De Filhos para pais: “Team Work” – Trabalho de equipa!

Andreia Petrucci

  • 13
  • Abr
  • 2015

De Filhos para pais : “Team Work” – Trabalho de equipa!

  • 13
  • Abr
  • 2015

Estes dias, em meio de uma viagem, observava a movimentação de um aeroporto e o trabalho de equipa imprescindível ao seu bom funcionamento.

Cada trabalhador tinha a sua função e o bom desempenho de um dependia se o outro havia cumprido devidamente a sua parte. Costumamos dizer que “errar é humano”, mas todos já conhecemos aquilo que pode resultar de apenas uma – ainda que “pequena” – falha humana. Incontáveis vidas já se perderam por isso …

Assim como num lar, cada membro da família está diretamente ligado aos demais e o sofrimento de um, ou as sucessivas falhas de outro, podem colocar em risco toda a estrutura familiar. Por isso há sofrimento quando há separação … A “equipa” fica desestruturada e agora há a necessidade de preencher a “lacuna”.

Como?

No momento em que a minha mãe saiu de casa, parece que ruiu tudo o que conhecia como família até então … Todos os sonhos se desfizeram. Ainda tinha o meu pai, que foi quem cuidou de mim e educou até à maioridade. Mas pode imaginar que ele próprio se debatia com dificuldades para se reerguer de tamanha “calamidade”. Foi aí que entrou ‘Alguém’ que me fez acreditar que poderíamos ser novamente uma família. Talvez no momento, não tão “perfeita” como as demais – aos olhos humanos -, mas dando-nos a oportunidade de sermos felizes e ter condições para construir e edificar a nossa própria “equipa” no futuro. É verdade! Deus pode juntar os “cacos” e renovar a nossa esperança; reedificar aquilo que já considerávamos perdido.

Hoje tenho um casamento de 16 anos, muito feliz e realizado, ao contrário daquilo que vi os meus pais sofrerem.

Por isso, seja a sua “equipa”, atualmente, completa ou não, o que importa é o Espírito que a mantém unida! Ainda que os seus filhos, já na maioridade, não queiram seguir os seus conselhos e orientações, não tente obrigá-los ou incitá-los a fazer as mesmas escolhas, pois isso só os afastará ainda mais daquilo em que acredita. Dê exemplo, testemunhe com a sua própria vida. Seja um bom líder, e verá que, cedo ou tarde, eles voltarão porque se lembrarão de tudo o que investiu neles.

Se se aliar a Deus, trabalhando em equipa e parceria com Ele em favor dos seus familiares, terá como “aliado” o Melhor “treinador” de todos os tempos. Então, não se permita desesperar, faça a sua parte e confie!

Quando aprendi a “liderar” a mim mesma, investindo no meu interior, isso refletiu-se em toda a minha família, independentemente do facto de eu ser “apenas” a filha … Basta começar por um! Se eu, como templo de Deus, estiver bem alicerçada n’Ele, por mais dificuldades que possa atravessar, sempre terei sustentabilidade para lutar e prevalecer!

“Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha.” (Mt.7:24,25)

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

4 Comments

  1. Independentemente das dificuldades da vida eu e os meus filhos temos q ser um team e um team sabe de todos os planos do outro

    Ver mais
  2. Bom dia Andreia!!

    Os meus pais separaram-se quando eu tinha uns 4 ou 5 anos.
    Mas essa separação acabou gerando dentro de mim muita revolta, pois não aceitava vê-los separados e eu sofria muito.
    Fui uma criança muito autónoma, não dependia de ninguém, era muito rebelde, não ouvia a ninguém.
    Não respeitava ninguém. Tudo o que sofri quando criança acabou comprometendo toda a minha juventude.
    Tudo que ouvi falar de ruim sobre o relacionamento dos meus pais, foi o que também fiz quando entrei num relacionamento, resultados de tudo isso: divórcio também.
    Hoje estou aprendendo a investir em mim primeiro, para que lá na frente eu tenha essa base, essa estrutura dentro de mim.
    Um abraço.

    Ver mais
  3. vou me esforçar e por em pratica isso.

    Ver mais
  4. Ola D.andreia muito importante quando a senhora fala do espirito que temos que ter para manter a nossa familia unida,mais isso exige que cadaum faça a sua parte.

    Ver mais