Obreira escrava
luisa

Luisa Teixeira

  • 30
  • Abr
  • 2015

Obreira escrava

  • 30
  • Abr
  • 2015

Hoje gostaria de dividir com todas as obreiras um pouco da minha história bem resumida, só para que perceba algo muito profundo e sério.

Durante alguns anos da minha vida, sobretudo na minha adolescência, fui escrava dos vícios. Vivi aprisionada ao submundo das drogas, injetava heroína e cocaína. Tive de facto um passado marcado pelos complexos de inferioridade, pela timidez, e para fugir desses sentimentos, refugiei-me na droga. Foram anos de muita escravidão!

Quando cheguei à Igreja Universal, fui completamente livre dos vícios. Logo no primeiro dia a minha vida tomou outro rumo. Foi lindo o que Deus fez comigo… Ele libertou-me de toda a prisão da toxicodependência e passei a ser outra mulher. Um dia conto com mais detalhes o meu viver.

Mas onde pretendo chegar com o meu testemunho? Pois talvez diga: É maravilhosa a sua vida Luisa, no entanto, eu nunca passei por isso, e qual a ligação que tem comigo que já sou obreira e liberta?
Calma! Só preciso que entenda este raciocínio e pense comigo:
Deus libertou-me dos vicios e com certeza você também foi liberta de algo. Porém, existe algo do qual cumpre a nós mesmas nos libertarmos, através do uso da fé inteligente: O SENTIMENTO!

Não existe maior escravidão do que a escravidão dos sentimentos. Vivi escrava durante 6 anos das drogas, mas vivi muitos mais anos presa aos sentimentos, de orgulho (resistência), de carência de aceitação, entre outros, que são consequências desses, porque é uma bola de neve. Mesmo sendo obreira e até esposa de pastor, vi-me aprisionada a esses “malditos”, que fazem a vida da pessoa num inferno.

O artigo de hoje é para que analise bem essa realidade, pois os sentimentos vêm para todos, mas se você é dominada e controlada por eles, então é escrava e não livre!

Você é escrava quando:

  • Necessita da aprovação de terceiros;
  • É timida;
  • Resistente;
  • Quer tudo do seu jeito;
  • Serve para agradar a terceiros, etc,

A lista é grande. Por favor pense nisso e comece a usar a cabeça e não o seu coração. Quando os sentimentos vierem, pense o quanto é escrava e volte-se para Deus e para o seu objetivo. O seu objetivo não é agradar a Deus? Então contrarie a sua vontade e faça o que é justo! É justo quando ouço a Voz de Deus e a pratico e não a voz do meu eu!

Desculpe o tamanho do post de hoje, mas quero que aconteça na sua vida o que aconteceu na minha.

Gostaria de ler o seu comentário sobre o que escrevemos aqui.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

131 Comments

  1. Eu lutei e ainda luto contra um sentimento, que nao sabia que era sentimento, de que tinha que ser do meu jeito, tive que vencer meu eu.

    Ver mais
  2. Os nossos sentimentos nos faz escrava das emoções, por isto nossa fé tem que ser razão e não emoção.

    Ver mais
  3. quando não aceitamos mais ser controladas pelo sentimento ,temos que nos livra-los deles usando a fé , Deus nos dá todo o apoio, é só focarmos nEle , não desviar os nossos olhos da Sua vontade, assim venço oque antes me escravizava.

    Ver mais
1 20 21 22