35º Dia – Incredulidade

Viviane Freitas

  • 14
  • Jul
  • 2014

35º Dia – Incredulidade

  • 14
  • Jul
  • 2014

Para quem tem aproveitado esta oportunidade, com certeza tem experimentado uma revolução no seu interior. Mas há os que estão a ver a oportunidade passar, e ainda não a agarraram. Porquê? Porque, na verdade, só agarramos a nossa oportunidade, quando aprendemos a não ser ansiosas, e também quando temos muita “sede”; qualquer que seja a palavra que ouvimos, tiramos dela bom proveito.

A “sede” de Deus, está ligada a uma busca incessante: Os seus pensamentos estão constantemente no alvo de estar próxima d’Ele, e isto se torna benéfico para a sua vida espiritual.

“Passadas estas coisas, Jesus andava pela Galiléia, porque não desejava percorrer a Judéia, visto que os judeus procuravam matá-lo. Ora, a festa dos judeus, chamada de Festa dos Tabernáculos, estava próxima. Dirigiram-se, pois, a ele os seus irmãos e lhe disseram: Deixa este lugar e vai para a Judéia, para que também os teus discípulos vejam as obras que fazes. Porque ninguém há que procure ser conhecido em público e, contudo, realize os seus feitos em oculto. Se fazes estas coisas, manifesta-te ao mundo. Pois nem mesmo os seus irmãos criam nele. Disse-lhes, pois, Jesus: O meu tempo ainda não chegou, mas o vosso sempre está presente. Não pode o mundo odiar-vos, mas a mim me odeia, porque eu dou testemunho a seu respeito de que as suas obras são más. Subi vós outros à festa; eu, por enquanto, não subo, porque o meu tempo ainda não está cumprido. Disse-lhes Jesus estas coisas e continuou na Galiléia.”(Jo.7:1-9)

Muitas pessoas pensam, que para serem afirmadas, precisam manifestar-se perante os outros. Quando, na realidade, o que devemos manifestar, é tão somente para Deus. Consequentemente, os demais verão o que tem sucedido connosco.

Não é o oposto: Aparecer para as pessoas, e depois Deus ver… Está errada esta concepção!

Sugeriram ao Senhor Jesus, que Ele realizasse os Seus feitos em algum lugar onde a população pudesse ver, para, supostamente, reafirmar a Sua “chamada”. Mas não somente o Senhor Jesus, quanto todos aqueles que estão ligados ao Pai, não têm necessidade de revelar às pessoas quem são em relação a Deus.

E a revolução, uma vez acontecendo no meu interior, será igualmente manifesta na parte de fora, por intermédio das minhas obras.

Não há preocupação, ansiedade, para que as pessoas vejam, mas uma entrega da minha parte, em transmitir a verdade que Deus me revelou e tem feito na minha vida.

O Senhor Jesus era odiado, porque testemunhava a respeito das obras más de cada um. As pessoas são confrontadas com as verdades, e todo aquele que está ligado com Deus, faz justamente o que fez o Senhor Jesus: Confronta o que é errado e injusto. E, por isso, torna-se odiado pelo mundo.

O tempo do Senhor Jesus ainda não tinha chegado, mas o nosso tempo, sempre está presente. Estamos a ter oportunidades de ouro, para mudar, mas depende da nossa participação.

Pode ser agora! Estamos no 35º Dia, e talvez tem deixado a sua oportunidade passar, mas a partir do momento em que se vê e usa a fé inteligente, revolta-se, não se culpando, mas com disposição para mudar a sua maneira de agir.

O seu tempo está presente. Este é o tempo de manifestar a sua crença e a sua entrega.

Ele está de braços abertos, à espera que manifeste a fé que está dentro de si. Só falta bater à porta, insistir e revelar a sua entrega e a sua disposição.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

104 Comments

  1. Buscarei sem sesar enquanto viver,esse é o meu alvo Ser um com Ele,esta conectado com Ele.

    Ver mais
  2. Quando Agradamos a Deus, Ele faz com que o Homem, nos vejam, e nos Admirem Discretamente. Mais quando tentamos nos mostrar para o Homem, Desagradamos a Deus e perdemos nossa Identidade.

    Ver mais
1 16 17 18