Pais inseguros
andreia

Andreia Petrucci

  • 6
  • Jul
  • 2015

Pais inseguros

  • 6
  • Jul
  • 2015

Partimos do principio que não há pais perfeitos, assim como nenhum ser humano o é…. Mas sabe quando olha para um oficial de justiça, para um professor, para alguém com autoridade, e espera um determinado tipo de comportamento e postura?

Quando era menina, observava estas pessoas e pensava que eram perfeitas; que todas eram um exemplo de conduta, pelo cargo que ocupavam. Agora imagine os pais: são os nossos “heróis”. Deles esperamos apoio, conforto, segurança, respostas para tudo… Mesmo para as questões mais difíceis, a que ninguém sabe responder!

Quando a minha mãe saiu de casa, fiquei com o meu pai e um irmão mais novo. Mas naquele momento senti-me desamparada como se ambos os progenitores tivessem saído! Isto porque em virtude da situação, também o meu pai ficou abalado e inseguro perante o problema que nos sobreviera. Com razão? Sim, claro!

Sem Deus e sem uma direção, qualquer ser humano está sujeito a prostrar-se diante de um problema. Não fiquei desiludida; na altura estava mais preocupada em resolver a mim mesma.

Mas alguém teve que assumir uma postura temporária, mesmo em uma idade onde isso não era suposto acontecer. E algumas coisas, tais como a infância, acabaram por se “perder” pelo caminho…

Mas o caso tem que mudar de figura quando já recebemos a instrução e temos a Palavra. Aqui, não podemos aceitar ficar prostrados por tempo indeterminado, perante um problema ou situação difícil.

Lembre-se, pai e mãe, que você exerce autoridade no seu lar, e se não a assumir, alguém vai tomar posse em seu lugar, como fez o diabo no jardim do Éden.

Os seus filhos precisam de uma figura forte, de alguém que se erga e tome as rédeas da situação, que ore por eles e seja “valente” para tomar decisões, mesmo em momentos de grande tribulação. Eles são fortes, sim, mas por enquanto você é a única referência que eles têm. Segure-se em Deus e seja o “Abraão” da sua casa, que através das suas atitudes mostrou a sua força.

Até à próxima. Na fé!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

2 Comments

  1. Ola andreia as vezes cometemos erros como pais quando nos deixamos levar pelo sentimento , manter as redeas da casa sermos firmes em nossas deçisoes e de extrema importançia ,mais para que isso aconteca precisamos colocar Deus na frente de tudo e sobretudo sermos bons exemplos para os nossos filhos

    Ver mais
  2. Alimentou a minha fé neste momento de tribulação com meu filho, e como mãe.

    Ver mais