Emagrecer depressa
katia

Kátia Cardoso

  • 8
  • Jan
  • 2014

Emagrecer depressa

  • 8
  • Jan
  • 2014

Veja se você se identifica com alguns destes erros, de quem quer emagrecer depressa

1.Restringir demais a dieta

Não adianta abandonar todo o seu cardápio habitual e comer só alface com tomate. Isso só vai fazer com que se enjoe desses alimentos. Uma dieta equilibrada precisa ter proteínas, carboidratos e – acredite – gorduras também! Essa combinação e nutrientes, são essenciais para que o organismo funcione corretamente. “As dietas exageradamente hipocalóricas funcionam por pouco tempo, pois a sensação de fome, a fraqueza e o desânimo fazem-na desistir”, dizem os especialistas.

2. Comer rápido

O cérebro demora 15 minutos para registar a sensação de saciedade. “Comer rápido significa comer mais para conseguir ficar satisfeito, ou seja, engordar”. Mastigue bem cada porção que leva à boca e tente prestar atenção nos sabores. A refeição vai ficar mais gostosa e a sua digestão, mais fácil.

3. Ficar muito tempo sem comer

Um dos erros mais frequentes de quem quer perder peso rapidamente é cortar refeições e ficar muito tempo sem se alimentar.

“Em jejum, o organismo entende que precisa economizar energia e passa a gastar menos calorias. Conclusão: Você não emagrece!” Isto sem contar que, nas próximas refeições, o seu corpo tende a guardar mais calorias para um eventual, próximo jejum. E não se engane: Esse tipo de comportamento aumenta – e muito – a sua vontade de comer doces e alimentos com mais gordura! É uma espécie de mecanismo de defesa que o metabolismo ativa, formando reservas caso haja outra crise de abstinência alimentar. O nosso corpo é muito esperto!??

4. Cortar os carboidratos

Eliminar totalmente os carboidratos da dieta já foi um hit. O resultado dessa “maluquice”, no entanto, dura pouco: O corpo emagrece, mas a falta de carboidratos (fonte de energia) causa uma fadiga muito grande, deixando-a sem energia para as atividades corriqueiras. “A ausência dos carboidratos ainda pode causar queda de cabelo, enfraquecimento das unhas e mau humor”?

Alternativa: Para comer carboidratos sem prejudicar a dieta, opte por opções com baixo índice glicêmico, ou seja, que demoram mais tempo a ser digeridos. Os carboidratos integrais, em pequenas quantidades, são os mais indicados.

5.Confiar somente na dieta

O raciocínio é simples: Você consome calorias com a alimentação e queima com a atividade física.

Os exercícios modulam os hormônios responsáveis pela quebra de gordura e aceleram o metabolismo, por isso são tão indicados para emagrecer. Uma boa dieta garante a perda de gorduras, e não de músculos, durante o treino. Quando foca os seus esforços somente na dieta, fica difícil alcançar resultados duradouros rapidamente, portanto identifique uma atividade física que pratica com prazer. Dessa forma, os exercícios passam a fazer parte da rotina e você não encara a hora de treinar como um sacrifício. Fazer exercícios, pelo menos, três vezes por semana, acelera o metabolismo e o gasto calórico, sem contar o aumento na sua disposição física.

6. Largar a dieta no meio do caminho

Querer resultados instantâneos, e não alcançá-los imediatamente, incomoda. O resultado é que a dieta fica para trás como se não funcionasse e você ganha mais uma história de frustração para contar, comprovando que essa história de dieta balanceada não funciona mesmo. A dieta deve ser individualizada e contar com apoio profissional, pois assim pode tirar as suas dúvidas e entender como o organismo responde a um processo de emagrecimento, sem fazer projeções impossíveis de se conquistar.

Alternativa: Dividir a sua meta de emagrecimento em pequenas etapas é uma maneira de notar resultados em pouco tempo. Para isso, planeje cardápios e dê muita atenção ao que come fora de casa, incluindo os lanchinhos, um biscoito do colega, um “picolé” na lanchonete e uma barrinha após desligar o telefone. Quando dá conta, já consumiu mais calorias do que no almoço.

Metas pequenas contribuem para que mantenha a motivação e vá tornando a reeducação alimentar parte da rotina, e não uma mudança brusca e distante de tudo o que você tinha por hábito.

Eu identifiquei-me com vários e você? Na semana que vem, tem mais dicas para a sua saúde.

Fonte: minhavida

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

5 Comments

  1. Ola D. Katia
    Gostei muito desta sua matéria.

    No momento eu não me vejo em querer emagrecer depressa, grassas a DEUS mas esta matéria ajuda – me a pensar, em outras considerassoes, para com minha alimentação!!
    Eu tenho que agradecer – lhe muito, Sra Katia por ter revelado, o MECANISMO do organismo, durante o JEJUM!! Muito Obrigado. Pois por muitas vezes, após terminar um jejum (por um propósito), eu lembro ter comido mais bolachas de chocolate, do que devia!!
    Agora eu entendo que as calorias, são essenciais, para o funcionamento do nosso corpo!! E creio que não e saudável consumir, menos do que o recomendado. Eu gosto muito de carbohidratos, mas preciso estar mais atenta, para com os índice glicemicos!! – As vezes passa – me por despercebida. Mas e preciso manter a motivação, como a Sra Katia falou.

    Muito Obrigado por esta maravilhosa matéria de saúde. – Desfrutei muito Sra Katia.
    DEUS a abençoe muito e com mais criatividades.

    Ver mais
  2. Olá D. Katia

    Eu também identifiquei-me com alguns pontos.
    As dicas são muito importantes, para quem quer emagrecer saudavelmente.

    Vou praticar.

    Bjs !

    Ver mais
  3. Eu identifiquei me com alguns. E vou praticar!
    São ótimas dicas

    Ver mais
  4. quero agradeçer,mto por essa informação da dieta foi posta. Obrigada.I

    Ver mais
  5. Uma das minhas metas para 2014, EMAGRECER COM SAÚDE, preciso emagrecer 11 quilos, decidi não exagerar, se eu emagrecer 2 quilos por mês, está ótimo; em cinco meses terei perdido o que necessito para entrar no meu peso ideal.
    Obrigada pelas dicas!

    Ver mais