O que teme?

Viviane Freitas

  • 3
  • Jul
  • 2015

O que teme?

  • 3
  • Jul
  • 2015

Olá a todos os internautas!

É prazeroso estar aqui convosco, e gostaria de saber: Como está a sua fé?

Todas as semanas temos falado sobre a mesma… E estando em plena Campanha de Israel como se encontra? Está na total dependência de Deus, olhando para o seu objetivo ou está desorientada? Não sabe sequer qual é o seu sacrifício, há um receio, um medo, uma inconstância.

Quando se encontra na reunião aviva a sua fé, mas depois esquece-se de fazer tudo o que prometeu a si mesma. Isto significa que tem sido uma pessoa inconstante, conduzida pelas circunstâncias.

E porquê? Porque quando há um querer, passa a existir um objetivo que foca a sua mente para aquilo que deseja alcançar, não a desvia. Está diretamente ligado com um compromisso e quando este existe, há força.

Não sei qual é a sua situação neste exato momento, mas uma coisa é certa, está a revelar quem tem sido para Deus. Está a testemunhar para Ele, para o diabo e para si própria quem é!

Ouve mensagens que falam sobre a fé, ouve falar de Deus. E pergunto-lhe: “Quem é você? Quem quer ser? O que está a trazer à existência na sua vida? É algo negativo, incrédulo? Ou é positivo e fervoroso na sua fé?”

Minha amiga internauta, é você que define a sua fé!

O livro de Hebreus 11:23 fala sobre os pais de Moisés:

“Pela fé, Moisés, apenas nascido, foi ocultado por seus pais, durante três meses, porque viram que a criança era formosa; também não ficaram amedrontados pelo decreto do rei.”

Porque é que eles não ficaram amedrontados? Porque quando estamos na fé estamos decididos, resolvidos, definidos para lutar pelo objetivo e ainda que haja um decreto, algo que queira aterrorizar ou dominar, é expulso pelo que desejamos alcançar.

Quando existe esta definição na sua própria fé, provoca algo surpreendente! Pode verificar que os pais de Moisés tiveram a fé de ocultá-lo, não tiveram medo, e o que aconteceu? Deus mais tarde veio a “usá-lo” para salvar e libertar o Seu povo do Egito. Mas porque é que existia Moisés? Porque os seus pais agiram a fé e não se amedrontaram com o decreto do rei.

Essa fé viva trouxe o salvamento do povo Hebreu, que se encontrava na terra do Egito.

Deus depende da sua decisão, e se é do tipo de pessoa vulnerável, inconstante, fraca na sua própria fé, Ele não pode usar a sua vida, não pode fazer o extraordinário… sabe porquê? Porque está “presa” à indecisão, à dúvida e a esse medo!

Permita-me dizer-lhe algo: Há anos atrás, em plena Campanha de Israel, ouvia falar sobre a fé, a revolta, o sacrifício, e sabe o que acontecia comigo? Lembro-me exatamente o que acontecia… naquela altura, dentro de mim estava a viver uma emoção fortíssima, sentia-me insegura, impotente. E recordo-me que aquilo não saía, era uma coisa horrorosa, todos os sentimentos “à flor da pele”, a tristeza de me sentir tão “pequenininha”, inferior a algo que eu tinha que tomar posse e que tinha que ser resolvido. É “engraçado”, que mesmo tendo Deus, ouvindo a Sua palavra, eu permitia-me viver daquela forma.

Talvez me pergunte: “Como é que saiu dessa situação Viviane? Como é que eu “saio” quando estou envolvida com estes sentimentos?”

Sai, quando não se amedronta, não tem medo de usar a “arma” que tem, entregar-se e “despojar-se” para Deus. Foi assim que eu fiz! Tomei uma decisão e esta fez a minha oração ser diferente.

Já falámos sobre a oração aqui no blog… Eu fiz uma oração definida por aquilo que eu queria, e após esta, as minhas atitudes foram diferentes, os meus pensamentos estavam voltados para o que tinha como objetivo.

E você, minha amiga? Quais têm sido os seus pensamentos? Eles vão dizer-lhe o que tem estado a “alimentar”. Vêm pensamentos maus e o que é que faz? Deixa fazer “ninho” na sua cabeça ou expulsa e permite que a Palavra de Deus esteja sobre qualquer imprevisto, problema ou dificuldade? Crê mais na Sua Palavra, do que em qualquer dificuldade que esteja a viver?

Quando é desta forma, existe uma crença! E por sua vez não há medo. Como aconteceu com os pais de Moisés, eles criam e queriam algo, por isso não deixaram matar o seu filho. Preferiram deixá-lo no rio Nilo, em outras palavras: “Deus! O Senhor vai tomar conta do meu filho, mas ele não vai ser morto pelo decreto do rei.”

Eles ocultaram-no e não o entregaram aos comandantes, soldados, àqueles que trabalhavam com o rei. O que fizeram? Colocaram o filho no rio.

Mas não poderia ter acontecido um imprevisto, alguma desgraça naquele lugar? Aonde ele iria parar? E se parasse, como parou, no palácio de Faraó onde a princesa estava a banhar-se? O que poderia acontecer? Podia morrer ali…

Sabe o que aconteceu? A fé dos seus pais não lhes permitiu ter medo, tiveram audácia e creram no impossível! Se você crer naquilo que está a ver, a sua fé a fará ficar desmotivada, para “baixo” e não irá dar nenhuma importância ao que ouve da Palavra de Deus, da fé, da revolta, do sacrifício, não vai querer saber da mensagem e daquilo que Deus lhe está a dizer.

Deus tem uma proposta para si, como Pai, e se como filho, não prestar atenção ao que Ele está a dizer, “porque a sua dificuldade é maior”, então não vai acreditar, crer na Sua proposta, não se lançará, nem vai “derramar-se” nela. Isso é uma falha da sua parte e tem que resolver o seu próprio problema. Ninguém vai fazer isso por si! O pastor não vai solucionar, pois não poderá tomar atitudes por si, nem os seus familiares… o problema não se resolverá sozinho, nem se esperar por Deus se solucionará por si só.

“Mas Deus não prometeu ‘isto ou aquilo’ ?” Sim minha amiga internauta, mas para isso vai ter que conquistar, fazer a sua parte, manifestar a sua fé! Não é simplesmente ficar de braços cruzados e esperar tudo acontecer. Tem que tomar atitudes certas, pela fé! É o que temos abordado aqui no blog, pela fé sempre acontece alguma coisa, por seu intermédio não ficamos na mesma situação, não ficamos em conflitos.

Veja que o decreto do rei não impôs medo, não manipulou a fé dos pais de Moisés. E você? Qual é o problema que tem vivido que tem manipulado a sua fé? Não permita! “Agarre-se” às promessas de Deus, creia e entregue-se com todo o seu ser, dependa Dele 100% e não irá arrepender-se.

Espero aqui o seu comentário, gostaria de saber que fé tem e quem tem sido? O que irá fazer?

Se tomou a decisão hoje, está definida, então irá provar, não apenas por palavras, mas com atitudes. Na semana que vem, queria que escrevesse aqui no blog: “Eu fiz o que disse e propus-me a viver a minha fé, pensar os pensamentos de Deus, crer no impossível, guardar a promessa de Deus e priorizá-la, e a minha vida está diferente, estou a agir de forma distinta, pois dei um passo diferente.”

Se é o seu caso, terá que esperar até à semana que vem para escrever aqui no blog.

E você que já está a viver essa fé, escreva o seu comentário, que estarei aqui para lê-lo.

Um grande abraço e até para a semana…

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

129 Comments

  1. Viver na fé foi a melhor escolha que já fiz na minha vida, não importa o que aconteça, Deus tem me dado forças para permanecer na fé, rechaçar os maus pensamentos e não duvidar diante das situações. O sacrifício doí, mas se não doer não é sacrifício, e com ele nos traz grandes resultados.

    Ver mais
  2. Dona Vivi, sou obreira tenho 18 anos e a 5 meses tenho vivido um dilema o diabo criou uma situação pois viu em mim uma fraqueza no meu pensamento, eu ficava a remoer, a ficar com medo da voz daquele desgracado.
    Digamos ” eu tenho frutos do Espírito Santo e creio que Ele esta dentro de mim” e vinha ” mas se… ? E se…? Mesmo eu tendo a certeza eu nao sabia lidar com esses pensamentos e varias outras vezes com outras coisas o diabo soprava algo e eu me desesperava por nao querer aquilo na minha mente . ao inves de amarrar e prosseguir eu ficava desesperada por nao querer aquilo na minha mente e achar que aquele pensamento era meu por imaturidade. E quanto mais temia , mas eu pensava naquelas coisas sozinhas ate que o diabo investiu com o pior colocando pensamentos ate com a existencia de Deus e com minha fe querendo me convencer que eu nao cria e os pensamentos pareciam meus mas eu sabia que aquilo não era meu. Porém não sabia vencer isso, eu simplesmente deixava os pensamentos tirar minha paz e me desesperar ao ponto daquilo me perturbar. E agora eu tenho que vencer ao diabo e minha própria mente que quando lembra logo traz o medo mas eu estou trabalhando dominando minha mente dominando e vencendo esse medo. Aprendendo a vencer isso porque a pior batalha e a de dentro e o diabo ja joga e quando nos não nos ajudamos piora. Então eu to me definindo aprendendo a lidar com isso para o diabo não encontrar brechas. Porque quando eu deixo aquilo cresce e os pensamentos se tornam piores ao ponto de ficarmos desesperadas.

    Ver mais
1 20 21 22