Natureza Insistente

Silvia Alvarenga

  • 18
  • Out
  • 2010

Natureza Insistente

  • 18
  • Out
  • 2010

O “eu sou”, é compreensível e admirável. Ele te socorre nas suas angústias, te livra de ser pisado e incompreendido, defende sua auto-estima.

Mas até que ponto ele pode ser contrariado, se é o seu melhor amigo?

Muitas pessoas, ou porque não dizer, todos os seres humanos lutam, dentro de si, para serem aceitos, amados, compreendidos. Mas imagine só: e quando esse “eu sou” te engana? E se ele te trai? Se te rejeita? O que você faz?

Quando tudo parece estar bem, as circunstâncias da vida fazem com que você reflita e veja que, a sua decisão, não foi a melhor, a mais adequada. Chegam até você, por terceiros, algumas realidades sobre o seu comportamento, sobre quem você é – e você considerava estar bastante longe disso. E agora?

A primeira reação é ver assim: “Os terceiros” não sabem das coisas muito bem. Eles estão vendo errado! Eu sei mais sobre mim do que eles! Eu me vejo e me conheço a anos!!! E eles, agora, querem colocar moral, por uma simples atitude descuidada? Não, isso é uma farsa, uma mentira!

Depois, caso você reconhece, se sente traída por quem é seu melhor amigo – o “eu sou”! E o pior, ele agora te deixou na mão! Te seduziu a tomar certas atitudes contrarias aos seus princípios. E o engraçado é que você não percebeu que, sagazmente, foi instigada a ir contra o que era o melhor para você.

Aparece a verdade, como seu pior inimigo! Te confronta de tal maneira que a sensação é a de estar no inferno – você pensa que ela veio para te destruir por dentro, destruir com seu “melhor amigo” – o “eu sou”- que era “infalível”, no seu ponto de vista.

Com quem devo contar? Por quê aconteceu desse jeito? Meu amigo tornou-se meu inimigo! Daí você se pergunta: quem sou eu? Cadê aquilo que eu pensava ser? Não é real? Não pode ser!!!!

Eu pensava ser uma pessoa totalmente diferente do que os outros estão me dizendo. Será verdade? Será que estava me enganando?

É infelizmente, tenho atendido muitas pessoas que estão decepcionadas consigo mesmas. Pensavam que estavam tendo sucesso mas, no fundo, estavam caminhando à beira da morte. E a prova disso não era o que eu pensava sobre elas, mas sim, suas próprias palavras e vidas.

Comportamento repreensível: Anos de igreja, mas nunca pararam e pensaram. Sempre acharam que o seu “eu sou” era capaz e suficiente para avisá-las do que era certo ou errado. Imprudentemente, foram influenciadas a cometer vários erros.

O “eu sou”, mais conhecido na Bíblia como “coração”, é desesperadamente corrupto. Ele engana, diz que está tudo bem, mas não está!

Enquanto estivermos neste mundo, estaremos sendo ameaçados por quem parece ser o nosso melhor amigo. Com ele nos defendemos, nos entregamos e até mesmo satisfazemos seus desejos – e quando você vai em contra dele, naturalmente ele se rebela. A verdade é mentira. O certo é errado. A certeza é dúvida e assim por diante. Tudo que é certo, se torna errado.

Sabe o que acontece?
Quem der ouvidos a esse instinto que nos ameaça, é enganado e infeliz. A prova é a vida incompleta que vive. É um pedaço do inferno, não apenas por fora, mas dentro.

Você quer ser enganada? Não?!
Então não confie em si mesmo, lute contra a rebeldia que faz parte de sua natureza.



Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

40 Comments

  1. amém,muitas vezes cai por confiar em mim mesma,por ser orgulhosa,tenho necessidade em nascer de novo,mudar de carater,adquirir novos hábitos,estou cansada do meu próprio eu,necessidade em começar de novo,entreguei a Deus meus caminhos tortuosos,confiando que Ele me mostre meus erros,use alguém para mostrar o que ainda não consigo enxergar,a verdade a exemplo da pérola que a senhora encontrou,enfim,a senhora tem me ajudado muito,leio suas postagens como um livro,cheguei até aqui meditando sobre esse eu que não aguento mais ter,quero mudar.

    Ver mais
  2. D. Vivi vivo isto constantemente, pois na luta contra o meu “eu” tenho fracassos, quando uma “amiga” se torna inimiga por conta de uma reação inesperada ao vir falar com grosseria comigo recebeu grosseria de minha parte também, com isso houve um afastamento de ambas as partes, apesar de tudo luto para vencer isso, não quero mais sofrer por não ter controle sobre minhas reações, e tenho pedido ao senhor que me ajude a superar, pois não quero me sentir como me senti há alguns dias atrás a maior pecadora que existe por não controlar essa natureza maldita. Me ajude

    Ver mais
  3. Disse tudo: não confie em si mesmo!!! Acorda EU!!!
    obrigadaa

    Ver mais
  4. Deus abençoe suas mensagens! bom final de semana!

    Ver mais
1 5 6 7