Obreira, o que têm contra si?
luisa

Luisa Teixeira

  • 30
  • Mai
  • 2013

Obreira, o que têm contra si?

  • 30
  • Mai
  • 2013

Em conversa com uma Obreira, no decorrer desta semana, falávamos de diversos assuntos e quando lhe perguntei se estava tudo bem com ela, em termos de relacionamentos, logo fez uma cara, que revelou sinais, de que algo não estava a 100%, nesse aspecto.

Disse-me que já havia resolvido a sua situação com a pessoa em questão, mas que sabia claramente que a outra pessoa ainda guardava algo dentro de si, contra ela…

Então, questionei-a novamente:
– Mas já tiveste um diálogo a sério, com franqueza e sinceridade para resolveres o assunto?
Respondeu-me prontamente: Não vale a pena, é melhor ficar assim, pois sempre que me aproximo, vejo uma distância, como se ela não quisesse tocar no assunto.

Diante deste cenário, pedi-lhe que lesse comigo algo tão importante e profundo:
“Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa perante o altar a tua oferta, e vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta.” (Mateus 5:23,24)

“Entendeu?” Perguntei-lhe.
Ao que me respondeu: “Não posso estar mal com ninguém… Não é verdade?”

Prossegui dizendo-lhe: É muito mais profundo do que estar mal com alguém.
Está bem explicito: “…tem alguma coisa contra ti”, ou seja, se eu me lembrar que meu irmão tem algo contra mim, e não eu contra alguém, a minha oferta e nada são a mesma coisa.

Fi-la entender, e faço a si obreira internauta, que a sua oferta, que não se restringe apenas ao material, mas à sua entrega na Obra de Deus, em todos os sentidos, não será aceite, se não houver primeiro uma reconciliação com o seu irmão.

O seu serviço pode ser muito “perfeito”, você pode fazer muito, mas se não há um bom relacionamento com os seus companheiros de guerra, então, a sua oferta não é digna no altar de Deus.

Melhor é que pare tudo e resolva esse problema de comunicação, onde uma conversa íntegra e sincera é o bastante para desobstruir a sua ligação com Deus.

Conte-nos a sua experiência nesse sentido, você já viveu ou está a viver algo semelhante?

Siga-nos: http://www.facebook.com/obreiros.em.foco.europa

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

153 Comments

  1. Obrigada por cada post , tenho aprendido bastante e me ajudando na minha vida espiritual .

    Ver mais
  2. Já passei por isso, e aprendi que até podemos ter sido injustiçadas, mas de que vale condenar e julgar da mesma forma que fizeram conosco? Deste jeito, acabamos nos tornando a errada, e Deus não tem como abençoar-nos. Que não nos tornemos vitimas do problema, mas que confiemos em Deus aproveitando a situação para amadurecer, e se tornar uma pessoa melhor.

    Dar sem nada receber em troca. Esse deve ser nosso foco. Não podemos esperar receber reconhecimentos ou desculpas de ninguém ! Se tivermos que receber algo, será quando já estiver no céu, onde terá um galardão da proporção das nossas obras realizadas aqui na terra.

    Engula seu “eu” … Busque forças em Deus … Invista na sua vida espiritual … De ouvidos a voz do Espirito Santo … Pare de relutar … Se desarme … E DESFRUTE DE ALGO MARAVILHOSO, que é a paz no seu interior.

    Ver mais
  3. Estou passando a mesma situação que essa moça relatou no post ,mesmo depois de ter conversado com a pessoa em questão, não somente uma mais várias vezes ,vejo que ela ainda guarda sim algo contra mim ,tanto que ela nem fala comigo,mais nessa semana vou conversar com ela novamente até resolver o mal entendido e vou dar um presente a ela,creio que Deus vai agir

    Ver mais
1 24 25 26