Amor: Nº1 – Como é que Deus age com as suas transgressões?

Viviane Freitas

  • 28
  • Ago
  • 2015

Amor : Nº1 – Como é que Deus age com as suas transgressões?

  • 28
  • Ago
  • 2015

Olá a todos os internautas!

É um prazer estar aqui convosco, a cada semana, a falar de algo que vem da Palavra de Deus, que vem da fonte, que é Deus!

Hoje vamos iniciar falando sobre o amor… E que amor é esse? Será que se refere ao amor “mole”, que a deixa sensível, sentimental, carente, que a faz ficar fraca? Não!

Vou provar-lhe nas próximas semanas, aqui no Blog Vivi Freitas, que tipo de amor está mencionado na Bíblia.

Quando se fala de amor, hoje em dia, as pessoas entendem que é algo a que se rendem e acabam por se sentir enfraquecidas pelo sentimento. Mas o amor vai além disso…

Se possível, acompanhe comigo no livro de Isaías 43:25-26

“Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro. Desperta-me a memória; entremos juntos em juízo; apresenta as tuas razões, para que possas justificar-te.”

Minha amiga internauta, talvez você esteja neste exato momento, a ser atacada por aqueles pensamentos negativos ou de acusação. Quem sabe já pediu perdão a Deus, mas aquela sensação de que não merece, faz com que duvide da promessa que está aqui escrita.

Quando cometem os seus erros, na mesma hora a maioria das pessoas sentem-se culpadas e quando isso acontece não conseguem perdoar-se, esvaziar-se dessa culpa e aceitam as próprias palavras do diabo que sugere: “Você não tem o direito de ser perdoada… Olha quantas vezes já errou! Você sabia… Dizia… Fez isto ou fez aquilo… Teve a oportunidade e não mudou.”

Deixe-me dizer-lhe algo a respeito disso: Quando cometemos um erro, um pecado, seja o que for, e nos sentimos acusadas, então não estamos a olhar e a crer nas promessas de Deus! Estamos a ouvir mais a voz do diabo.

E questiona-me: “Mas eu fiz algo gravíssimo! Eu não tenho perdão… Como é que Deus me vai perdoar?”

Internauta, quando eu cheguei a Jesus não foi por perfeição, porque eu não fui perfeita, mas porque um dia me vi no “poço”, eu vi a minha alma na “cova”…

E talvez neste momento esteja a sentir a sua alma, a sua vida e o seu futuro, comprometidos por causa dos seus erros.

Lembro-me que quando me sentia dessa forma, condenada, sem oportunidade, nem eu mesma me perdoava… Várias vezes fiz orações, chorava, colocava até um fundo de oração para falar com Deus e ali me derramava. Mas depois voltava aquela culpa, não saía, não me limpava, é como se não existisse perdão para mim! Eu não me sentia digna sequer de entrar na igreja, naquela época.

E enquanto está a sentir essa culpa toda, de que não é digna, fica a olhar para aquilo que fez e não para o que Deus diz…

Ele disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.”   (Mateus 11:28)

É impossível Ele dizer uma coisa sem especificar qual era o problema! “Se você está a pecar então não venha a mim…” Não! Não foi isso que Ele falou, mas disse: “Vinde a mim todos os que estais cansados…” E foi o meu caso, eu estava cansada dos meus erros, dos meus pecados e quando enfim realmente quis uma mudança de vida, quando olhei para a promessa de Deus, “vendi” tudo o que eu tinha!

Pode questionar-me: “O que é isso? Vender tudo o que tinha?”

Desfiz-me dos meus segredos, de tudo aquilo que ocultava, me amarrava e até ao que estava presa!

Pensa às vezes que é o diabo que a prende, mas não é ele! É você que está presa ao que ele diz. Pode libertar-se dessa voz, quando ouvir a voz de Deus! Quando aceitar as palavras do Senhor Jesus! Na verdade estará a fazer bem a si própria, porque Ele fará tudo novo em seu favor.

E diz o seguinte: “Mas se Deus me perdoar, será que eu não vou cometer o mesmo erro novamente?”

Minha amiga, se existe remorso, você volta a praticar o mesmo erro, pois está triste pelo que faz, envergonhada diante das pessoas, mas não está a odiar o pecado. Quando se arrepende, passa a odiar aquele pecado e afasta-se do mesmo! “Vende” tudo o que a ligava a esse pecado, quer dizer, afasta-se e literalmente dá-lhe as costas. E assume essa condição de começar tudo de novo, de aprender… Não é uma vergonha começar a aprender… Não! Pelo contrário, é uma honra para si recomeçar pois é uma oportunidade de fazer uma nova história.

E quando assim o fazemos, quando nos arrependemos, acabamos por amar a Deus, pois vemos o quão miseráveis, pobres e necessitadas somos diante d’Ele. Deus é o nosso Salvador porque não nos vemos capazes de nada, não somos invencíveis.. só Deus é!

O que queria focar e que entendesse, é esse amor de Deus, pois assim entenderá também em relação a si própria.

Verifique o que Deus fala:

“Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim…”  (Isaías 43:25)

Deus apaga as suas transgressões por amor a Ele! É incrível, eu sempre lia ou ouvia falar de um versículo em que Deus dizia: “…por amor a mim…” mas não entendia porque é que Ele fazia isso por amor a Ele. Não fazia sentido… Hoje eu entendo o porquê: Porque Ele Se ama, apaga as suas transgressões, ou seja, Ele não olha para si com acusação, com olhar de juiz. Apaga as transgressões e por isso é que é misericordioso, e quem Ele é!

E disse:

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.” (Mateus 11:28)

Por esse motivo é que vê as pessoas a renderem-se a Ele, que Lhe entregam toda a sua vida, deixam o futuro nas Suas mãos sem saber o que vai acontecer, para justamente servir, porque viram este amor! Não é um amor fraco, mas vem de alguém forte que domina e cuida de Si mesmo. Eu vejo aqui Deus cuidando de Si próprio, quando diz que por amor a Ele apaga as transgressões… Imagine se Ele não apagasse as suas transgressões, como acha que Deus ia ser? Mas por amor a Ele, as apaga!

Você pediu-lhe perdão, arrependeu-se, não são remorsos, então Ele apagou! Mas se voltar novamente a pedir perdão pelo mesmo pecado de há meses atrás, pelo qual já havia pedido perdão, Deus diz o seguinte:

“Desperta-me a memória; entremos juntos em juízo; apresenta as tuas razões, para que possas justificar-te.” (Isaías 43:26)

Está a dizer que não se lembra mais dos seus pecados, deitou-os fora, estão no mar do esquecimento! Agora você está a voltar a dizer: “Perdão, perdão, perdão!” Já que insiste em pedir perdão, vou ter que lhe dizer para despertar a minha memória, pois já não me lembro mais…

Veja este amor, minha amiga internauta… Talvez esteja a ler este post e não perdoa o seu pai que abusou de si, a amiga que não a compreendeu, a sua mãe que a tratou de uma forma que a marcou durante uma vida inteira… Talvez tem vivido no passado porque não o apaga, não perdoa as pessoas que cometeram um erro ou que pecaram contra si, e tem guardado tudo isso tornando-se numa pessoa “cascuda”, quer dizer, com uma casca grossa que ninguém pode “tocar”, ajudar, que já é motivo para que se sinta humilhada. Ninguém a pode amar, pois acha que é fingimento… E porquê? Porque não apagou as transgressões daquela pessoa! Está a dizer para si própria que não se ama! Quer guardar o lixo, a sujidade, quer guardar o que o diabo fez… Ele usou aquela pessoa para fazer a sua vida impossível, difícil, triste, amargurada, traumatizada, e você quer guardar isso?! Por amor à voz do diabo guarda o passado, é isso que está a fazer!

Internauta, lance fora isso! Veja aqui o exemplo de Deus, que por amor a Ele mesmo apaga as suas transgressões. Pediu perdão? Arrependeu-se? Ficou com ódio do pecado? Então olhe para a frente! A pessoa errou consigo? Fez a sua vida difícil? Só Deus sabe o quanto teve que lutar contra esses sentimentos… Mas quando ama a si mesma, e isso só acontece quando ama a Deus e prioriza a Sua voz, só assim é que poderá amar a pessoa que errou consigo. Não é amar o erro, mas amar, entender o fato dela ter cometido aquele erro. Você cometeu erros gravíssimos no passado e teve que “tocar o barco para a frente” e porque não pode perdoar a pessoa que está diante de si ou que passou na sua vida?

Reflita sobre isso! Ame a si própria, guarde a sua vida, tem esse poder! Deus não tem esse poder… Você é que tem de tomar a decisão! Então apague as transgressões que tem guardado dos demais. Apague as suas próprias transgressões e entregue tudo a Deus. Vai provar e ver que o Deus de que lhe falo, não é um Deus de fantasias, nem de religião, nem porque os outros falam… mas porque provou desse amor! Obedeceu e alcançou esse amor por si própria.

Gostaria que participasse aqui no Blog, para que então eu saiba o que se passa consigo. E esse coração, vai ficar duro? Calejado? Individualista? Vai esconder? Tire tudo o que a tem afastado e a faz ser uma pessoa difícil, e permita Deus trabalhar em si!

Um grande abraço! Até à próxima semana.

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

229 Comments

  1. Que forte. Estou em busca de respostas sobre meu interior, estou caçando como a senhora diz….rs E seu blog tem me ajudado muito.

    Ver mais
  2. Dn. Vivi este post falou mto cmg… tenho vivido presa ao erro de outras pessoas as pessoas já mudaram a situação foi resolvida … já fazem 2 anos mais a minha vida continuou parada o que me desespera e saber que tudo mudou mais eu continuo sendo a mesma pessoa .

    Ver mais
  3. Bom dia D. VIvi,

    Agora compreendi como me amar, como perdoar -me e como olhar para a pessoa que me feriu.
    Com um AMOR FORTE.

    Deus a abençoe a si, a sua família e seus amigos.
    Carol-areosa.porto

    Ver mais
1 36 37 38