Resposta aos internautas: Síndrome do Pânico

Sara Zanon

  • 11
  • Abr
  • 2015

Resposta aos internautas : Síndrome do Pânico

  • 11
  • Abr
  • 2015

Olá queridas internautas!

Boa tarde D. Viviane, queria pedir uma ajuda. Estou na igreja, estou lutando. Tive síndrome do pânico, e muitas vezes ainda não consigo sair sozinha sem a minha mãe.
Vem pensamentos de que eu vou passar mal sozinha na rua.To lutando, mas muitas vezes parece que não vou conseguir.

Daniela Coimbra

Ouça a resposta:

Série: Resposta aos intermautas

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

22 comentários

  1. Podemos adaptar esta resposta a quaquer medo, que tenhamos, qualquer problema, pois quando nós confiamos na palavra e usamos a fé sobrenatural, então o milagre acontece.

    Ver mais
  2. Olá tive a síndrome do pânico tbm já estava firme na igreja e lutei muito passei pelo processo de libertação e estou livre pra honra e glória de nosso Senhor Jesus.

    Ver mais
  3. Não tenho conseguido ouvir os aúdios.É uma pena!

    Ver mais
  4. Olá D.Sara !! Viver pela fé e confiar plenamente em Deus, porque como na verdade que não confiamos em quem vemos como confiaremos em quem não vemos mas que cremos , acho extremamente importante depositar toda confiança em Deus. E eu desde de novinha tinha pânico da morte cada vez que pensava no assunto entrava em pânico mas quando entrei cda nunca mais surgiu os mesmo sintomas !! Obrigada pois cada post acrescenta sempre na minha vida Beijinho a todas

    Ver mais
  5. Boa noite Dona Sara,
    Isto me faz recordar de algo que aconteceu comigo a bem pouco tempo. Em descobri no final do ano passado que tinha asma, eu pratico atletismo,e fui proibida de praticar, no mesmo instante que o médico o disse, eu caí na emoção, eu dentro do consultório comecei a chorar, a pensar porque que tinha que ser a mim, porque agora, só porques , só duvidas. Depois disso determinei que seria curada, acreditei que isso se realizaria, mas continuava a não ir aos treinos porque o médico proibia, segundo o médico, pelo simples facto de estar viva e respirar, deveria ter ataques de falta de ar, pois os valores que apresentava eram demasiado baixos, continuava a tomar a medicação e a fazer o tratamento, para não arranjar confusões com os meus pais, e quando regressei ao médico, adivinhe… não estava curada, continuava doente, com os valores extremamente baixos, os valores normais são de 100 para cima, a ultima vez que realizei o exame(3 anos atrás) tinha a 160, e agora tinha a 25… Ao sair do consultório, logo a emoção e as duvidas queriam retornar, mas eu percebi que se não estava curada era porque Deus esperava mais de mim, então mesmo contra os meus pais, agi a fé, deixei as bombas, deixei os tratamentos, e voltei a treinar… Logo ouvi deles, “não ouviste o médico? estás doida? não podes por nada deixar de tomar a medicação, mesmo que te sintas bem, os valores que tens não permitem que deixes a medicação”, mas ainda assim continuei… E agora, agora posso dizer que estou curada, que estou liberta, porque na altura nem 100 metros aguentava sem me faltar o ar, agora… agora a cada treino que passa faço mais e melhor, a cada treino que passa, surpreendo o treinador com a minha melhoria, ele até já veio ter comigo e disse ” não sei o que fizeste mas estás bem melhor”, até o meu pai já foi treinar comigo, e ficou meio estarrecido, vendo a completa diferença, vendo que agora eu conseguia, e eu só lhe disse “pai, eu acredito num Deus que cura!”. Ou seja enquanto não agi na fé, apenas cria e pedia, nada aconteceu, porque oração divide-se em orar, pedir e na acção, e aparte da acção estava faltando, quando agi, então ai aconteceu o milagre na minha vida!

    Ver mais
  6. Olá D. Sara, o medo quer me fazer escrava e sou eu que decido se quero me acomodar com ele, ou dar um basta nele. É mais fácil ter fé em coisas físicas, aqui eu vejo que a Fernanda tem mais fé na mãe.. mas e quando ela não está presente? Mas Deus está conosco 24h, Ele sim não nos abandona por nada e podemos contar sempre com Ele, mas eu tenho que querer primeiro, decidir tê-Lo e depender só Dele, como a senhora disse viver pela fé.
    Bjs

    Ver mais
1 2 3 4