De mãe para mãe: Porquê o meu filho é assim?!
josiane

Josiane Boccoli

  • 30
  • Jan
  • 2015

De mãe para mãe : Porquê o meu filho é assim?!

  • 30
  • Jan
  • 2015

Aos dois anos e meio percebi que o meu filho não me atendia quando o chamávamos, logo pensei: ele deve ter algum problema de audição. Levámos ao médico, fizemos exames e o resultado foi… normal.



Ufa! Que alívio. Mas então porque é que ele não nos responde?

Desse dia, até os 4 anos de idade, eu procurei saber o que o Gabriel tinha; muitas pessoas diziam que era algo “da minha cabeça” mas mãe não se engana, não é mesmo? No mais profundo de mim, eu sabia que algo estava errado com ele.

Finalmente, aos 4 anos, eu obtive o diagnóstico médico e então a bomba caiu: “O meu filho é autista”.

Foi como se eu tivesse sido esmagada… passei por um processo de 6 meses de aceitação, a palavra assustava-me ao ponto de eu nem pronunciá-la, chorei muito, decepcionei-me, questionei a Deus: “Porquê?”; “Somos fiéis, estamos na igreja, porquêee?” Como um eco dentro de mim.

Enquanto me lamentei tive somente uma dor tremenda, um silêncio da parte de Deus e uma sensação de dó (pena) do meu filho e de nós. Nesta época a nossa vida ficou insuportável, o meu filho quase não falava, tinha de 5 a 7 crises nervosas diárias, era muito nervoso, agressivo e acordava de 3 a 5 vezes na noite gritando e sonhando de olhos abertos, os médicos diziam-me: “Não há o que fazer!”. Eu pesava 43 kilos por não comer de tristeza e por não dormir, com ele desta forma.

Até que um dia dei o basta! Comecei todas as manhãs a ir ao monte buscar a Deus; eu precisava d’Ele e não havia mais ninguém no mundo que me entendia. Eu pedia forças, queria me levantar, queria uma resposta… e Deus deu-me muito mais, Ele deu-me esta palavra:

“Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela.”
(João 11:4)

No mesmo instante encheu-me de certeza, os meus olhos abriram-se e eu pude ver que o erro não estava no autismo do meu filho, o erro estava em mim! Que chorava e lamentava ao invés de lutar e mudar aquela situação.

Ali o problema acabou! Decidi lutar e fazer qualquer coisa para mudar a nossa história, e assim foi, separei as minhas manhãs e comecei a ler e a informar-me sobre o assunto, montei um quarto de tratamento e tratei do meu filho em casa, tornei-me a psicóloga, psiquiatra, fonoaudiologa, terapeuta e fisioterapeuta do Gabi????. Após 3 anos ele tornou-se outra criança, hoje com 8 anos fala português, hebraico e um pouco de inglês, tem uma vida social normal, participa de jogos de futebol, estuda numa escola normal e não tem mais crises nervosas diárias e nem noturnas. Na última avaliação resta-lhe somente 2% de autismo, mas para nós ele já esta curado, é só uma questão de tempo.

Querida mãe, se você passa por alguma situação com o seu filho e tem sido difícil, você não entende o “porquê?”, busque em Deus, busque primeiro para si e por si, e então quando estiver forte espiritualmente poderá não somente ajudá-lo, mas transformá-lo através da Fé.
Foi assim comigo!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

26 Comments

  1. Muito Forte! é quando colocamos nas mãos de Deus aquilo que não conseguimos fazer, Ele revoluciona tudo!

    Ver mais
  2. Olá, bom dia!
    gostaria muito de agradecer a Sr. por esse post, sinto-me como se eu mesma estivesse o escrito, impressionantemente passo pela mesma situação, a mesma palavra que qdo eu questionava Deus, Ele me deu foi esta mas eu diferente da Sr. ainda hoje não tenho um diagnostico e sinto-me em desespero sem saber o que fazer e como fazer, me ajude

    Ver mais
    1. Ola Querida Michely, querida me coloco a sua disposição em orienta-la para o diagnostico, deixo meu email a voce : josi_menatsarat@hotmail.com

      Ver mais
    2. Querida Michely, creio que a resposta está no próprio texto; eu também não sabia e busquei no Espirito Santo , Ele foi me guiando, também li muito, estudei meu filho, pois cada autista é de uma forma, e hoje, inspirações que Deus me deu, viraram métodos de tratamentos para autistas. Busque Nele, pois ninguém poderá te guiar tao precisamente quanto Deus. Conte comigo! bjs

      Ver mais
  3. Olá d. Josiane, como lhe foi revelado em João 11:4, a Glória de Deus será manifestada através do testemunho. Tenha certeza, sua experiencia tem ajudado muitas pessoas. Deus abençe!

    Ver mais
  4. Arrebentou, muito obrigada por este post.
    Nele pude entender, que Deus quer ver a minha reação, minha atitude de fé, mais também tem que haver a minha parte, o meu esforço.
    Beijinho. marina.

    Ver mais
    1. Isso mesmo Marina, sempre Deus fará a parte Dele, mas antes temos que fazer a nossa. Nesta Fé! bjos

      Ver mais
  5. Nem sei como expressar o sentimento que tive ao ler seu relato, pois agora no Jejum de Daniel é que estou vivendo esse tipo de situação, mas o problema é a fase da adolescência que meu filho está passando e eu não estava sabendo resolver alguns desconfortos que estavamos vivendo e foi quando decidi recorrer a Deus e reconhecer que o problema estava em mim. E para Hontra e Glória do Senhor Jesus, tudo está correndo bem. Beijos Mônica

    Ver mais
    1. Isso mesmo Monica, quando nós mudamos, nossos filhos também mudam, afinal….eles são o nosso reflexo. Que Deus te abençoe e te inspire nesta jornada.

      Ver mais
1 2 3