8º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 11
  • Jan
  • 2017

8º Dia | Ser O Testemunho

  • 11
  • Jan
  • 2017

11 de Janeiro | Quarta | João 11.25-27

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;
E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?
Disse-lhe ela: Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas, é um prazer estarmos juntos na fé.

Veja que interessante: Quando você tem um objetivo ou uma definição em relação ao que pretende ser, torna-se mais atenta e também mais disposta a fazer tudo aquilo que tem que ser feito.

Neste ano de 2017, você que iniciou e continua nessa fé, então certamente está aproveitando, reparando que quando medita na Palavra de Deus, você não apenas conhece a Palavra, mas aprende a trazer para a sua vida, provocando um “antes” e um “depois”, não apenas na consciência, mas na prática dessa fé.

Por isso tem reparado a sua vida constantemente. E se realmente quer dar os 100% neste ano de 2017, você não está atenta somente no instante da meditação, mas atenta o dia inteiro, a todo o momento.

Vamos acompanhar a leitura, no livro de João 11:25-27

“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;

E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?

Disse-lhe ela: Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo.”

A primeira coisa que Jesus fala: “Eu sou a ressurreição e a vida”

São duas coisas diferentes – “Ressurreição” e “Vida”.

Essa Ressureição é para aqueles “mortos-vivos”, que às vezes se encontram até mesmo na igreja, professando uma fé em Deus, mas literalmente não obedecem; não há fé com obras, mas uma fé morta, ou seja, dizem crer em Deus, mas na hora da verdade não agem a fé. Esses são os “mortos-vivos”.

Vida, é quando você não vive apenas por viver, mas tem vigor, dá sentido à sua própria existência, tem motivo de viver… aí sim, você é um “vivo” com Vida!

Se você, minha amiga internauta, até frequenta a igreja, ouve a Palavra, mas olhando para dentro de si, observa que tem sido “morta” espiritualmente, ou seja, vive desanimada, esperando sempre alguém para a ajudar ou fortalecer, você não tem vida por si própria e precisa dessa ressurreição.

Ele disse: “… quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.”

Mas quando nós morremos, realmente, já não acabou a nossa oportunidade?
Sim, mas Jesus está falando para quem está “morto-vivo”, de forma a que comece a viver numa fé Viva, com uma vida que honra a Deus com os seus resultados, internos e exteriores.

Mesmo a pessoa estando morta, espiritualmente falando, ainda tem possibilidade de reviver, mas tem que crer!

A Obediência é a prova de que eu creio.

É essa crença, que é espírito, que me permitirá ressuscitar espiritualmente e/ou até mesmo ser arrebatada quando o Senhor Jesus voltar para buscar a Sua igreja.

Veja que interessante, como é importante manter essa chama acesa, que é a fé, porque é esta a prova de que eu creio.

E Jesus continua:”E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá.”

Em outras palavras: “Porque choras, quando alguém que crê em Jesus morreu?”
Ou seja, não há motivos para eu ser uma pessoa triste, amargurada ou chorar, quando sei que esse familiar partiu na fé, pois é salvo para sempre.

Jesus perguntou a Marta:”Crês tu isto?”

Você sabe que quando se faz uma pergunta, nós somos levados a pensar na resposta…

Por exemplo, ao ir ao médico, já deve ter passado por isso, quando o médico lhe pergunta algo e você não sabe responder e, no fim, ficar pensando como não sabia responder e sentir-se envergonhada.

E aqui, Marta, com certeza se sentido envergonhada por não saber responder, disse: “Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo.”

Olha só o que é a fé emotiva… faz-nos responder algo que não corresponde ao que foi perguntado; a fé emotiva fala o que quer falar, tenta esconder, só para não falar que não crê ou que não sabe responder.

Por exemplo, quando eu vou conversar com alguém, especialmente quem tem um título na igreja, e eu pergunto algo, normalmente a pessoa quer mostrar que sabe responder e responde rápido, sendo isso orgulho.

Marta, por exemplo, era agitada e orgulhosa. Ontem falámos que ela reclamou…

Porque a pessoa é agitada ela reclama com os outros, e passa também passa a ser orgulhosa, como se só do jeito dela fosse o certo.

E porque você, que é agitada, não vigia, as pessoas que a rodeiam ainda levam “coices”, porque você fica irritada.

E o pior é que quando você não se enxerga, continua a cometer os mesmos erros, não se reparando.

E Jesus fez aquela pergunta, para tentar apelar à fé inteligente de Marta, para que Marta se enxergasse.

E às vezes, você fica envergonhada quando não sabe responder e tenta responder do seu jeito, mas procure, ao invés disso, atentar para o que faltou responder, e não busque inventar palavras como se soubesse.

Marta até respondeu algo que era certo.

E a fé emotiva é assim, sempre mostra que sabe tudo, mas ao conferir as atitudes da pessoa, comprova-se se a fé é emotiva ou não, e nas atitudes de Marta, você tem visto que ela não atentava para as Palavras de Jesus, mas sim para o seu jeito.

Ou você se foca no que Jesus lhe diz, ou na sua vontade!

Quando foca na sua vontade, você insiste nela, mas quando você foca na vontade de Deus, também insiste para esta prevaleça na sua vida, disposta a reparar os seus erros, a disciplinar-se e mudar, melhorando a cada dia e deixando Deus participar na sua vida.

Minha amiga, não seja fingida com Deus, não finja ter um relacionamento com Deus porque está dentro da igreja, quando na realidade não existe esse contato, essa entrega, essa certeza, pois essa certeza só vem quando vivemos aos pés do Senhor Jesus.

Maria não estava agitada e nem cobrou do Senhor Jesus; ela sabia do seu lugar e por isso era calma.

E quando nos colocamos no nosso lugar, temos domínio, atentamos para nós mesmas e para o que nos rodeia.

Se você está disposta a encarar o seu orgulho, assuma isso, nos escreva ou deixe o seu comentário.

Muitos querem Jesus, mas não estão dispostos a assumir Jesus, ou seja, a assumir a verdade, assumir a luz, assumir a sua realidade, reparando e reconhecendo os seus erros.

Seja real, seja verdadeira! Porque é disso que Deus Se agrada.

Você quer os 100 % de Deus? Então dê os seus 100%, seja sincera, sem esconder algumas verdades, mas falando tudo!

Um abraço para vocês e até amanhã.

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

181 Comments

  1. Muito forte essa meditaçao de hoje percebi que não é só ler a Bíblia todos os dias ou fazer propósitos jejuns etc… Se eu não confio em Deus se eu não mostro através de atitudes está comunhão… Muito forte falou muito comigo! Deus abençoe dona Viviane Freitas

    Ver mais
  2. Bom dia!
    Meditar na palavra de Deus reparando em minhas ações é tão difícil quanto ouvir uma crítica sobre mim. Isso porque eu mesma estou vendo o quanto estava errada sobre minhas certezas. O que é maravilhoso Dn Viviane, é que mesmo sendo doloroso descobrir meus erros, ao mesmo tempo fico feliz por Deus estar cuidando de mim e me mostrando onde preciso ser moldada.
    Muito obrigada por compartilhar conosco esses momentos tão importantes.

    Ver mais
  3. A meditação diária tem me feito reparar as minhas atitudes. Tenho andado muito agitada como Marta, e muitas das vezes é como a senhora falou eu não sei responder uma pergunta quando sou questionada, as vezes nem é porque eu não sei a resposta, mas simplesmente porque não reparo no que eu deveria responder, a pergunta é tão simples e realmente para nos fazer pensar, raciocinar na resposta. Eu tenho que andar mais em Espirito, ser mais sincera com Deus como era no inicio da minha fé, a sinceridade é a essência do relacionamento com Deus, quantas vezes me peguei orando sem saber nem o que eu estava falando e por está a cabeça a milhão como dizem, preocupada com tantas coisas. E a oração é uma oferta, quando eu for orar vou buscar me concentrar muito mais para me conectar de fato com Deus, e também reparar nas minhas atitudes, saber me colocar no meu lugar e deixar que Deus faça a sua parte. Muitas das vezes todo mundo sabe a Palavra de Deus na teoria e quando usamos a nossa fé, é que de fato vemos essa Palavra funcionar na pratica, não tem porque ter fingimentos com Deus porque Ele é onisciente e sabe o que está dentro de nós, em cada pensamento, em cada sentimento e muitas das vezes a palavra que sai da boca é automática e em vez de você achar que está orando para investir no seu relacionamento com Deus, você está o entristecendo e perdendo tempo. Deus se agrada de sinceridade.

    Ver mais
1 28 29 30