Infância: o que ficou?

Viviane Freitas

  • 3
  • Abr
  • 2012

Infância : o que ficou?

  • 3
  • Abr
  • 2012

[flv:http://173.236.82.110/videos/2011/dvivi/infancia.flv http://vivianefreitas.com/wp-content/uploads/2012/04/infancia-gd.jpg 520 380]

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

5 Comments

  1. como minha filha sempre fala mãe a senhora não teve infância não eu sempre respondo para ela que não porque eu nasci de um relacionamento muito complicado se eu posso chamar de relacionamento porque ate hoje eu não sei a verdadeira historia de minha vida ate onde eu sei minha mãe ficou gravida e minha vô parte de meu pai falou que eu não era filha dele e nesta historia eu não fui registrada cresce sem amor de meu pai minha mãe também não dava certo com minguem naquele tempo mulher que trocava de passeio era visto com mau olhos hoje isso é comum minha mãe era uma mãe que nos sustentava mais também nos espancava eu e meus irmãos depois ela morreu por qualsa de mais um aborto vivi com minha avo parte de mae logo depois com apenas 8 anos comercei atrabalhar cresce assim sofri muito não tive infância hoje as vezes quero brincar e a lugares que eu sei que as pessoas diriam oxe uma mulher velha que ficar com os mais jovem mas não é que eu mim sinto detro de mim uma pessoa jovem não é que eu faco coisas que envergonhe a nimgeuem nem ami mesmo mas hoje eu sou felis

    Ver mais
  2. Olá Boa noite!
    Quero parabenizar a equipe pelo programa coisas de mulher.Assisti a praticamente todos os vídeos desse programa no youtube e amei.Vocês precisam postar mais novos vídeos. Esta sendo de grande valia para a sociedade cada programa.Amo os temas que são muito bem abordados.
    Quanto a infância foi a melhor fase da minha vida.Gosto de olhar as fotos antigas da minha infância.Lembro-me das escolas,do teatro, do jazz, dos passeios com as tias, das visitas na casa da minha avó, das brincadeiras, dos micos que meus pais tinham que pagar nos dias dos pais, das travessuras minha e da minha irmã e dos dias festivos na escola. Das massinhas e tintas, das brincadeiras do meu pai e dos penteados que minha mãe fazia.Dos natais em família e principalmente das amizades que conheci na infância e que tenho até hoje.As vezes me encontro com algumas amigas e a gente fica comparando as fotos antigas é muito divertido e emocionante.Tenho toda a trilha sonora da minha infância como vida registrada na memória é muito legal. Paguei muito gorila na infância e esta tudo registrado em fotos…
    Na minha infância eu era apaixonada pelas paquitas, paquitos, xuxa, angélica, trem da alegria, patrícia marx, balão mágico, jaspion, familia jackson , Emília, narizinho…Acredito muito que a infância reflete em nossa vida ,porque até hoje eu tenho o costume de entrar no youtube e fico ouvindo as canções infantis que mais marcaram a minha infância e que me lembram grandes momentos.

    Ver mais
  3. A sociedade já sabe que o que a criança vive hoje vai refletir amanhã, mas o trabalho é única e exclusiva da família! Muitas vezes mesmo os pais querendo dar atenção e amor não sabem como fazer, com ajuda do Criador do Universo uma família será completa pois terá o espiritual, o sentimental que afaga o carinho e a consequência será o financeiro bem também que é fundamental para uma educação boa. Só amor não enche barriga e sucesso profissional para o futuro.

    Ver mais
  4. E MUITO IMPORTANTE FALAR A RESPEITO DE NOSSA INFANCIA, EU TAMBÉM TIVE UMA ETAPA DA MINHA INFANCIA MUITO DIFICIL APESAR DO CARINHO QUE EU RECEBIA. EU FICAVA TRISTE QUANDO EU VIA MEUS PAIS BRIGAREM E CHEGAVA A FICAR COM RAIVA DO MEU PAI POR MALTRAR A MINHA MAE, ENTAO AQUILO FOI ME SUFOCANDO POR DENTRO QUANDO EU VIA MINHAS COLEGAS DA ESCOLA FALAR DO AMOR E CARINHO DE SEU PAI EU FICAVA TRISTE POIS EU NÃO TINHA O QUE FALAR DO MEU PAI, POR QUE EU NÃO RECEBIA O CARINHO DELE SO DA MINHA MÃE, ENTAO FOI DIFICIL PRA MIM ESSA FASE. EU TIVE QUE APRENDER A SOBREVIVER PERDIR A MINHA MAE COM 18 ANOS E IMAGINEI NAQUELE MOMENTO COMO SERIA SEM ELA?. ME IMAGINEI MORANDO COM MEU PAI. BOM NÃO É COMO MINHA MAE MAIS SOU FELIZ POR TE-LO DO MEU LADO EL SE PREOCUPA COMIGO SIM MAIS AINDA É MUITO SECO E IGNORANTE , ENTAO A MINHA LUTA TEM SIDO ESTA MAS EU CONFIO EM DEUS E TENHO CERTEZA QUE ELA VAI ME RESPONDER.

    Ver mais
  5. Bom tarde d. Vivi, a infância é o marco para qualquer pessoa. Até aos meus 6 anos a minha familia, era unida.
    Eu me lembro o pai e minha mãe pagavam uma ama para ficar conosco, para eles sairem juntos.
    Lembro de brincar com minha irmã, tinhamos uma vida estabelizada.
    Depois que mudamos para viver com a minha avó por parte de meu pai, se tornou um inferno, pois minha mãe não se dava com ela. Começaram as brigas entre meu pai e minha mãe por causa da minha avó.
    A minha avó não queria que minha mãe casar-se com ele.
    A minha mãe já havia separado uma vez e já tinha um filho do 1º casamento.
    Naquela época mulher separada era muito descriminada.
    Mas o amor deles era demais e casarão.
    Mas o meu pai mudou a cabeça e começou a tratar mau a minha mãe, e forão até os meus 18 anos essa vida. Por causa disso tentei o suicidio, pois minha mãe casou-se gravida de mim. Na minha cabeça eu era a culpada de todas aquelas brigas.Tive odio do meu pai, tentei matá-lo. E muitas coisas.
    Mas um dia tudo mudou hoje meu pai é a pessoa que mais amo. Perdoei, quanto encontrei um amor verdadeiro o Senhor Jesus que me libertou daquele cativo.
    Me mostrou que não era culpada, fui uma vítima.
    E hoje sou casada, porque eu não queria casar-me e viver como a minha mãe viveu. Vivo nova vida. Por isso as dicas desse video sãaaaaaaaooooooooooo muito importante!!!!!!!!!!!! na fé marina

    Ver mais