Servas em alerta – A forma como Deus trabalha!

Luisa Teixeira

  • 18
  • Abr
  • 2019

Servas em alerta – A forma como Deus trabalha!

  • 18
  • Abr
  • 2019

“Manda, pois, a Josué, e anima-o, e fortalece-o; porque ele passará adiante deste povo, e o fará possuir a terra que verás.”

Deus não voltou atrás com a Sua decisão em relação a Moisés não entrar na terra prometida. Antes, ordenou que mandasse Josué, mas não parou por aí. Deu-lhe ainda ordem para que o animassem e fortalecessem.

A forma como Deus trabalha é distinta! Enquanto temos a tendência para ver somente o agora e ficamos prostrados, choramingando e cheios de porquês, Deus vê adiante, e Seus planos, a todo o momento, contemplam a Salvação da nossa alma. Quando estamos convictos em obedecer ao seu chamado, ainda que não entendamos certas situações que surgem na nossa vida, tudo colaborará para o nosso bem. 

Vamos então analisar a postura de Moisés, um servo que era muito amado por Deus. Um homem que foi escolhido para libertar o seu povo da escravidão e torná-lo uma nação estava às portas da terra que manava leite e mel: a terra prometida. Mas, devido a um ato impensado que cometeu em Meribá, desagradou a Deus e nem sua súplica O fez revogar a Sua decisão. 

Veja que o erro de Moisés ficou exposto ao povo, e perante nós também. Sabe por quê? Para que possamos aprender que assumir os nossos pecados, expor as nossas debilidades e receber com humildade a disciplina e correção de Deus não nos torna mais fracos ou nos diminui, muito pelo contrário – enaltece a nobreza da fé. Foi tirado de Moisés o direito de entrar em Canaã, mas Deus o privilegiou ao levá-lo para junto de Si. Vale ressaltar que mais tarde vemos claramente que seu pedido foi atendido, pois Moisés apareceu no monte Tabor, no momento da transfiguração, ao lado do Senhor Jesus. Que honra, não é mesmo?

Com isso, cabe-nos perguntar a nós mesmos: vale a pena dar vazão ao orgulho, à vaidade, ao título, ao status e a outras picuinhas?

Aqui fica um ensinamento: quando perdermos algo – uma responsabilidade, uma posição, um privilégio –, e tivermos que passar isso para outra pessoa, façamos como Deus ordena, e não com despeito. Que haja em nós a disposição para animar e fortalecer a quem Deus pretender honrar. Não é esse o papel do Espírito Santo? 

O que você me diz desta reflexão?

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

20 comentários

  1. Quiero recibir notificaciones para invertir en mi vida espiritual

    Ver mais
  2. Poxa, nem tinha ligado esses pontos, qd Moisés apareceu com Jesus no Monte da transfiguração, nem tinha ligado que essa era a terra prometida. Algo tão simples, passou ao lado por completo.
    Muito forte msm

    Ver mais
1 2 3 4