Seja a mãe que o seu filho precisa
josiane

Josiane Boccoli

  • 16
  • Out
  • 2015

Seja a mãe que o seu filho precisa

  • 16
  • Out
  • 2015

Eu sempre escrevo: “Seja a mãe que o seu filho precisa”, mas o que isso realmente significa?

Por muito tempo eu fui a mãe que eu queria ser, que eu achava correto e bom para o meu filho. Eu tive um pai tenente da polícia, ou seja, um general dentro de casa, e assim queria ser com o meu filho: Rígida, autoritária, exigente… Imagine! Para uma mãe de filho autista esperar que ele me ouvisse e fizesse na hora o que eu estava a pedir… Um terror, coitado! Porém, eu sofri mais do que ele e tive que me “quebrar” por inteiro, ao ponto de me sentar enquanto o meu filho se contorcia em crise, e no chão e em prantos dizer: “Ok, eu rendo-me a você!”

Por amor, por amá-lo e ver que a minha postura errada somente me levaria a perder o meu filho; perder a chance de me aproximar dele e poder ajudá-lo. Assim eu decidi mudar totalmente a minha vida.

Os meus padrões foram arrancados, o meu ” achismo” e saber também, pois reconheci que não me estavam a ajudar. Com mente e coração vazios de mim mesma, pude então receber de Deus as direções que realmente iriam ajudar o meu filho. Então O conheci e descobri o meu filho!

Tudo em mim mudou, do modo de falar à forma de olhar para o Gabi. Entendi então as suas necessidades e pude trabalhar nelas para serem supridas.

Afinal, se somos únicos, uns diferentes dos outros, como eu posso querer usar os mesmos métodos de educação que foram usados comigo? Ou ser da mesma forma com todos os meus filhos? Não!
Cada pessoa é de um jeito e tem as suas necessidades específicas.
Este foi o meu “segredo” como mãe: Negar-me, deixar de fazer o que eu queria fazer e ser, para que eu pudesse descer ao nível visual e mental do meu filho, e então tocar nele para que nos tornássemos um.

É exatamente a isso que me refiro, quando lhe digo aqui: “Seja a mãe que o seu filho precisa!”.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

27 Comments

  1. É engraçado, quando temos filhos, pensamos logo que vamos criá-los da mesma forma que fomos criados, aí é que erramos, nossos filhos tem sua identidade própria e talvez os métodos usados comigo não se adeque com eles. vou rever meus conceitos.

    Ver mais
  2. É verdade dna não podemos impor simplesmente a nossa vontade em nossos filhos temos também q dar espaço para eles

    Ver mais
  3. Queremos tanto proteger nossos filhos que acabamos as vezes exagerando e sendo o que não queremos ser “CHATAS”…rs

    Ver mais
1 3 4 5