Experiência: Como ter a identidade de Deus?

Sara Zanon

  • 31
  • Jan
  • 2015

Experiência : Como ter a identidade de Deus?

  • 31
  • Jan
  • 2015

Queridas internautas, ao ler os vossos comentários e observar as vossas dúvidas, pude ver que muitas não têm conseguido ter sede de Deus, não sabem agradá-Lo, não entendem como fazer para servi-Lo através das suas vidas…



Algumas têm dor por isso, pois ao mesmo tempo que desejam algo com Ele, é como se nunca conseguissem alcançar.

Esta semana houve alguém que me perguntou:
Sara, como faço para ter a identidade de Deus?

Ora, para se parecer com alguém é preciso conhecer bem uma pessoa, ou ter parentesco com ela.

Qualquer pessoa que me visse ao lado do meu pai, enquanto ele estava vivo, diria logo, mesmo sem saber, que ele era o meu pai, éramos igualzinhos, a mesma cor de pele, o mesmo cabelo, os olhinhos pequeninos… nem precisávamos dizer que éramos filha e pai, mas veja um detalhe interessante, na maneira de ser éramos absolutamente diferentes.
Eu casei-me muito novinha e logo fui embora para outro País, então a minha maneira de ser não tinha nada a ver com a dele, mas com as pessoas que ao longo desses anos foram convivendo comigo e acrescentando em mim.

Pessoas que eu conheci, passei a admirar e comecei a imitar, aquilo de bom que eu observava nelas.

Daí voltamos à sua pergunta: como ter a identidade de Deus?

Ora, você conhece-O?
Interessa-se por Quem Ele É?
Tem procurado imitá-Lo?
E a pergunta principal aqui é: Ele é o seu Pai?

Como pode conhecer alguém se não se interessar por essa pessoa? Seria isso possível? – Não!

Sabe, eu comecei a interessar-me por Deus, num dia em que vi que ninguém à minha volta era capaz de me amar por aquilo que eu era, as pessoas precisavam que eu mudasse, que superasse as suas expetativas, para então, eu conquistá-las. No dia em que vi isso, senti-me tão sozinha, desvalorizada, era como se nada do que eu fizesse fosse bom o suficiente.

Naquele momento eu recorri a Deus, falei para Ele como eu me via e me sentia pequena, e que não tinha nada para oferecer a Ele, a não ser a porcaria da minha vida (desculpe a expressão), e você acredita que Ele não me rejeitou? Mesmo eu não tendo nada para Lhe oferecer, a não ser os meus muitos problemas, complexos, fracassos e inseguranças. Dá para acreditar?! Alguém como Ele, interessando-Se por mim!!!

Como não começar a querer saber quem Ele é realmente, como não observar as Suas características, impossível não querer ser d’Ele, não estou a falar apenas de imitá-Lo mas de O ter dentro de mim, me guiando, participando da minha vida.

Talvez se interesse ou conheça tantas coisas ou pessoas neste mundo, mas o que elas lhe trouxeram de retorno, quem ou o quê foi capaz de tirar o vazio do seu peito, de dar sentido à sua vida, e nunca a decepcionar?

Eu entendi uma coisa, amiga leitora, para ter a identidade de Deus, preciso abrir mão da minha própria identidade. Isso quer dizer que vou deixar de ter personalidade? Não!
Mas é preciso abrir mão dos sentimentos ruins, dos pensamentos negativos, daquilo que a tem sufocado, para que Deus possa entrar em Ação em sua vida, e fazê-la ter as características d’Ele.

Deus não é negativo, pessimista, complexado, tímido, infeliz, inseguro, orgulhoso, egoísta, desequilibrado, ciumento, possessivo, indolente, preguiçoso, limitado…

Se calhar você ao ler as características acima, as tenha identificado na sua maneira de ser, e então, vale ou não a pena, abrir mão dessa identidade sofrida e fracassada, para buscar ser semelhante a Ele?

Hoje é o ultimo sábado de Janeiro, 2015 está passando a correr, mas você pode fazer este ser o Ano da Sua Vida, se agora, aonde estiver, parar tudo, e decidir, trocar tudo o que tem vivido por uma vida com Deus.

Aguardo aqui os seus comentários, o que fez após ler este Post?

Até sábado meninas, um abraço!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

409 Comments

  1. Deus abençoe pela mensagem. Me ajudou bastante.

    Ver mais
1 66 67 68