53º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 15
  • Mar
  • 2017

53º Dia | Ser O Testemunho

  • 15
  • Mar
  • 2017

15 de Março | Quarta | João 15.12-13

O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.
Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá todos os internautas, é um prazer estarmos neste momento todo especial, que é a nossa meditação na Palavra de Deus. Acompanhe comigo em João 15:12

“O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.
Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.”

Se Jesus deu este mandamento, qual o motivo?
“O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.”
Você acha que Ele falou isso apenas para mostrar caridade, para mostrar um Deus amoroso? Não é assim… Jesus falou isso para o relacionamento. Você, como filha, esposa, amiga, no seu trabalho, com os seus clientes, com o seu chefe, enfim, com as pessoas que estão próximas de si.
Como eu vou amar alguém do meu jeito? Já reparou que quando você ama do seu jeito, dá problema? Você tem ciúmes, tem inveja, tem orgulho, é egoísta, olha só para o seu lado, etc.

Quando Jesus fala aqui: “Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.” É para que você tenha referência do Senhor Jesus. Você não pode olhar para ninguém como uma referência, mas ter em Jesus a referência de como amar. Porque se você olhar para alguém, certamente vai deixar Jesus, como muitas pessoas deixaram Jesus, porque o seu namorado a traiu.
Vamos supor que era um obreiro, era um membro já de muitos anos na igreja, e com isso ela ficou decepcionada, e porque ficou decepcionada, ela já não acredita mais em ninguém; agora, qualquer homem que se aproxima dela, deixa-a insegura, preocupada, não acredita mais no amor, não faz nem mais a terapia do amor, porque é uma ofensa para ela, uma vergonha participar da terapia do amor, e eu digo para você, minha amiga internauta, saiba de uma coisa: Você que não faz a terapia do amor, não sabe o que você está perdendo, porque é uma reunião que cuida do nosso interior, que cuida da nossa salvação; quando se fala de relacionamentos, se fala de salvação também. Porque é pelo relacionamento que guardamos rancor, que temos maus olhos, que temos orgulho, enfim, é pelos relacionamentos que se criam problemas.

Se você ficar em um lugar sozinha, sem ninguém, aí você vai sentir falta de alguém, e quando tem alguém, aí você quer ficar sozinha, enfim, o problema de relacionamento é um problema espiritual. Não digo que seja um demónio, pode ser que seja, mas digo espiritual, porque é carnal; você quer agir do seu jeito, quer fazer as coisas do seu jeito, e por isso é que Jesus falou: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.”

Você tem que olhar para Jesus como Ele foi com os discípulos, como Ele amou.

Vamos abordar aqui, hoje, mais sobre esse assunto. Mas veja Jesus como referência de pessoa, para a qual você tem que olhar, imitar e comparar: Você tem que comparar o seu jeito de amar com o do Senhor Jesus, e com ninguém mais; tem que comparar com a forma como Jesus a amou, o que Ele fez.

Ele diz aqui o seguinte: “Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.”

O que é dar a vida pelo próximo?

Dizer: “Eu te amo?” Mandar mensagens de amor? Cartão, flores?

O que é você dar a vida pelo próximo?

O dar a vida pelo próximo, é você ensinar, é orientar, é ter paciência, respeitar quando a pessoa não aceita, não entende; é você esperar, vigiar as suas atitudes, perdoar, é você não obrigar, não desrespeitar. Quando falamos de respeito, é quando você obriga a pessoa a entender; você fica zangada, fica de cara “emburrada”, etc., quando reage assim, você está faltando ao respeito a essa pessoa, para ela entender.

Há coisas na vida que não entendemos rápido, há coisas que demoram. E quando olhamos para a nossa vida, olhamos para as nossas dificuldades, para a nossa alma e entendemos que a outra pessoa tem as suas dificuldades, como também eu tive os meus erros. É não ficar impaciente, brigando, discutindo, falando alto, levantando a voz…
Às vezes aquela pessoa com quem você lida diariamente, você guarda o que ela falou, o que ela disse, e aí você não consegue falar a verdade, não consegue ser amável com ela, porque ela não é verdadeira, é mentirosa, ela fala mal pelas suas costas. Mas se você quer dar a vida pelos seus amigos ou pelas pessoas que estão próximas a você, porque não chega para ela e fala assim: “Porque você está falando mal de mim? Que motivo você está tendo para falar mal de mim? Eu quero saber porque eu não quero ter problemas com você, não porque eu queira ganhar favor aos seus olhos, mas eu quero me concertar, eu quero servir de forma útil… pode falar, não tem problema.”

Chega, fala, porque nisso que você fala, você está dando a vida, você está sendo sincera; ela está falando pelas suas costas e você também está falando pelas costas, dizendo para as pessoas: “…olha, ela está falando pelas minhas costas, eu descobri.” Ao invés de você falar com os outros, porque você não fala direto com a pessoa que falou de você? Não para você brigar, para tirar satisfação, mas para resolver a questão. Para você dar a vida, para amar, você tem que exercitar, não é uma coisa natural, não é uma coisa que está em você.

Se você soubesse quem era o traidor entre os discípulos, você iria mostrar para “todo o mundo” que ele era o traidor, e Jesus não fez isso! Ele deixou que Judas, ele mesmo, fizesse o mal a si próprio.
E há pessoas que fazem questão de fazerem o mal ao próximo, ficarem emburradas, fazerem a outra pessoa saber que estão zangadas, tristes, etc. E essa forma de ficar emburrada, não agrada a Deus, porque você não está usando a fé, mas usando a emoção. Então, pode até ficar zangada, chateada, mas tem que passar. E tem que passar logo, rápido, não podem passar horas, mas tem que resolver logo.

Minha amiga internauta, é importante exercitarmos esse amor, porque no que exercitamos, fazemos bem a nós mesmos, e conseguimos investir na nossa salvação; vamos desenvolvendo a nossa salvação, não pelos conhecimentos bíblicos ou porque você está meditando, mas por conta de você colocar em prática, e isto, passando por momentos difíceis.

Agora, fale com Deus e resolva o seu problema, e se você tem problema com alguém, resolva logo, para que então seja tudo esclarecido e você tenha paz, e a sua alegria seja completa, como Jesus falou, que se guardarmos os Seus mandamentos, permaneceremos no Seu amor. E Ele também disse: “…para que tenha paz, para que você tenha o meu gozo, e o seu gozo seja completo!”
Minha amiga, não perca tempo, pise nesse orgulho, nesse sentimento, porque eles são os seus piores inimigos, e glorifique a Deus obedecendo à Sua Palavra.

Um grande abraço e até amanhã.

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

14 Comments

  1. Oi Dona Viviane, realmente a terapia ajuda muito eu tenho um antes depois. pois eu ja estava na igreja 5 anos me batizei nas aguas ia em outra reuniões. Mas quando fui terapia conseguir abri meu coração para Deus revelando meu segredo passado, traumas, medos , complexos, ódios, magoas, mau relacionamento comigo e com os outros ( familiares, amigos, colegas de trabalho). A minha vida espiritual mudou muito, meu relacionamento comigo mesmo (meu amor próprio), meu relacionamento com a familiar, parentes, amigos e colegas perceberam a mudança minha. Além de agora eu não ter aquela barreira que impedia que qualquer pessoa chegasse a minha. Claro que continuo indo para melhor e muda sempre pois só me tem feito bem para minha vida.

    Ver mais
  2. Esses dias estava passsndo por uma com minha sogra mais meditando neste audio tiro concluçoes que estou completamente errada doi mais e a verdade

    Ver mais
1 2 3