Ervas poderosas

Silvia Alvarenga

  • 15
  • Set
  • 2010

Ervas poderosas

  • 15
  • Set
  • 2010

6 ervas poderosas

Em forma de chá, em compressas ou até em banhos, as ervas são utilizadas para aliviar incómodos e tratar algumas doenças.

Especialmente para si, seleccionamos as que estão presentes no dia-a-dia – na sua cozinha, por exemplo – para mostrar que não precisa ir muito longe para cuidar da saúde. Verá que estas ervas, além de dar um gosto a mais às suas receitas, podem fazer milagres pelo seu bem-estar.

A perfumada ERVA-CIDREIRA

Toque de sabor: é mais usada como chá, mas o seu sabor semelhante ao limão combina com sumos e molhos.

Propriedades terapêuticas: é uma grande aliada da saúde feminina, pois ajuda a regular amenstruação, ameniza cólicas e actua no útero. Tem acção calmante, anti-alérgica e rejuvenescedora, utilizada como base de cosméticos. É anti-depressiva e aliada do coração.

Remédios caseiros: o chá de erva-cidreira serve para atenuar sintomas da menstruação, diminuir a ansiedade e combater a insónia; o banho feito com esta planta ajuda a relaxar tanto o corpo quanto a mente; a sua compressa é indicada para feridas na pele.

A saborosa MANJERONA

Toque de sabor: assim como o manjericão, a manjerona é óptima para massas e molhos, além de saborizar carnes, aves e omeletes. Propriedades terapêuticas: age como analgésica, cicatrizante, anti-virótica e bactericida. Também auxilia no tratamento de algumas doenças respiratórias. É uma erva que ajuda a relaxar e evitar espamos.

Remédios caseiros: o chá feito das flores secas de manjerona auxilia no trato digestivo; a inalação do vapor do chá de manjerona combate o resfriado e serve como excelente expectorante.

A versátil SALSA

Toque de sabor: um dos condimentos mais utilizados na culinária, a salsa é bom tempero para quase todos os pratos salgados: arroz, carnes em geral, peixes, saladas, legumes cozidos, ovos e molhos.

Propriedades terapêuticas: é recomendada para dores renais, hepáticas e infl amações na uretra. Tem ainda a propriedade de normalizar a menstruação e hemorragias e de combater a acidez estomacal e flatulências.

Remédios caseiros: para hemorragia nasal, indica-se embeber o sumo da salsa em algodão e introduzir no nariz por alguns instantes; tomar chá feito com uma pitada de semente de salsa após as refeições ajuda a evitar a acidez e dores estomacais; para amenizar os incómodos do período menstrual, recomenda-se tomar um chá feito com 20g de sementes da salsa.

O cítrico MANJERICÃO

Toque de sabor: muito usual na culinária italiana, o manjericão tem leve sabor de limão e é indicado para molhos, marinados, carnes assadas e legumes cozidos.

Propriedades terapêuticas: é sudorífero e diurético, afasta o cansaço e auxilia na circulação sanguínea. Tem inclusive propriedades anti-bacterianas e analgésicas.

Remédios caseiros: a compressa feita com o chá de manjericão pode aliviar dores nos mamilos de lactantes, mas o chá não deve ser utilizado por mulheres grávidas; o uso de manjericão na preparação dos alimentos favorece a digestão; o unguento deste tempero é indicado como hidratante para a pele.

O doce ANIS

Toque de sabor: é também conhecida como erva-doce. As sementes são usadas como condimento, em bolos, por exemplo, e o seu bulbo pode ser usado para dar um sabor a saladas.

Propriedades terapêuticas: é um poderoso digestivo e também actua sobre cólicas intestinais. Combate a tosse, pois tem propriedades expectorantes. O seu uso é também indicado para tensões nervosas e insónia.

Remédios caseiros: o seu óleo essencial age como tranquilizador; o chá de erva-doce é recomendado em casos de má-digestão e flatulência; o chá também é usado para fi m estético: depois de frio, molhe algodão ou gaze com ele e coloque sobre as pálpebras por alguns minutos e, depois, lave o rosto. Isso ajuda a suavizar as olheiras.

O distinto ALECRIM

Toque de sabor: combina muito bem com peixes e aves, e pode aromatizar ensopados, marinados e legumes cozidos.

Propriedades terapêuticas: é anti-séptico, pois impede a proliferação de micróbios. Estimula o desempenho da vesícula biliar. Considerado um calmante, por causa das suas substâncias canforadas, acalma os nervos e alivia as dores musculares.

Remédios caseiros: as flores e folhas de alecrim, em banhos, ajudam a aliviar dores reumáticas; fazer inalação com o vapor do chá forte de alecrim é indicado para casos de tosse, bronquite, asma e gripe; o chá de alecrim é digestivo, anti-espasmódico, diminui gases e favorece o fígado. Também combate o cansaço.

Extraído da Revista  Saúde da Mulher

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

9 Comments

  1. Tenho quase todas essas ervas no meu quintal e gosto muito delas eu já mim beneficiei muito delas

    Ver mais
    1. Gosto muito dessas ervas tenho quase todas elas no meu quintal já mim beneficiei muito delas.

      Ver mais
1 2