Consulta do viajante, do que se trata?
barbara

Bárbara Filipe

  • 10
  • Jun
  • 2015

Consulta do viajante, do que se trata?

  • 10
  • Jun
  • 2015

A consulta do viajante serve para sermos orientados sobre os procedimentos e precauções a tomar, tendo em conta as caraterísticas do país de destino.

Quando decidimos viajar, seja de férias, a trabalho ou para uma estadia a médio/longo prazo, é de extrema importância avaliar também os riscos de saúde que podem estar associados a essa mudança de país, por este motivo, é essencial a prevenção antecipada.

Se viajarmos com crianças, idosos ou mulheres grávidas, os cuidados a ter devem ser redobrados, uma vez que as alterações climatéricas, alimentares e de fuso horário, causam mais impacto nestes grupos.

Procedimentos, precauções, riscos… Afinal, o que devo analisar antes de viajar?
Indicaremos algumas questões para as quais deve procurar resposta, quando planear a sua viagem:

  • Por quanto tempo estarei de visita a outro país?
  • Quais as condições climatéricas do país de destino?
  • Qual o fuso horário?
  • Que infraestruturas de saúde existem e qual a sua capacidade de resposta?
  • Se existe a obrigatoriedade de tomar alguma vacina antes de viajar.
  • Quais as características do local onde vou ficar alojada?

A resposta a estas e outras questões, podem ser encontradas na consulta do viajante que se encontra disponível em diversos centros de saúde espalhados pelo país. Para saber qual o mais próximo de si, basta entrar em contato com o da sua área de residência. O custo desta consulta varia consoante os cuidados médicos, como por exemplo a vacinação e todos os demais procedimentos que forem necessários.

Ao ler este post, alguns se perguntarão: “Eu viajo frequentemente a trabalho… Apenas vou regressar ao meu país de nascimento depois de vários anos ausente…” ou “o clima, alimentação e o fuso horário do lugar para onde decidi viajar, é muito semelhante ao país onde resido, para quê tantos cuidados?

Como foi referido na semana anterior, os vírus e as bactérias têm evoluído e por esse motivo, existe a necessidade de novas vacinas e de um plano de vacinação mais estruturado em cada país.
E apesar do seu organismo estar mais habituado do que os demais, às variações climatéricas, ou por ter nascido no lugar para onde pretende viajar e pensa estar preparado para essas alterações, deve observar os procedimentos indicados, pois as pessoas mudam e os lugares também!

Tudo é uma questão de planificação.
Assim como planeamos a viagem e todos os seus detalhes, devemos também preparar o nosso organismo para a mudança que ele vai enfrentar.

Boa viagem…

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

2 Comments

  1. Muito interressante. obrigada

    Ver mais
  2. Obrigada!!

    Ver mais