19º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 26
  • Jan
  • 2017

19º Dia | Ser O Testemunho

  • 26
  • Jan
  • 2017

26 de Janeiro | Quinta | João 12.7-8

Disse, pois, Jesus: Deixai-a; para o dia da minha sepultura guardou isto;
Porque os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas.

É um prazer estarmos juntos nesta fé, todos os dias, de segunda a sexta-feira.

É maravilhoso! Quanto mais estivermos ligadas e interessadas nas coisas de Deus, mais alimentamos a fé. Quanto menos estivermos ligadas às coisas de Deus e estivermos mais ligadas às coisas do mundo, menos alimentamos a fé!

Acompanhe comigo no livro de João, capítulo 12, versículo 7:

“Disse, pois, Jesus: Deixai-a; para o dia da minha sepultura guardou isto;
Porque os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes.”

É muito valioso para o Senhor Jesus, aquilo que Lhe oferecemos, pois isso representa a nossa oferta e justifica, ou não, a nossa pessoa. Quando evangelizamos, quando trabalhamos, nos relacionamos com os nossos familiares, com pessoas do nosso trabalho, etc., tudo o que fazemos é uma oferta. Assim como tudo o que dizemos a Deus, revela se estamos a falar a sério ou apenas cumprindo a tradição e seguindo um hábito.
A entrega acontece como sucedeu com Maria, que derramou o perfume aos pés de Jesus; que se entregou ali, naquele momento, diante Dele. E a qualquer momento, eu posso criar esta grande oportunidade, de me derramar diante de Deus; eu não preciso que Ele Se sente à minha frente, e eu o faça ali, sozinha… isto pode acontecer, igualmente, diante das pessoas, na reunião, na Igreja, etc. Quando aconteceu com Maria, ela o fez diante dos seus irmãos, porque era uma necessidade sua, dar-se…

E quantas não são as vezes em que falamos com Deus, oramos, mas não aproveitamos a oportunidade?

Como descrito no versículo:

“Porque os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes.”

E o que entendo com isto? Que não é sempre que eu me disponho e me “desnudo” diante de Deus, revelando tudo o que está dentro de mim… Você vê que os discípulos, Marta, Lázaro, estavam ali com o Senhor Jesus, mas apenas Maria estava se entregando. E foi por este motivo que Ele veio, para dar a Sua vida para ganhar almas. E aquela alma estava aproveitando a sua oportunidade!

Nós estamos aqui consigo, dizemos a Verdade, estamos meditando todos os dias, participamos nas reuniões, damos os nossos dízimos, ofertas, sacrificamos, mas há momentos específicos que criamos para Deus. E somos nós que os criamos; são momentos em que construímos o nosso Altar para Ele!
Por vezes, você está em casa, na Igreja, e está cheia de coisas na sua mente, atarefada com afazeres, se distraindo com orações de outras pessoas, etc., mas apenas quando você constrói o seu Altar para Deus, está aproveitando o Senhor Jesus, pois as responsabilidades, as suas necessidades e os necessitados – os “pobres” a que Jesus Se referia – nós os temos todos os dias, mas não é todos os dias que nos entregamos ao Senhor Jesus, mesmo Ele estando todo o dia connosco. Apenas o fazemos, quando nos dedicamos a isso!

Quando o Senhor Jesus disse que nem sempre O teríamos, é verdade. Talvez você já esteja a caminho do seu trabalho, já meditou e agora está ouvindo este áudio, e terá que pensar naquilo que você vai fazer durante o dia para executar o seu trabalho, e nem sempre você tem condições de expressar o que está acontecendo consigo naquele momento. Pode até elevar o seu pensamento a Deus, mas é quando está numa situação difícil e até entristecida em virtude de um problema, que normalmente fica em espírito de oração, e quando tem oportunidade de ficar sozinha com Deus e desabafar o que está dentro de si, você é bem intima e transparente porque há uma necessidade da sua parte.

Quando vivemos situações ou problemas na nossa vida, nos aproximamos de Deus. Mas também nos aproximamos Dele quando sentimos necessidade em relação à nossa própria pessoa; quando nos sentimos agoniadas com as ofertas que estamos levando a Deus e que Ele não está a aceitar. Quem considera o Senhor Jesus, quer apresentar toda a sua vida como uma oferta viva!

Deus está em todos os lugares, inclusive estava com Lázaro e Marta, mas sobre quem Jesus falava? Sobre Maria, porque os demais estavam com Jesus, mas não O tinham.

A mulher, principalmente, quer que alguém lhe pergunte o que está a acontecer, e se alguém nada lhe diz, ela não fala, fica presa, não resolve a sua situação e segue da mesma forma. Mas Maria não esperou Jesus perguntar o que ela teria para Lhe apresentar ou dizer, até porque Jesus não lhe disse nada… quem se aproximou, de livre e espontânea vontade, foi Maria, porque ela precisava.

Quando realmente estamos numa situação em que precisamos, em que nos agoniamos por nossas falhas e nos vemos limitadas, então naturalmente nos dispomos, desabafamos, falamos com Deus e expomos o que está no nosso interior. Não esperamos Deus perguntar, mas criamos a situação! E isto sim, é ter Jesus!
Porque podemos ouvir as palavras de Jesus, as Suas profecias, ver as curas e libertações através de testemunhos, mas sermos indiferentes e não nos aproximarmos ou crermos. Quando existe crença, existe uma observação da nossa própria vida. Eu creio, eu observo! Se eu não creio, não observo os meus limites, as minhas falhas, mas permaneço indiferente aos mesmos, porque os aceito como algo normal.

Então, minha amiga internauta, você tem acompanhado, meditado, e nem sempre isso significa que você se tem aproximado de Deus. O que faz alguém se aproximar de mim, é quando a pessoa é transparente, espontânea, procura ajuda, fala… porque crê! Não desconfia do que a outra pessoa vai pensar ou julgar, mas simplesmente expõe para ser ajudada. E assim também é com Deus. Ele sempre está connosco, mas nem sempre nós estamos com Ele. Cabe a nós criarmos estas oportunidades, esses momentos entre nós e Ele.

Espero que você tenha entendido e tire bom proveito disso. Agarre esta oportunidade, pois Ele a valoriza e tudo o que Ele mais quer é que você seja espontânea a transparente, para poder ser Um com Ele e Ser o Testemunho!

Um grande abraço para vocês. Até amanhã!

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

52 Comments

  1. Olá dna Viviane.
    Hoje Deus me mostrou algo que para mim foi muito forte, pois vi que estava tendo uma atitude que mostrou que não estava O priorizando, eu pensava que pela a minha atitude o estava fazendo, mas na verdade não.
    Deus me dando a chance de reparar isso e mudar. Está sendo maravilhoso.
    Um abraço!

    Ver mais
  2. olá bom dia, estou imensamente grata a Deus por essa oportunidade de conhece-Lo através das meditações em sua palavra. Tem sido revelador e libertador para minha alma.

    Ver mais
1 7 8 9