Será que resolve?

Viviane Freitas

  • 2
  • Dez
  • 2011

Será que resolve?

  • 2
  • Dez
  • 2011

Quantas vezes nos pegamos afligidas por alguma situação a qual o culpado tem que existir, porém este nunca poderá ser eu.

A culpa é sempre de algum acontecimento, de alguém que não gosta de mim, alguém que em algum momento errou comigo…etc.

Daí começamos a murmurar, reclamar e querer fazer com que as coisas se revertam a nosso favor e que as pessoas reconheçam “o mal que nos fizeram”.

Mas na realidade, a voz do orgulho está à falar mais alto impedindo de ouvir a voz da inteligência (aquela que lá no fundo nos mostra a realidade, que não queremos ver, nossos erros e as consequências deles), entretanto esta voz não é nada agradável pois fere o nosso ego, e por isso é “melhor” contarmos a nossa versão a alguém que nos entenda, nos apoie e nos dê a razão, pois assim poderei continuar a reclamar, reclamar e reclamar… mas até quando?

O que isso vai provocar como mudança? Nada.

Continuamos frustrados e infelizes.

E sabe por quê?

Porque queremos buscar respostas onde elas não estão: Nas pessoas ou em circunstâncias. É mais fácil, pois pensar em começar em nós, dá mais “trabalho”, e é mais “cruel”, não é?
Mas é isso que resolve! Ou você quer apenas um paliativo baratinho? Não queremos achar ou pensar que o erro está em nós, mas se algo não vai bem, a resposta está sempre em mim!

A renúncia a voz do orgulho traz clareza de entendimento (ainda que duras e difíceis de reconhecer), as reclamações e murmúrios, não!

E só o sacrifício verdadeiro (não o falso), nos torna realizadas e independentes de quem quer que seja. Pois transforma o interior e consequentemente o exterior, ainda que nada nos seja favorável.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

16 Comments

  1. O seres humanos sempre procura um culpado ,Isso acontece desde de Adão e Eva ,homem colocou a culpa na mulher e a mulher na serpente .

    Ver mais
  2. Muito forte..pois quando vemos que o problema é nós mesma isso, muda totalmente pois lutamos para mudar..

    Ver mais
  3. Nada pra mim fui facil quando comecei a viver com minha tia,de tantas discussões que ja tivemos dificilmente aceitava o conselho dela(hoje eu ja a entendo e procuro observar pelomenos o que ela fala). E por conta disso(eu não aceitar conselhos) minha vida não andou muito bem não, e eu culpava a ela por não ter feito isto ou aquilo.
    Quando sentasse com alguem para conversar era somente pra sujar a imagem da minha tia e nunca para falar que eu é que estava nem ai pra ela(triste as atitudes que tinha) resolvi mudar hoje eu sei que vou colher o que eu mesma plantar, portanto nada nem niguem torna-se culpado somente eu.
    Obrigada pela Palavra Dna ViViane veio mesmo pra pisar na ferida.
    Que Deus abençoe a Sra..
    Mariana Dias <3

    Ver mais
  4. Olá D.Vivi
    É verdade, é muito mais fácil colocar a culpa nas outras pessoa, do que reconhercer nossos próprios erros pois isso fere o nosso eu nosso sentimento. Mas é por isso que temos que jogar o nosso eu no lixo e viver pela razão e não pelo coração que é enganoso.

    Bjinhos
    Na Fé

    Ver mais
1 2 3