Comer demais porque sim?!

Viviane Freitas

  • 10
  • Jul
  • 2013

Comer demais porque sim?!

  • 10
  • Jul
  • 2013

Olá meninas,

Firmes no propósito de vencer?!

É amigas, é uma guerra mas vale a pena negar a nossa vontade, pois isso cria em nós força e determinação de dentro para fora. E esta prática vai mantê-la em vigia para agir em outras áreas da sua vida também!

Hoje quero dividir com vocês um texto muito bacana, que faz todo o sentido!

Algumas histórias do nosso comportamento automático – Comer demais porque sim

Historia nº 1 – A porção de esparguete

Suponhamos um restaurante onde vamos fazer uma experiência. Sem que sejam avisados, uma parte dos fregueses é servida com uma porção de esparguete com molho em quantidade 50 por cento superior à de todos os outros. Os observados almoçam e há pesagens das sobras antes e depois. Pois bem, os que tinham as porções maiores comeram mais, mas mesmo muito mais – 43 por cento mais do que os outros, o que equivale a uma dose superior em 159 quilocalorias. Esta experiência foi feita por um grupo de investigadores dirigidos por Diliberti e prova que as doses maiores levam a maior ingestão.

Historia nº 2 – Pacote de batata fritas

A um grupo de homens deram pacotes de batatas fritas (essa bomba calórica) de 175 gramas, e a outro deram pacotes de 25 gramas; uns e outros podiam comer à discrição. Os primeiros comeram mais 311 quilocalorias, em média, do que os segundos. Desta vez, a experiencia é do grupo do investigador Rolls, que se tem dedicado ao estudo do comportamento alimentar, e particularmente ao tamanho das porções.

Historia nª 3 – As pipocas

Comer à mão é bom e vem de longe. É de há poucos séculos que estamos com esta delicadeza dos garfos e facas. E comer pipocas no cinema parece ser uma delícia tão grande e tão automática que, por vezes, é difícil não ouvir o “crac-crac” enquanto se vê um filme. Pois bem, investigadores curiosos foram perceber se isto também se podia passar com pipocas um pouco envelhecidas, mas em grandes pacotes. Deram aos espectadores pacotes de pipocas que já tinham 14 dias. Mas colocaram-nas em pacotes com o dobro do tamanho habitual. Resultado: os espectadores queixaram-se do gosto, mas comeram mais 34 por cento do que aqueles que tinham pipocas do dia, mas em pacotes de tamanho habitual.

Historia nª4 – Bolachas à mão

Com funcionários administrativos, fizeram uma experiência também demonstrativa. A um grupo colocaram bolachas de chocolate na secretaria, a outro colocaram-nas numa prateleira a dois metros da cadeira. Aqueles que tinham as bolachas mesmo à mão comeram uma média de 136 quilocalorias por dia, a mais do que aqueles que necessitavam de se deslocar um pouco para ir buscar.

Historia nª 5 – Bolachas à vista

Desta vez, a experiência é feita também com empregados administrativos. A uns puseram as bolachas de chocolate em cima da secretária em taças de vidro transparente, a outros em taças opacas. Os primeiros comeram por dia mais 75 quilocalorias, em média, do que os segundos.

Continuaremos com mais histórias na próxima Quarta-feira.

É, você nunca sabe se está a fazer parte de alguma experiência por aí, com aquele belo e cheio prato de esparguete, eihn?!

A dica: Tirar do circuito dos olhos as tentações hipercalóricas é a melhor solução .

(Texto extraído do livro: “Pensar Perder o Peso que Pesa”)

Siga-me no Facebook

*As informações oferecidas neste blog não são individualizadas, portanto, não substituem o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

6 Comments

  1. que legal, nunca mas quero saber de potinhos de biscoito para enfeita! rsrsr

    estou firme e forte !

    beijinhos

    muito obrigada!

    Ver mais
  2. Muito bacana, como essas situações podem passar despercebidas!

    Ver mais
  3. Bom Dia!!!
    A gente tem que sir cuidar pricipalmente quando a gente e jovem para quando a gente fica mais velho nao venha der dificudades.Eu tenho mim esfoçado muito para fazer o menhor.

    Ver mais
  4. São dicas bem interessantes e que me fizeram pensar.

    Ver mais
  5. Olá bom dia obrigada pela dica….adorei

    bjs

    Ver mais
  6. São bem legais estes alertas . Gostei

    Ver mais