carinho e zelo. Ninguém pode danificar e nem destruir aquilo que foi conquistado com tanto sacrifício.

Quem ousar destruir e negligenciar aquilo que foi conquistado com sacrifício, é o mesmo que acender o fogo da sua indignação.

Mas nem sempre é possível encontrar alguém que entenda esse zelo, porque ela não vê o que você vê, ou não vivenciou o que você viveu. Não sentiu as mesmas dores e nem lutas por aquela conquista. E quando ela te vê invocada, zangada, e chutando o “pau da barraca”, ela se sente ofendida ou surpreendida com aquela atitude. Nisso te julgam mal, e até fazem mal comentários acerca disso.

É evidente que quando alguém se chateia por algo, é porque ama. Quer o melhor para aquele indivíduo ou objeto.

Certa vez, o Senhor Jesus:

… expulsou a todos do templo, bem como ovelhas e os bois, derramou pelo chão o dinheiro dos cambistas, virou as mesas, e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas cousas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio. João 2:15, 16

 

 

 

 

Quem usa as circunstância para julgar, certamente julgou mal ao Senhor Jesus por aquela atitude. Mas aqui fica evidente o amor e a consideração que Ele tinha para com o que o Pai constituiu, desde do início, como santo.

A casa de Deus não é para negócios. Não é para algo pessoal, e sim para Deus.

Quem abre igreja para o seu bem pessoal, visando sua posição e sua condição, vê a igreja como um negócio. Certamente não tem a mínima condição de “estar” dentro da casa de Deus, usando o nome de Deus para recursos pessoais.

Houveram vários “irmaus” que um dia estiveram no templo, mas tinham segundas intenções. Esses tais acabam gerando outros “discípulos”, exatamente iguais a eles. Até mesmo vacinaram pessoas dentro da própria igreja contra o Senhor Jesus. Geraram malícia, engano e confusão dentro da igreja.

Quem é de Deus, não é cúmplice. Ela diz, diretamente à direção, o que está ocorrendo diante dos seus olhos. E ela, que é de Deus, não teme o que pode lhe acontecer, porque o que importa realmente é a (Casa de Deus) e a salvação dela e das demais pessoas.

Ela se aborrece sim com o que é mau, porque foi com muito sacrifício que ela conquistou a salvação dela, é jamais permitirá que motivo algum a corrompa.

Ela zela pela Casa de Deus. Isto é… pela salvação! Mais do que por qualquer outra coisa. E por ela luta e defende, com todas as suas forças, para reter o que, para ela, é o mais valioso.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

21 Comments

  1. Dn.Viviane
    Pedem para liberarem o seu blog no aplicativo da Universal. Por favor!
    Ainda está bloqueado.

    Ver mais
  2. É verdade devemos zelar pela nossa salvação, por tudo que diz respeito a nossa fé pois só nós sabemos o que passamos para conquistar…Não é por qualquer bobeira que iremos perder….

    Ver mais
  3. Realmente não podemos querer concordar com o errado só para agradar ou deixar de desagradar alguém sendo aquilo errado ou condenado por Deus, e principalmente aquilo que pode fazer perder nossa salvação. Assim como o Senhor Jesus defendeu Sua casa do que era errado, nós devemos defender a nossa salvação, as coisas Dele acima de tudo.

    Ver mais
1 2 3 4