De mãe para mãe: Um segredo que somente Deus sabia
josiane

Josiane Boccoli

  • 17
  • Abr
  • 2015

De mãe para mãe : Um segredo que somente Deus sabia

  • 17
  • Abr
  • 2015

O meu filho tem que viver os sonhos dele e não os meus …Eu não pensava em ter filhos, mas após 5 anos de casada, pensei : “Porque é que teríamos um filho?“

Não era para preencher um vazio nem para alegrar a minha casa, entre outros e diversos pensamentos que passaram pela minha cabeça, no entanto, quando pensei na possibilidade de poder gerar um servo para Deus, ali encontrei uma real razão para isso!

Então, decidimos ter um filho e engravidei.

Na minha mente, já havia um plano de vida pronto para o meu filho: como se comportaria; como falaria; seria um jovem ativo na igreja e bem cedo se tornaria um pastor; perfeito!!

E então após 9 meses, tive o meu bebé que começou a crescer totalmente diferente daquilo que eu havia planeado. Ele era autista, e agora?!?! O que fazer diante de tamanha frustração? …

… Afinal, ele não era nada daquilo que eu sonhei …

E logo desde cedo, coloquei sobre ele um “fardo” pesado para ser um menino perfeito!! Eu desenhei o meu filho antes dele nascer e a cada atitude não correspondente ao meu sonho, era como se fosse uma punhalada em mim. Com isso tornei-me cada vez mais frustrada e perdendo o brilho de mãe. O meu olhar “fuzilava” o menino que nem o mesmo sabia o porquê.

Já imaginou uma pessoa sempre olhar-te e mostrar-te com reprovação, simplesmente porque não é o que ela queria que fosse?

A minha frustração tornou-se numa amargura e vi-me seca, sem carinho por ele, o que me fez sentir muito mal por estar assim. Como poderia amar as pessoas e não ter este mesmo carinho com o meu filho? Algo estava de errado comigo e lancei-me nos braços de Deus. Assim, contei-Lhe e, hoje a todas vós, tudo o que estava a matar-me por dentro, era como se trata-se duma semente que não brotou, isto é, que estragou, estava a apodrecer e eu precisava de arrancá-la.

Ao mesmo tempo que eu contava tudo para Deus e dizia que não aceitava mais este sentimento, ELE me limpava, foi um alívio e desse momento em diante tudo mudou. Com o tempo aprendi que cada pessoa é única, com os seus erros, defeitos, qualidades e habilidades, não podemos mudar isso e nem mesmo escolher quais as características que terão. Mas podemos sim ajudar a moldar alguns comportamentos menos bons para que sejam melhorados a tornem-se bons. Este trabalho de “lapidação” cabe a nós mães, que quando dependemos de Deus e da Sua direção, conseguimos tornar-nos especiais artesãs.

Eu queria tanto mudar os gostos do meu filho que não comprei nenhuma bola para ele brincar, pois não queria que fosse um jogador mas sim um pastor. Sabe o que ele fazia? Agarrava em laranjas ou batatas da fruteira e jogava com elas. Comprava carrinhos e ele tirava as rodinhas e chutava-as, rsrs ???? … Gostos, aptidões e sonhos já nascem com cada pessoa. Assim sendo, nós temos que deixar os nossos filhos viverem os sonhos deles e não pressionar que anseiem os nossos para eles. Devemos somente incentivar os que eles já têm, pois estes fluirão naturalmente e introduzir os que eles não tenham, para que floresçam.

Deste modo, jamais serão induzidos ou até mesmo obrigados a serem algo que não desejam somente para nos agradar, pois isso não funciona. Se assim o fizerem, lá na frente, no futuro eles é que serão os frustrados e um dia cansar-se-ão e deixarão tudo! Porque não era o que eles queriam para si.

Colocando-os nas Mãos de Deus, o Espírito Santo os convencerá da Sua Vontade para eles e então, queridas mamães, tudo será diferente e da forma que deve de ser e tudo dará certo!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

14 Comments

  1. Muitos pais querem viver seus sonhos não realizados nos seus filhos, e tentam a todo custo realizar um sonho que não é da criança, deixando assim de respeitar o livre arbítrio. O próprio Deus não nos impõe nada, porque nós iríamos impor algo aos nossos filhos?

    Ver mais
  2. por isso que ha muitos pais frustrados,com os filhos,isso aconteceu cumigo em relaçao ao meu pai,td o que ele sonhou pra mim eu nao segui, e isso o entristeceu,porque de vez enquanto me cobra por nao ter seguido esses sonhos,e mesmo assim eu dei por a fazer o mesmo com a minha filha de tres anos,ate que parei para pensar que nao estava a agir de forma correta

    Ver mais
1 2 3