Jejum pelo mais importante – 19º dia

Viviane Freitas

  • 11
  • Abr
  • 2013

Jejum pelo mais importante – 19º dia

  • 11
  • Abr
  • 2013


Espírito Santo – Transparência

“Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo.
Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis.Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demónios, e em teu nome não fizemos muitos milagres?
Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade.”
(Mt.7:19-23)

Muitas pessoas não se dão a conhecer e, assim, também ouvirão do Senhor Jesus: “Nunca vos conheci.”

Supostamente, quem diz: “Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demónios, e em teu nome não fizemos muitos milagres?”, não são pessoas batizadas com o Espírito Santo?

Sim!

Estão na Obra, expulsam demónios, falam de Jesus, evangelizam, mas não se dão a conhecer a Ele.

Como se conhece uma pessoa?

Por exemplo:
Você que é adolescente, tem sonhos, desejos, vontades, que não compartilha com ninguém. Inclusive com os pais, pois teme ser repreendida. O que faz, então? Esconde, nada diz sobre o que está a alimentar.

E é exatamente assim: Há mães que pensam conhecer os filhos, porque se dão a conhecer, mas o mesmo não sucede com eles. Por causa do medo!

E há pessoas na Igreja que expulsam demónios e falam de Jesus; evangelizam, mas não se dão a conhecer a Deus.

E como posso fazê-lo?

Quando falo sobre o que está dentro de mim. Como a adolescente. Se falasse sobre o que está dentro de si, à mãe, dar-se-ia a conhecer.

Já disse a pessoas próximas a mim: “Não te conheço!” Aparentemente é uma pessoa amiga, que ajuda, companheira, mas não se revela. Permanece com as suas dúvidas e sentimentos aprisionados. E isto não é dar-se a conhecer.

Muitas pessoas ausentam-se da sua identidade perante as demais. Se não mostram quem são, como se darão a conhecer a Deus, que não vêem?

Se há uma transparência para com Deus, essa mesma transparência será revelada aos demais. Não há receio, nem medo.

Estamos no 19º Dia de Jejum, e já há muitas pessoas desesperadas porque a sua expectativa ainda não foi correspondida. E porquê? Porque têm as suas dúvidas, os seus receios, e inclusive, medo, de expor para Deus o que estão a guardar.

Normalmente, a mulher fala superficialmente, porque, no íntimo, falando de si, agride o seu orgulho.

Há pessoas que me são agradáveis; que querem fazer tudo por mim, mas que não se dão a conhecer. Então, se me perguntarem sobre elas, falarei: “Não a conheço!” Exatamente o que o Senhor Jesus dirá às pessoas que, a Ele, não se dão a conhecer.

Não são abertas; a sua oração é sistemática, não pensam sequer no que falam, ou não falam o que estão a viver. Não expõem a Ele a sua identidade: “Eu sinto-me assim; tenho vontade disto ou daquilo, e sei que isto não Lhe agrada…”.

Se não se revela para Deus, como Deus Se revelará para si?

No dia do Juízo, descrito nos versículos acima, Deus dirá: “Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade…”. Normalmente, quem não se dá a conhecer, é porque esconde a iniquidade. Por isso tem tantos receios em ser transparente. E daí se esconde!

Para seu benefício, não visando outra pessoa, mas valorizando a sua própria salvação, seja transparente para com Deus!

Se tem feito a sua oração de forma religiosa, de acordo com o que aprendeu na Igreja, mas esconde que está dentro de si, então não se dá a conhecer!

Quando – e como – o Espírito Santo vai falar? Quando vai conhecer Jesus? Quando se dará a conhecer?

Esta é a sua parte! Ele já fez tudo, por mim e por si. Já morreu na cruz e levou as suas dores, para você não “carregar” nada e não se desculpar com nada, e ainda revela essa falta de entrega?!

Não é justo da sua parte ser incrédula e “desconfiada”, em revelar-se para Deus.

De forma a ser sincera consigo e com as pessoas ao meu redor, eu fui sincera, primeiramente, com Deus! Falei de mim. E não foram coisas “lindas”, pois não tenho nada “lindo” para dar a Jesus. Mas situações que vi a meu respeito. Fui sincera com Ele; paguei o que tinha a pagar, e o que ele me pedisse, faria!

Dei essa importância a Deus; cri no que está escrito. Não me baseei em informações. Negativo! Foi uma crença que me permitiu dar-me a conhecer a Ele. E quando o fiz, fui livre!

Ouve-me falar com liberdade, porque fui livre, através da minha crença na Palavra de Deus.

E isto alcançará, lançando-se, entregando-se, crendo! Entregando tudo, sem receio; sem medo. Não pode ser 90% ou 99%! Tem que ser o seu tudo! Aqui, já não há esconderijo ou “segredinhos”.

Deve falar com o seu responsável; o seu pastor. Não que tenha de confessar aos homens os seus pecados, mas, porque o seu orgulho quer esconder, há uma necessidade de partilhar. Dar-se a conhecer!

As pessoas sobre as quais os versículos se referem, estavam convencidas que estavam bem. Nunca imaginariam ser reprovadas. Ficaram surpreendidas!
Jamais supunham que Jesus diria: “Apartai-vos de mim… Eu não vos conheço.”

Falavam de Jesus, pregavam o Seu Evangelho e, apesar de parecer que O conheciam, jamais se deram a conhecer a Ele.

Veja bem, hoje é o 19º Dia, e tem a oportunidade de se dar a conhecer a Ele. É a sua vez! Não estamos a brincar.

Seja transparente, e não artificial com Deus, ou com os demais. Na mesma medida que considero Deus, considero os outros. Não falarei a verdade, se não a disse primeiramente a Deus.

Quem se dá a conhecer a Deus, dá-se a conhecer aos demais, sem receios, medos ou esconderijos. É simples e transparente, como você vê!

Na Igreja Universal existe esta transparência: Não nos vê a cobrir o erro do pastor, do obreiro… Fala-se com o corpo da Igreja, pune-se, se necessário. Diz-se a verdade, pois existe transparência.

O que sou para as pessoas, a quem eu vejo, é como eu sou para Deus, a Quem não vejo.

Se eu considero quem vejo, tenho a mesma consideração para com Jesus, que apenas enxergo com os olhos espirituais.

É a sua oportunidade de se dar a conhecer.

Um abraço. Até amanhã!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

257 Comments

  1. Oi D.Vivi, essa mensagem foi libertadora, me trouxe a verdade e me abriu os olhos. Me fez ver que eu não tenho sido nada transparente com as pessoas e muito menos com Deus.
    Amo suas mensagens em audio, para mim são mais esclarecedoras. Continue com elas, são muito boas.
    Bjinhos e que Deus te abençoe.

    Ver mais
  2. Olá dna Vivi, pela 1ª vez estou tendo o privilégio de entrar no seu blog. E tenho certeza que não foi por acaso. Ao ler esta mensagem me fez refletir e muito me assustei com o que constatei: Tenho cobrado muito e me dado pouco. E isso não é apenas em relação a Deus,não. Mas principalmente em relação ao meu casamento que está a 1 cm do divórcio. Sou e sempre fui muito fechada. Não me abro pra ninguém. Nem para o meu esposo. Estou MUITO infeliz. Esta mensagem me fez pensar… não sou transprente; não me dou a conhecer com a desculpa de ser reservada; não me revelo aos que estão próximos de mim; geralmente oculto meus sentimentos; sou crítica demais comigo mesma; não aceito bem ser criticada;E sou muito orgulhosa. EU NÃO SABIA QUE ESTAVA TÃO MAL..Vou me libertar e voltar a fazer novo contato, mas, da próxima vez, me dando a conhecer. Até breve!

    Ver mais
  3. Bom dia Dª Vivi….
    Mais um audio no qual pude olhar para mim. Não posso só falar só o que me convém pois por ai nunca Deus me conhecerá e mesmo falando palavras bonitas mt menos me conhecerá. Quero sim que a senhora continue com os audios, tem sido mt bons… beijinhos

    Ver mais
  4. Ola! eu gostaria de mensagens com audio. :)

    Ver mais
1 41 42 43