Armário de medicamentos caseiro – Parte 2

Bárbara Filipe

  • 27
  • Dez
  • 2015

Armário de medicamentos caseiro – Parte 2

  • 27
  • Dez
  • 2015

No post anterior mostrámos a importância de ter em casa um armário com componentes essenciais para socorrer pequena emergências.

Hoje falaremos do local apropriado e do acondicionamento do seu conteúdo.

Para manter o armário de farmácia em boas condições há que ter vários cuidados:

  • Devem manter-se só os medicamentos e produtos farmacêuticos necessários;
  • Deve existir um espaço adequado e reservado apenas para este uso, que se manterá limpo e arrumado;
  • O armário deve ficar em local fresco e seco, ao abrigo da luz, separado de alimentos ou produtos de limpeza e fora do alcance das crianças.

A cozinha e a casa de banho não são locais apropriados para a sua localização por estarem expostos a alterações de humidade e temperatura, que podem prejudicar a estabilidade dos medicamentos.

Devem afixar-se os telefones necessários em caso de emergência (centro de saúde, centro antivenenos, etc.). Pode também constar em local visível se algum membro da família é alérgico a algum medicamento.

É muito importante manter os medicamentos na embalagem original, para que permaneçam identificados e bem acondicionados (dentro do prazo de validade). Também devem ser conservados os folhetos informativos, que incluem informação necessária para um uso correto e seguro, e os instrumentos de medida da dosagem, caso existam.

O armário deve ser revisto periodicamente, cada 6 ou 12 meses, verificando a caducidade e o bom estado de todos os medicamentos e produtos sanitários.
Os medicamentos devem ser eliminados de forma correta, entregando-os na farmácia, para facilitar a sua destruição sem risco de contaminação ambiental.

Deve ter-se em atenção quais os medicamentos que precisam de condições especiais de conservação, como conservação a determinada temperatura ou no frigorífico, ou os medicamentos com duração limitada no tempo, uma vez aberta a embalagem ou reconstituído o preparado, como sucede com colírios e xaropes.

Resumindo:

  • Conserve sempre os seus medicamentos em local seco e fresco;
  • Guarde os medicamentos que necessitam de frio a meio do frigorífico e nunca na porta porque este é um local de temperatura mais instável em consequência de abrir e fechar muitas vezes;
  • Guarde fora do alcance das crianças em locais elevados;
  • Verifique regularmente os prazos de validade e entregue na farmácia os que já passaram o prazo;
  • Nunca deite fora as embalagens e os folhetos informativos e guarde-os sempre junto com o medicamento;
  • Não deite no lixo ou através dos esgotos as embalagens e os medicamentos fora de prazo ou que já não utiliza. Entregue-os na sua farmácia.

Em caso de dúvidas consulte o seu médico ou farmacêutico!

Até breve…

Colaborou Dra. Fernanda Tavares

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

1 comentário

  1. Bacana agora vou reservar uma parte do meu armário. E sempre bom nos previni

    Ver mais