Obreira, qual a sua missão?
luisa

Luisa Teixeira

  • 21
  • Mai
  • 2015

Obreira, qual a sua missão?

  • 21
  • Mai
  • 2015

No post das Obreiras de hoje gostaria de levá-las a pensar sobre um assunto que neste passado domingo todas nós vivemos, e diga-se de passagem, espero que você tenha vivido esse mesmo pensamento. Bom, para entrarmos dentro deste tema, gostaria de lhe colocar a seguinte pergunta: Porque será que você tem o Espirito Santo?

Com o passar dos anos, lamentavelmente, muitas se desviam do foco principal e deixam-se levar pelos seus próprios pensamentos, que revelam interesses pessoais e satisfação terrena, deixando de lado o real e verdadeiro propósito para o qual foram chamadas.

Eis a resposta à questão lançada:

“O Espírito do Senhor DEUS está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados; enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos, e a pôr em liberdade os algemados;
A apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram;
A pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria em vez de pranto, vestes de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados do Senhor, para a sua glória.”
Isaías 61:1-3

Repare na missão de quem tem o Espirito de Deus sobre si, que não é unicamente para seu próprio beneficio, e sim propositadamente para:

PREGAR boas-novas aos quebrantados;
CURAR os quebrantados de coração;
PROCLAMAR libertação aos cativos;
PÔR em liberdade os algemados;
APREGOAR o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus;
CONSOLAR todos os que choram;
PÔR sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria em vez de pranto, vestes de louvor, em vez de espírito angustiado;

Destaquei em letra grande as primeiras palavras, para que entenda que o Espírito Santo é AÇÃO! Ele não está sobre nós para que fiquemos simplesmente paradas, de uniforme a “desfilar” pelo salão, ou então à espera que as pessoas cheguem a nós. Não! Muito pelo contrário, nós somos os atalaias, que devemos ir ao encontro dos quebrantados, dos cativos, dos algemados, dos que choram, enfim, daqueles que estão nas trevas… essa é a verdadeira missão da Obreira!

Gostaria que fosse sincera consigo mesma: será que tem cumprido de facto e de verdade esta missão? Ou reconhece que está distante desta realidade para a qual foi incumbida?

Registe o seu comentário.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

86 Comments

  1. Triste realidade é que o amor de muitos se esfriara, mas nao posso permitir me esfriar, devo vencer a tudo para ser uma serva ao meu Senhor.

    Ver mais
1 13 14 15