De quem vem a descendência da fé?

Viviane Freitas

  • 12
  • Jun
  • 2015

De quem vem a descendência da fé?

  • 12
  • Jun
  • 2015

Olá a todos os internautas!

É um prazer estar aqui convosco todas as semanas!

Como se encontra? Está a ouvir, a cada semana, o áudio? Está “tristinha”? Que áudio você está a ouvir? É o meu? Ouviu o áudio da semana anterior? Tem ouvido as mensagens do Bispo Macedo? Tem participado nas reuniões na igreja? E onde está a sua Fé?

Será que é do tipo de filho que comentámos na semana passada, que diz: “Sim Senhor! Sim Senhora! Está bem vou fazer isso.” E depois não age da forma que deveria agir? Não é o filho que deveria ser?

Minha amiga internauta, você escolhe quem quer ser! Se o filho da promessa, então vai acolher com alegria as promessas de Deus. Não vai ficar triste!

Obviamente que não vai ser perfeita, como eu não sou. Existem momentos tristes, mas quando apelar à Fé e assumi-la em Deus, desta forma irá acolher as Suas promessas com alegria, e não com dúvida, nem com medo.

É muito importante para si que não ouviu o áudio da semana passada, que ouça, porque vou dar continuidade ao que foi falado. Falámos do tipo de sacrifício e também que tipo de filho você é.

Hoje iremos falar do filho que acolhe alegremente as promessas, daquele que crê e se assegura nas mesmas, daquele que respeita a Palavra de Deus e se submete.

O tema de hoje é: “De quem vem a descendência da fé?”, pode acompanhar no livro de Hebreus 11:18:

“… a quem se tinha dito: Em Isaque será chamada a tua descendência…”

Se ler o versículo 17, verificará que:

“Pela fé, Abraão, quando posto à prova, ofereceu Isaque; estava mesmo para sacrificar o seu unigênito aquele que acolheu alegremente as promessas, a quem se tinha dito: Em Isaque será chamada a tua descendência…”

Minha amiga internauta, você quer ter testemunhos de Fé na sua vida? Quer resultados na sua família, por onde passa, na circunvizinhança, com os familiares, no seu trabalho, na sua empresa? Quer uma descendência da fé? A que me refiro? São aqueles que absorveram o seu testemunho e nasceram de uma fé em Deus como resultado do mesmo, como fruto daquilo que você apresentava. A descendência da fé é isso!

Quando se refere que: “… em Isaque será chamada a tua descendência”, é aquele que acolheu alegremente as promessas. Significa que passaria a existir uma descendência que agiria consoante esta Palavra.

Você é mãe, filha, é empregada, irmã, cunhada, sogra, não sei… mas eu vou dizer-lhe uma coisa: “Como é que as pessoas a têm visto?” “Ah Viviane! Isso não importa. O que Importa é o que Deus pensa de mim!

Sim minha amiga internauta, eu ouvi isso também de uma amiga e perguntei-lhe: “Qual é a sua fama?” e ela disse-me: “Viviane, a minha fama é que eu sou sentimental! Mas eu não aceito isso…” e eu respondi-lhe: “É bom conferir isso! Porque quando uma, duas ou três pessoas dizem a mesma coisa, quem é que está certa? Vamos usar a inteligência! Será que é você que não está a conseguir enxergar-se?

Em outras palavras, talvez seja o tipo de pessoa que tem o seu jeito de ser e espera que os demais “adquiram” o Deus que você tem, mas tem uma forma de ser difícil, que não se submete, que não respeita, é ríspida nas suas palavras, é ignorante na maneira de falar, de agir, de pedir, de ensinar, de atender. Até uma pessoa que está “abaixo”, ou no mesmo nível que você, é tratada com desrespeito.

Que fé é essa? Que Deus é esse? Não parece Isaque. Está a ser semelhante a Ismael! Justamente querendo “dar um jeitinho” nas coisas de Deus. Quando é filho de Deus, é submisso, é humilde, flexível, avalia as suas ações, porque não quer apresentar-Lhe algo ruim, pelo contrário, quer apresentar algo aceitável. Se trata as pessoas que vê desse jeito, imagine a Deus que não vê!

A sua descendência da fé será como a descendência da escrava, que coabitou com Abrãao e teve o filho Ismael. Apesar da Bíblia não referir, sabemos que ele não acolheu alegremente as promessas, pois no versículo 17 diz o seguinte:

“… o seu unigênito aquele que acolheu alegremente as promessas.”

Em outras palavras… o outro não atendeu! Não aceitou a promessa!

E o que você vai gerar? Pode ser da igreja há muitos anos ou há pouco tempo. A sua descendência, ou seja, as pessoas que estão ao seu redor, serão gerados através de si, e serão de acordo com aquilo que apresenta. Se tem sido uma pessoa difícil, orgulhosa, egoísta, avarenta… a sua descendência será desse jeito!

É importante usar a Fé Inteligente! Foi abordado na semana passada o tipo de fé que você tem tido e eu continuo a perguntar-lhe: Será que não está a ser Ismael ao invés de Isaque? Será que não está a ser uma descendência oposta à fé de Abraão?

É decidido por si! Você é que toma atitudes em prol da sua fé! E como é que vai resolver isso? Pergunta: “Viviane, eu não consigo mudar. É o meu jeito. Os meus pais eram assim. A vida foi muito difícil para mim.

Minha amiga internauta, a fé faz tudo novo! Se acolhe as promessas de Deus, e a Sua palavra, com “unhas e dentes”, como a sua oportunidade, com sede de ser justa e “odiar” aquilo que a afasta Dele, vai deixar de ser uma pessoa difícil, complicada, sentimental, cheia de ressentimentos, de mágoa, ríspida no seu jeito de ser. E passará a ter o ADN de Deus porque está a submeter-se a Ele!

Eu vejo isso! Sabe como? Quando uma mulher tem filhos, existe uma diferença entre um e outro. Um obedece logo em seguida, e o outro demora mais para obedecer, é mais difícil. E de quem a mãe se aproxima mais? Daquele que se submete, que é flexível, que reconhece, que é humilde, que é obediente. O outro filho diz assim: “É injusto! Ela ama mais o meu irmão, a minha irmã, do que eu!” Mas na realidade, não está a observar as suas próprias atitudes e ações erradas.

Quero chamar a sua atenção para o seguinte: Quer ser próxima de Deus? Dos seus familiares, de quem está ao seu redor? Quer ter um “ambiente” bom à sua volta? Ouça a voz de Deus! Obedeça-Lhe! E verá como dará testemunho daqui para a frente e terá uma descendência da fé. Os seus avós, tios, irmãos, irmãs, a sua mãe, o pai, parentes, vizinhos, os seus trabalhadores, vão ter que admitir que tem algo especial. Porquê? Pela sua obediência e submissão à voz de Deus.

Seja esse filho da promessa, acolhendo alegremente as promessas de Deus.

Vai aceitar ser Isaque ou Ismael? Você decide!

Até para a semana!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

142 Comments