Quem somos nós?

Viviane Freitas

  • 22
  • Ago
  • 2014

Quem somos nós?

  • 22
  • Ago
  • 2014

“De outra feita, lhes falou, dizendo: Vou retirar-me, e vós me procurareis, mas perecereis no vosso pecado; para onde eu vou vós não podeis ir. Então, diziam os judeus: Terá ele, acaso, a intenção de suicidar-se? Porque diz: Para onde eu vou vós não podeis ir. E prosseguiu: Vós sois cá de baixo, eu sou lá de cima; vós sois deste mundo, eu deste mundo não sou.Por isso, eu vos disse que morrereis nos vossos pecados; porque, se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados.” (Jo.8:21)

Se ouviu o áudio de quarta-feira, certamente lembra-se que os judeus questionavam e retrucavam as palavras do Senhor Jesus, porque Ele sempre falava do Pai. Mas eles não estavam aptos a ouvir, e nem a aprender.

A crença em Deus não é apenas uma firmeza de pensamento, mas também o submeter-se a Ele.

Há pessoas que até estão há muito tempo na Igreja, inclusive batizadas com o Espírito Santo, mas que querem insistir na sua vontade; não querem ser sensíveis à Sua voz. Provocam Deus, perguntando: “Porquê isto, porquê aquilo; porquê esta injustiça?; porque é que não me entendem?!…”. Várias questões, colocando em causa o próprio Deus!

Veja que quando está longe de Deus, não está sensível à Sua voz e apta a aprender d’Ele; não percebe o que Ele pretende, e até o que fala diretamente consigo.
Como o próprio Senhor Jesus estava a falar com os judeus, mas eles não entendiam!

Quando não entende o que Deus diz, é porque não é íntima d’Ele! É porque não se esforça em conhecê-Lo.

Mesmo que eu seja batizada com o Espírito Santo, eu posso optar por não estar sensível à Sua voz. É só eu não me importar com o que Deus quer de mim, fazendo prevalecer a minha vontade.

“Ah, Ele pede muito…!”

Não! O que Ele nos pede, não é muito, mas algo que precisamos entregar, arrancar, como o egoísmo, o orgulho, etc.

Nós, seres humanos, nascemos com falhas e erros, mas a partir do momento que temos um encontro com Deus, reconhecemos que a nossa vontade não nos fará bem. Pelo contrário, conduz-nos ao que corrompe e destrói, é o que nos torna pessoas difíceis de lidar.

Quando me submeto a Deus, então eu creio, lanço-me e entrego-me, na Sua Palavra.

Quando estive no Templo de Salomão, eu ouvi a voz de Deus de uma forma tão clara e nítida. Senti-me tão insignificante… Não vi nada do que havia feito ou acontecido, mas quem eu era! Parece que estava diante do trono de Deus, ali, nos céus… é difícil explicar por palavras, mas eu vi o amor d’Ele e o quanto eu preciso agir, praticando a Sua Palavra, ser sensível à Sua voz e depender d’Ele.

Eu não sou perfeita, tenho muitos erros, mas o que me faz estar perto d’Ele, é reconhecer o Seu amor para comigo… ver o quão glorioso, majestoso Ele é. E não é por obrigação ou religião que pretendo dar-Lhe o melhor, mas por prazer!

Quando amamos, queremos agradar à pessoa amada; não pretendemos provocá-la à ira, chateá-la, mas oferecer-lhe o melhor dos nossos dias.

Assim também é com Deus: Quando pensa que as coisas de Deus são difíceis; se considera “enfadonho” o simples facto de se entregar, de se render e submeter, é porque não O ama.

“Por isso, eu vos disse que morrereis nos vossos pecados; porque, se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados.”

Se está na Igreja, com ou sem o Espírito Santo, mas não for sensível e submeter-se à voz d’Ele, vai morrer nos seus erros. Vai perecer nas suas falhas e não será salva disso, porque não quis crer n’Ele, em Quem Ele é…

Às vezes, vai para a Igreja, mas para cumprir uma religião, e não para ser sensível à voz de Deus. E quem sai a perder é você, porque cumpre uma obrigação e um ritual, onde não existe sensibilidade.

Deus quer o seu tudo, porque Ele entregou o tudo d’Ele por nós.

Nos versículos que lemos, podemos ver o quanto somos falhos e necessitamos depender d’Ele. Se, com o Espírito Santo, já temos que vigiar, para conseguirmos ultrapassar as barreiras, imagine sem Ele. E não O deve buscar, porque eu o digo, apenas, mas deve existir, em si mesma, essa sede, a procura, para ser justa para Ele. Quando é assim, faz o seu melhor e entrega-se por inteiro.

Um grande abraço. Segunda-feira estaremos de volta, falando sobre a Palavra de Deus, que nos liberta.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

70 Comments

  1. Ou eu sou de Deus ou não sou.

    Ver mais
  2. Quando nos deixa Deus fala com nóis ,ele fala não o que queremos ouvir mais si o que devemos ouvir para acorda .

    Ver mais
  3. O Espírito Santo nos faz e além do que podemos imaginar e temos que ter sede de Deus…

    Ver mais
1 10 11 12