A vida de Jacó – 3º dia

Viviane Freitas

  • 27
  • Jun
  • 2013

A vida de Jacó – 3º dia

  • 27
  • Jun
  • 2013

Olá a todos. É um prazer muito grande estar aqui convosco diariamente a falar sobre a vida de Jacó.

Estava a consultar o significado da palavra “caráter” e percebi que também diz respeito a vícios e manias. Nunca imaginei que incluísse estas caraterísticas, mas, por aqui, podemos avaliar a profundidade do caráter humano. Aconselho-a a averiguar.

3º Dia – A reação de Jacó

“Disse Jacó a Rebeca, sua mãe: Esaú, meu irmão, é homem cabeludo, e eu, homem liso. Dar-se-á o caso de meu pai me apalpar, e passarei a seus olhos por zombador; assim, trarei sobre mim maldição e não benção.
Respondeu-lhe a mãe: Caia sobre mim essa maldição, meu filho; atende somente o que eu te digo, vai e traze-mos.” (Gn.27:11-13)

Jacó teve a escolha de dizer “Não!”. Mas, ao invés, preocupou-se com as circunstâncias em que ficaria, caso o pai descobrisse o seu engano. Preocupou-se em acarretar a maldição pelo seu ato, e não em agir mediante a fé, de acordo com o que seria racional.

E quando me refiro à fé, não o faço com base em religiosidade, pois, naquela altura, sequer existia a Bíblia. Mas ele tinha o exemplo do avô Abraão.

Veja que a fé é algo racional e justo, mas ele não foi justo com o seu pai. Aceitou o conselho de Rebeca, tendo esta assumido qualquer maldição que sobreviesse, fruto daquela atitude. Nem respeito tinha pelo seu marido! Veja que falta de consideração.

Interessante, que quando não damos conta das nossas atitudes, também não percebemos os detalhes Bíblicos. Sabe porquê? Porque, para si, já se tornou uma “história”. Já leu sobre Jacó e, por isso, nunca há novidade.
Quando tem consideração para com Deus, importa-se com os detalhes. Lê cautelosamente.

Rebeca desconsiderou todo o conselho que Isaque dera a Esaú. Fez exatamente o oposto!
Assim, se você ler a Bíblia de qualquer forma, também está a desconsiderar os valores inerentes à Palavra de Deus. E, através de algo tão simples, desconsidera, não apenas a homens, mas igualmente a Deus.

Além de tudo, Rebeca ainda gerou outro problema, pois a relação entre ambos os filhos, foi afetada. Veja que ela também gemeu, mas a sua história não refere que tenha lutado com Deus. Era indiferente à sua forma de ser.

E muitas pessoas também são indiferentes ao seu jeito de ser. Apenas os problemas dos demais lhes são nítidos, mas não os seus!
Por aqui, só têm perdido, e acabam por tornar-se frustradas dentro da Igreja. Conhecem e ouvem a verdade, e ainda aconselham outros a levarem uma vida “normal” e a trabalhar com a fé emotiva, ao invés de gerar vida.

Medite nisto.

Um grande abraço para todas vocês. Até amanhã!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

211 Comments

  1. Olá! D.Viviane .
    Verdade .Muito forte essa mensagem é mais fácil olhamos para os demais do que para nós mesmo .E o pior de tudo é que não ganhamos nada com isso.
    Nada mesmo. Ouvir a mensagem da Adriana e a orientação da senhora pra ela foi muito importante .

    Ver mais
1 34 35 36