Morte

  • 29
  • Jun
  • 2011

Morte

  • 29
  • Jun
  • 2011

A morte de uma pessoa amada, ou de um familiar, não é fácil! Para os familiares que ficaram, é como viver a morte diariamente. A vida passa a não ter mais sentido, a esperança de continuar a lutar não existe mais.

O medo, o tormento e as preocupações futuras, parecem ser o seu companheiro de todas as horas.

Essas pessoas não vivem mais. Param de lutar, porque perderam o seu alvo ou seu chão. Acabam vegetando. E quando a sensação é essa, porém ninguém morreu, mas vive vegetando?

Vive vegetando porque se decepcionaram com alguém! Vivem desmotivados porque perderam algo na vida! Vivem ligados ao passado, porque o presente é muito duro de enfrentar! Na verdade, estes também se mataram, não fisicamente, mas interiormente.

O pior de tudo é quando a pessoa insiste em prosseguir no erro. Acha que a vida ou os demais são culpados. E sabe que ela normalmente faz? Ela muda de tática. Ela continua aparentemente “vivendo”, se queixando da vida ou chateada, e dando “o troco” em todos os que a decepcionaram. Ela deixa de falar. Ela deixa de investir. Ela deixa de olhar, como antes ela olhava, com pureza.

O seu olhar transmite insatisfação.

E por incrível que pareça…Da mesma forma que ela faz com os demais, é o mesmo que os outros fazem com ela. Ambos olham com malícias. E… Não chegam a lugar nenhum. Julga que a outra tem duas faces. Julga que a outra é mentirosa. Julga que a outra é hipócrita.

Mas e ela mesma? O que ela está fazendo? Ela está sendo sincera assim?

Você diz: “Sim”.

Mas não. Eu digo que não é sincera!

Você diz: “Como assim?”

Você deixou de ser natural, para ser outra, porque seus olhos te fazem enxergar a outra pessoa para você. E não para Deus.

Como assim????

Pois assim como o Pai ressuscitou e vivifica os mortos, assim também o Filho vivifica aqueles a quem quer. João 5:21

 

 

 

Você está me chamando de morto? Não sou eu, mas a palavra de Deus mostra que aqueles que querem continuar no erro, estão mortos. Você só terá vida quando você quiser.

E para querer, você vai precisar reconhecer que você mudou de carácter. Que por causa daquela má conduta de outro, fê-la ver com malícia. Eu aconselho você a ler agora mesmo o post – Meu direito.

 

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

13 Comments

  1. Bom dia dona Viviane
    Muitos estão mortos e não sabe não enchega os seus erros ou até vê mais continua no erro
    Eu estou sempre aprendo com vcs ?? palavras de Deus ? aviva nossa fé fervendo e não a emoção
    Eu quero sempre fazer certo quero aprender quero ser uma mulher virtuosa sabia

    Ver mais
1 2 3