O Poder Exige o Meu “Poder”

  • 13
  • Jul
  • 2011

O Poder Exige o Meu “Poder”

  • 13
  • Jul
  • 2011

Quando é que clamamos? Quando estamos em um sufoco.

Os filhos de Israel clamaram ao Senhor, por causa dos midianitas. E o Senhor lhes enviou um profeta, que lhes disse:

Assim disse o Senhor, Eu é que vos fiz subir do Egito e vos tirei da casa da servidão; e vos livrei da mão dos egípcios e da mão de todos quantos vos oprimiam; e os expulsei de diante de vós e vos dei a sua terra; e disse: Eu sou o Senhor, vosso Deus; não temais os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; contudo, não destes ouvidos à minha voz. Juízes 6:8


 

 

 

 

 

O normal de uma pessoa, quando está no domínio do mal, é clamar como primeira hipótese. Porém, não basta clamar. Há que exigir, de si mesma, prova de que é capaz de receber aquilo que está cobrando.

E Deus, o que faz com o seu clamor?

Lhe envia um profeta porque, normalmente, você quer fazer do seu jeito. Pois quando se está sobre pressão e domínio do mal, é provável que está temendo os deuses dos amorreus. E contudo, não dá ouvidos a voz de Deus.

Veja que Deus não lhe dá a resposta, quando existe apenas um clamor. Ele apenas atende, mas não traz a resposta.

Porém, quando ouvimos, isso nos faz tomar atitudes. Ou Deus é ou não é. Colocamos todas as nossas forças, naquilo que fazemos para Deus. Simplesmente, não apenas desafiamos com os recursos que temos, mas ficamos na total dependência de Deus.

Assim como cobro poder de Deus, assim também eu tenho que provar o meu “poder”, de fazer para Ele, o que está me pedindo.

Quando não aconteceu nada ainda, referente a fé dela, é porque ela não quis ouvir a Deus. Ou se ouviu, não provou o seu “poder” a Deus.

O seu, e o meu poder, está no “sacrifício”. Não existe outra saída.

 

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

73 Comments

  1. A resposta está no sacrifício!

    Ver mais
1 11 12 13