Mudança

  • 27
  • Mai
  • 2011

Mudança

  • 27
  • Mai
  • 2011

A mudança de cenário, ou até mesmo de apresentadoras, sempre nos deixavam um pouco desnorteadas. Quando uma substituía a outra, normalmente não sentia-se “boa suficiente” para estar naquele lugar.

 Muitas delas choravam sozinhas, com medo, outras diziam “não sei como fazer”. Eram tremedeiras, brancos e todas as consequências de estar nervosa durante o programa. Mas para isso tudo tinha uma saída, porque as ensinava a depender de Deus.

Eu as entendia muito bem, e tinha o prazer em lhes ajudar, pois quem um dia sofreu com seu “orgulho”, entende quando uma está passando pelo mesmo processo. Após passar pelas dificuldades e vergonhas, de reprovar a si mesma, é fácil ser flexível e também ajudar, porque não transmitíamos apenas palavras, mas vida.

A vida a que me refiro é aquela que, através das lutas, venceu. Não é vencer com a mãozinha de terceiros, mas pela sua própria fé.

E quando você aprende com a própria luta que teve, você não condena as pessoas que passam pelo mesmo processo, porque você sabe que, no fundo, também é cheia de falhas.

Você olha com compaixão. Suas palavras são vida.

Sua vida é o reflexo de quem você crer. E o seu DNA é igual ao Dele.

Quando existe mudança, existe um processo:

Primeiro saímos da rotina,

Depois vem a adaptação e as dificuldades. E, logo em seguida, a guerra dentro de nós mesmos entre os sentimentos e a fé.

Quem ganha é aquele em quem cremos.

 

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

8 Comments

  1. Ola dona Vivi
    e verdade quando nos passamos por momentos dificil em nossas vidas nos temos a capacidade de ajudar um pessoa com o mesmo problema, pois temos compaixao daquela pessoa como Deus tem e olhamos como Deus olha, e podemos dizer a essa pessoa que esse problema vai ser resolvido com propriedade.

    Ver mais
  2. Olá Dona Vivi, eu também já percebir que quando passamos por situação semelhantes as que pessoas estão a passa sabemos melhor como ajudar, por que já passamos por isso.
    Quando eu estava ando os meus primeiros passos na fé aprendi uma coisa que eu vou carrega para sempre dentro de mim é saber anda pelas suas próprias penas e depender somente de Deus.
    Por que a fé é individual as pessoas que estão em sua volta não vão salva a sua alma para você, é você que tem que lutar.
    Um enorme beijo de Jessica Ellen do cenáculo do Espírito Santo de Benfica.

    Ver mais
1 2