Audio: Como é a característica daquela que pertence a Deus

Viviane Freitas

  • 10
  • Nov
  • 2014

Audio : Como é a característica daquela que pertence a Deus

  • 10
  • Nov
  • 2014


Quero avisar a todos os internautas que acompanham o blog, que daremos continuidade ao que estávamos a ler no capítulo 10 do Livro de João. Se acompanha os posts sabe que fizemos uma paragem para ler Êxodo, inclusive para ajudar quem participou na Festa dos Tabernáculos a entender o motivo desta Festa. Por isso meditámos no Livro de Êxodo, mas quero retornar a falar sobre João pois é bem simples e fácil de entender.

Você que está na Igreja há muito ou há pouco tempo e tem dificuldade de ler a Bíblia, sugiro que acompanhe sempre comigo a leitura aqui no Blog e entenderá como tirar bom proveito da Palavra de Deus.

É muito importante ler a Bíblia pois é o pensamento de Deus. As Suas palavras refletem as Suas caraterísticas. Se você não consegue entender a Palavra de Deus, não tem uma base na sua vida. Por isso é importante aprender a ler a Bíblia.

“Aquele, porém, que entra pela porta, esse é o pastor das ovelhas. Para este o porteiro abre, as ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as suas próprias ovelhas e as conduz para fora.

Depois de fazer sair todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e elas o seguem, porque lhe reconhecem a voz;

mas de modo nenhum seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.

Jesus é a porta. Ele abre essa porta para as ovelhas chamando pelo seu próprio nome. Mas quem são estas? Quem são as que pertencem a Deus?” (Jo.10:2-5)

Pode fazer a corrente de libertação e estar há muitos anos na Igreja, mas há algo que traz uma referência de que você pertence a Deus: Quando o ouve! E ouvir não é simplesmente escutar. Não! Ouvir é obedecer, submeter-se, aprender. Estar sensível para reparar em si e obedecer à instrução que lhe está a ser dada.

Se é uma pessoa que está em fase de libertação e quer ser livre, obedeça! Quer seguir Jesus e continuar na fé? Obedeça! Se for “cascuda”, teimosa, que insiste nos seus erros, que não se quer submeter, que não quer obedecer, ouvir… que acha que sabe tudo, não tem como entrar por essa porta. Não há como ter paz.

E antes disso, Jesus conduz “para fora”. O que significa? Que vamos encarar os desafios! Mas quando ouvimos a voz de Deus, os desafios não nos fazem sentir abandonadas. Pelo contrário! “Depois de fazer sair todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e elas o seguem.” Entre a ovelha e o pastor da ovelha, que é Jesus, Ele vai adiante. Primeiro ela passa pela porta, Ele a conduz para fora, depois vai adiante dela e ela O segue. No meio dos desafios, dos problemas, das bênçãos, no mesmo instante O segue e não ao seu próprio interesse. Porque Ele a levou para fora a enfrentar os desafios, a tirou daquela “caixa”, daquele lugar onde ela estava habituada e onde não progredia ou desenvolvia, agora, estando em desafio, continua a segui-Lo. Está a desenvolver!

Quando saímos do nosso “mundinho” que é a nossa rotina, o dia a dia, entramos em novidade, em algo desconhecido, mas ainda assim as ovelhas O seguem. Muitas pessoas até alcançam as bênçãos, pela obediência, por ter ouvido a voz de Deus. Obedeceram naquele instante, mas após a conquista o que sucede? Começam a seguir Jesus do seu jeito. Em relação a estas, não posso dizer que pertençam a Deus.

A “ovelha” que Lhe pertence ouve a Sua voz e segue-O. E o facto de eu O seguir significa que eu não sigo o meu próprio caminho! Não apenas as minhas ideias, a minha vontade, mas submeto-me à Sua voz.

Se você O ouviu há muito tempo atrás, mas agora quer fazer a sua vontade, então não revela que seja de Deus. Se está em fase de libertação, tem que se libertar daquilo que a escraviza. E se já saiu desta fase e está na conversão, mas não tem um encontro com Deus, significa que ainda está ligada às suas vontades. Não conhece a vontade de Deus mas unicamente a sua. Não sai da mesmice porque a sua vontade é o que prevalece… quer continuar com as mesmas amizades, comportar-se da mesma forma. Então não houve conversão.

Caso já tenha mudado, largado as amizades e dá-se apenas com pessoas da mesma fé, que lhe acrescentam, houve conversão. Mas e agora? Já teve um encontro com Deus? Sabe qual é a vontade de Deus ou só vive no seu mundo? A primeira evidência que tivemos um encontro com Deus é o desejo de falar de Jesus… transmitir a alegria de conhecer a Deus de facto e de verdade.

E quando recebe o Espírito Santo tem força para desenvolver e ultrapassar as suas fragilidades e os seus erros. Na fase de libertação, conversão ou encontro com Deus, chegava apenas a um certo limite. Mas com o Espírito Santo recebe poder para ultrapassar tudo o que a tem fragilizado e estagnado na fé.

Aquele que pertence a Deus ouve a Sua voz, segue-O e reconhece a Sua vontade. Foge de tudo o que o afasta de Deus.

Qual tem sido o seu caso? A prova não são as suas palavras, pois sempre diz o bem da sua parte, mas pelos factos, pelo seu histórico e pelo que tem vivido hoje, e daqui em diante.

Como tem reagido? Como tem sido? É aquela pessoa que ouve a voz d’Ele, O segue e reconhece?! Ou está com os seus ouvidos obstruídos para Ele?

Um grande agraço e até quarta-feira.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

46 Comments

  1. a prova de que vc pertence a Ele é quando vc ouve sua voz a reconhece e obedece

    Ver mais
  2. O poster é realmente forte…?

    Ver mais
  3. Esse poste é mesmo muito forte…. no meu caso ouve a conversao, sem duvida nenhuma. Comecei os desafios, deixei o Senhor Jesus me levar ” para fora”… e estou lhe seguindo. A dificuldade esta em ouvir (obedecer a sua voz) sempre. Eu reconheço a voz de Deus… e fico feliz porque Deus me confirma que o Espirito Santo està em mim. Tenho muito mais força para ultrapassar as minhas fragilidades… mas nao posso baixar a minha atençao… como fui atenta durante a campanha;; tenho que continuar sendo sempre…nessa constancia , manter essa proximidade, é o que é mais dificil…!

    Ver mais
  4. Buenas noches sra. Vivi.
    Hasta que no tenemos un encuentro con Dios, las luchas que pasamos nos parecen más grandes e imposibles de resolver.
    Cuando tenemos ese encuentro, nos vemos capaces de enfrentar cualquier obstáculo.
    Gracias por el mensaje señora.

    Ver mais
1 6 7 8