Jovens: “Onde investir primeiro?”

Viviane Freitas

  • 9
  • Mar
  • 2015

Jovens : “Onde investir primeiro?”

  • 9
  • Mar
  • 2015

“Lendo este post, surgiu-me uma dúvida.Enquanto eu não tiver uma vida financeira estável o melhor é não namorar? Mas a vida sentimental não vem em segundo lugar, depois do encontro com Deus? Eu por exemplo estudo engenharia, e realmente ainda não tenho condiçoes. Se surgir alguém eu não devo namorar? Ficou meio confuso para mim, porque se for assim a vida financeira deve vir em segundo plano.”

Recebi esta mensagem em reposta ao post anterior e creio ser a dúvida de muitas.

Para namorar é preciso dinheiro e para ter o mesmo tem que se investir na vida financeira. Contudo, enquanto se investe na vida financeira perde-se a força de se investir na vida sentimental, certo? Não!

Conquistas financeiras acontecem por meio da fé. Crê numa ideia (como, por exemplo, um curso), então lança-se nessa (faz o curso, trabalha, etc.) e “colhe” a fé que plantou. Simples e implacável! Quem semeia pouco colhe pouco quem semeia muito colhe muito.

O investimento na vida sentimental é diferente. Porque quando decido dedicar-me à minha vida sentimental consequentemente estou a dar continuidade ao meu investimento espiritual.

Por exemplo: Eu posso usar a fé e encontrar o melhor rapaz do mundo, mas se EU não for uma boa esposa, se não estiver resolvida com os meus traumas e complexos, se não tiver uma estreita comunhão com Deus, não serei feliz ao lado dele.. Porquê? Porque EU não sou a própria felicidade.

Investir na vida sentimental não é sair por aí à procura da pessoa ideal, não é esperar um “príncipe encantado” aparecer ou sonhar com coincidências incríveis que darão uma óptima história de amor. Investir na vida sentimental é investir em si mesma, investir no seu valor como mulher de Deus, aprender a lidar com seus sentimentos, aprender a usar a fé quando a emoção quer falar mais alto, porque vai precisar de ter essa base durante o casamento.

Assim sendo, quando dedica-se à sua vida espiritual está a investir na sua vida eterna, na sua comunhão com Deus e esta é a área mais importante da nossa vida. A vida sentimental é tão importante que pode fazer desenvolver mais a nossa comunhão com Deus ou pode destruí-la completamente, daí a estarem tão intimamente ligadas.

A vida sentimental é algo muito importante e que deve estar atenta.

Deixe então o seu comentário sobre o assunto de hoje.

Até à próxima!!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

603 comentários

  1. Olá Viviane, achei muito interessante o post, mas minha dúvida é, deve-se namorar antes de receber o Espírito Santo? Às vezes penso que deveria tê-lo primeiro antes de ter um namorado, estou errada? Tenho 16 anos e gosto de um rapaz da minha igreja, o que é o correto a ser feito?

    Ver mais
  2. A nossa comunhão com Deus sempre tem que ficar em primeiro lugar em nossa vida mas,também devemos investir em nossa vida sentimental pois,estamos dando continuidade em nossa vida espiritual.

    Ver mais
  3. Precisamos cuidar da nossa vida sentimental. Antes de iniciar um relacionamento é necessário estar bem resolvida no nosso interior, livre de complexos e traumas!

    Ver mais
  4. Essa era uma dúvida que eu também carregava dentro de mim, eu pensava ”Se eu investir na vida sentimental vou ser mal sucedida na vida financeira, e se eu investir na vida financeira não vou ser feliz no amor por focar só a carreira profissional” mas com as reuniões Terapia do Amor e esse post eu vi que esse investimento esta divididos mas se completam. Investir na vida sentimental é investir em si mesma nas qualidades e tudo mais e investir na vida financeira é simples, trabalhar e cursar, usar a fé pra crescer naquela área.

    Ver mais
  5. Todas nos devemos ter prioridade, e a primeira deve ser a comunhão com Deus, pois ela sendo estreita com Deus ele nos dara a direção de como agir e que atitudes tomar. Se tirarmos isso do primeiro lugar, com certeza o resto estará comprometido.

    Ver mais
  6. É verdade temos que estar atentas com a vida sentimental, porque não podemos mandar no nosso coração mas podemos deixa-lo longe desses sentimentos não estando ansiosas com nosso futuro. Eu escolhi esperar em Deus, ter uma vida financeira estável e continuar cuidando da vida espiritual e sentimental.

    Ver mais
1 97 98 99