Servir  (1ª Parte)

Viviane Freitas

  • 6
  • Mai
  • 2016

Servir (1ª Parte)

  • 6
  • Mai
  • 2016


A maior função de alguém que se dispõe a fazer a Obra de Deus, é servir! Esta é a sua maior responsabilidade.

Qual o motivo que temos para servir a outros?

Aparentemente, servir, na nossa cultura, pode ser visto como um “cargo” inferior. Uma responsabilidade que, à vista de outros, não traz nenhuma honra.

Porquê?

Porque toda a função de um servo é mais humilde, como “pegar no pesado”, enfim, tem mais trabalho. Enquanto o outro, que está sendo servido, aparentemente tem uma vida mais honrada e facilitada.

Então, porque motivo o servir é a maior função de uma pessoa que faz a Obra de Deus?

Porque o mesmo expõe o que acontece no seu interior.

Se a pessoa é grata por aquilo que está acontecendo no seu interior, então ela terá o prazer de servir, não só ao seu responsável mas a todos os que estão ao seu redor. E não será um fardo, mas algo que flui de dentro de si.

Aqui está o maior motivo do servir: o fato de algo no seu interior estar a fluir. Se isto não estiver acontecendo, para você será algo desgostoso e desonrado.

Muitos, inconscientemente, dizem que amam “servir”, porque estão na Obra de Deus e esse é o “lema”, mas a sua verdadeira intenção está em receber méritos. Por vezes, você serve, esperando recompensa alheia; esperando reconhecimento da autoridade para ganhar lugar de honra ou destaque, etc.

Outros, por serem tão inseguros (vivem distantes da fé), fazem de tudo para agradar ao próximo, escondendo assim as suas necessidades, situações e condição espiritual. Querem transmitir a impressão de serem uma boa pessoa, que não dá problemas com ninguém, e assim ela vai-se camuflando diante de vários enganos.

Sendo assim, ela se auto-afirma como uma “serva”, porque observando as suas atitudes, vê-se como uma “boa pessoa”. Entretanto, não vê necessidade de mudar, ou melhor, de buscar Jesus, o Salvador.
O Salvador, para ela, serviu no início da sua chegada à Igreja, com a libertação, a conversão, o novo nascimento, e em alguns casos até chegaram ao batismo com o Espírito Santo, mas nunca mais sentiram necessidade de buscar o Senhor Jesus como seu Salvador, porque não se vêem mais como pecadores.

E se apenas tem consciência que é “pecadora”, releva os seus erros, afirmando que todos pecam!

Então, a sua oração, a sua ida à Igreja, o seu serviço, o seu caráter, passa tudo a ser artificial. Tornando-se assim numa religiosa!

Atende o povo, evangeliza, expulsa demónios… é até ativa, mas não no seu interior, de onde não fluem rios de águas vivas.

Continua na próxima semana.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

655 Comments

  1. É uma honra servi o meu Senhor Jesus,sou grata por tudo que Ele tem feito no meu interior.

    Ver mais
  2. Ameii muito este post pela minha fé ja faço a obra como obreira para muitos servir é um fardo mas pra mim é uma honra um privilegio pois sei q Deus conta comigo para ganhar almas e fazer a diferença bjs dona.

    Ver mais
  3. Este post me ah enseñado muchas cosas, abrió mas mi visión. Debemos ser mas humilde, dar siempre nuestro mejor en todos y a todos…

    Ver mais
  4. Vdd, muito forte

    Ver mais
1 106 107 108