6º Dia – Veja e entenda o que é ter sede

Viviane Freitas

  • 3
  • Fev
  • 2015

6º Dia – Veja e entenda o que é ter sede

  • 3
  • Fev
  • 2015

Olá a todos os internautas. É um prazer estar a acompanhar-vos nestes 21 Dias do Jejum de Daniel. Hoje já é o 6ºDia.

E gostaria de ler um comentário de uma internauta, que deixou aqui a sua vida escrita. Vou ler e mostrar o que é verdadeiramente sede… Esta pessoa ilustra e detalha a sua agonia e a forma sedenta em que se encontra.

“Oi dn Viviane boa noite, gostaria de tirar uma dúvida com a senhora, sou uma jovem de 21 anos, não namoro, pois não tenho coragem de ter um relacionamento com ninguém sem antes ter o Espirito Santo, e pra ser sincera o que quero é estar salva pra salvar, não sou a mesma de antes, mudei em muitas coisas, o mundo já não me atrai mais, só que o meu maior problema está dentro de mim, são decepções do passado que até hoje me fazem agir de uma maneira que não gosto, me importo muito com a opinião dos outros, pois se faço o que é certo sou criticada, se não o faço tbm sou, me sinto inferior às demais, não me acho boa o suficiente, e penso que para que Deus me faça nascer dele tenho que ser certinha, quando erro às vezes em uma palavra que não deveria falar me sinto a pior das criaturas, meus pais são separados, não sei o que é ter uma familia de verdade, não sei demonstar carinho, me acho uma pessoa seca, perdi a confiança no meu pai, e o pior é que não sei disfarçar, já pedi perdão a ele, mas ainda assim não acredito nele, sempre fico com o pé atrás, eu sou o oposto do que gostaria de ser, sou um pouco geniosa, a verdade é que de Deus eu não tenho é nada, dn Vivi cansei de hipocrisia de fingir algo que não sou, eu quero Deus de verdade, eu não quero viver no engano, pois quero ser nascida de Deus verdadeiramente, já não quero mais a glória do homem, eu quero a de Deus, e não sei nem por onde começar, pois são tantas as acusações, eu falo pra Deus os meus erros, e não entendo o porquê disso é como se tivesse um grito do mais profundo da minha alma, uma insastifação muito grande, dn Vivi estou disposta a sacrificar a minha vida a Deus de verdade, ainda que não sinta vontade, estou disposta eu quero saber quem é esse Deus, que ouço falar mas que eu não conheço, quero ter Ele dentro de mim, quero ser como Abraão, reconheço que o problema sou eu mesma, o que faço dn Vivi, irei colocar em prática o que a senhora me falar e tbm os ensinamentos que tem me ensinado através desses audios, bjs dn Vivi que Deus a abençoe muito.” – Suzane

Olá Suzane! Eu tenho a certeza que você já passou por um processo de libertação, de conversão, mas agora está no processo em que tem que conhecer Jesus. E tudo o que expôs no comentário, quando refere que o problema está dentro de si, como as decepções do passado, que já tentou perdoar o seu pai, mas é desconfiada, não é carinhosa, sente-se “seca”, revela que olha para si mesma e não vê a figura que você quer e crê, de acordo com o que é certo. Você sabe, tem ouvido falar na Igreja sobre o certo e o errado e assim detetado as suas imperfeições, o que é um ótimo sinal! Porque é desta forma que chegamos até Jesus. E aquilo que escreve, é isso que deve apresentar para Deus, não de maneira emotiva, condenando-se, mas de forma racional. As coisas que tem praticado Suzane – e você internauta que se identifica com este comentário – são injustas. Deus não merece essa oferta, de quem tem sido, de viver essa decepção, de se preocupar com o que os demais pensam de si, de se sentir inferior, de achar que Deus a quer perfeita… Ele disse: “Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados que eu vos aliviarei.” Ele não pediu para que viesse perfeita, senão nunca teríamos como chegar até Ele. Mas chamou-a como se encontra neste momento. E a forma inteligente de ser, é crendo naquilo que Ele lhe propõe. Crer, chegando até Ele e expondo o que está dentro de si, como expôs através do seu comentário. Fale das suas necessidades, fraquezas, erros…

E por aqui dá para entender Suzane, que a sua dor não se refere ao exterior, procurando a mudança das pessoas à sua volta. Mas você está a ver o seu interior, a si própria e quer ser justa para Deus, oferecer-Lhe uma oferta aceitável e não cega, não com defeito, mas uma oferta da qual Ele seja digno e que O honre com a sua própria vida. E é isso que tem sentido, essa é a sua dor… que a sua oferta não tem sido aceitável, porque se vê injusta. Mas é desta forma… não há outro jeito de chegarmos a Deus. Não chegamos sãs ou curadas, mas cheias de erros, falhas, pecados e injustas. E quando nos propomos a odiar, a sentir dor na própria alma pela injustiça que Lhe temos oferecido, então de facto e de verdade existe na nossa oração lágrimas e palavras racionais que expressam o que está dentro de nós. E é aqui que diria que há entrega! É aqui que expõe tudo o que há dentro de si e o que tem visto de injusto. E não pelas acusações do diabo, mas pela promessa que o Senhor Jesus lhe deu: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” (Mt.11:28)

“Estou aqui Jesus, eu quero esta água da vida; não quero mais ser esta pessoa, odeio apresentar-me desta forma, não apenas pela minha reputação, mas porque quero ser uma oferta verdadeira…”. Quando expressa isto, do fundo da sua alma, com sinceridade, amiga internauta, é neste momento que o Espírito Santo vem sobre si.

Suzane, vejo no seu comentário algo lindo! Jesus a vê linda desta forma, e está de braços abertos para si. Agora exponha isso, de acordo com a crença que tem… E ainda que o faça com lágrimas nos olhos, no entanto, sem pena ou fazendo-se de vítima. Porque acima não se apresentou assim, mas reconhecendo o seu estado, assumindo a sua condição. Então fale e assuma a sua condição diante de Deus. Procure um lugar para expor tudo o que está dentro de si, sem receio ou medo e verá o resultado.

E é a isto que me refiro quando falo acerca do que é ter sede da água da vida. É esta água que Jesus lhe quer dar. Ele não quer que você seja um problema, carregue as decepções do passado ou manipule a sua forma de ser. Ele não quer que aquilo que aconteceu na sua infância dite as normas para o seu futuro, mas que através da Sua Palavra, traga à existência aquilo que nunca existiu na sua vida.

E quando existe essa dor, o grito, é porque é chegado o momento! Porque você mesma, Suzane, tocou na sua própria ferida, através da revelação do Espírito Santo. Pode ter a certeza que está no caminho certo… que O vai encontrar, e ainda neste Jejum! Se é que já não O encontrou, pois estamos no 6ºDia e o seu comentário foi feito no 3ºDia do Jejum.

Suzane, corra para o abraço!

Quem gemeu e pecou muito, amou muito. Foi assim que amei Jesus, quando me vi cheia de pecados. Por isso é que eu largo os meus sonhos e desejos e me submeto à Sua vontade. Porque eu sei que o que Ele me deu e tem dado, é vida, e não apenas para mim, mas para quem está ao meu redor… Eu não entrego decepções do passado, pelo contrário, eu dou o que o Senhor Jesus gerou dentro de mim pois Ele fez tudo novo no meu interior.

Amiga internauta, talvez você não entendesse o que era “sede” e como se deveria achegar a Deus, e aqui está um facto verídico para que entenda como se entregar.

Como vê a Suzane? Olha para ela de uma forma crítica ou linda?

Eu a vejo linda, pois ela foi transparente e quer algo justo!

Eu louvo e agradeço a Deus pois tenho a certeza que é o trabalho exclusivamente do Espírito Santo na vida dela. Ele já começou!

E você, amiga internauta, pergunta: “Mas como? É tão doloroso assim?” Sim, é doloroso nos enxergarmos, mas não se sinta acusada, amiga Suzane, mas amada, porque Ele fê-la ver e reconhecer, para resolver o que não resolveu até ao momento. A partir do instante em que expõe a sua vida para Ele e fala das suas fraquezas, Ele lhe traz força, e não apenas isso, mas o selo do Espírito Santo! Porque uma vez recebendo o batismo, recebemos força para resolver todos os erros e fraquezas que encontramos na nossa vida. Este é o poder que a Bíblia refere: “Recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo…”. Não se sinta envergonhada, mas privilegiada!

Você vai entender isso quando o Espírito Santo lhe tocar, porque O amará muito, como eu tenho amado. E não apenas isso, mas vai jorrar essa água viva para as pessoas que estão ao seu redor.

Um grande abraço e estaremos de volta aqui amanhã.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

160 Comments

  1. Dn.Viviane, me ajude. Nao sei o que e mais forte em mim: A dor ou a vergonha. A senhora disse que nao podemos nos chegar a Deus nos acusando. Mas e muito horrivel ver o que tenho visto. E muito horrivel.
    Porque cheguei a conclusao que sou tao pequena, tao nada, tao como uma farpa. Isso mesmo, uma farma que alem de ser tao pequena ainda pode causar tantos problemas e dor quando entra no dedo de alguem.
    Eu cresci sendo elogiada pelos meus pais de como eu era inteligente e brilhante. Mesmo assim a partir da adolescencia cresci me sentindo rejeitada por minha mae. Mesmo assim, ja que eu era tao inteligente e poderosa eu tinha a certeza de que eu podia tudo. Qd me converti eu cheguei a achar que fosse imortal porque agora eu tinha Deus que podia fazer o impossivel ppra mim. Que nojo. Eu sempre fui procurada pra conselhos, sempre fui tida como sabia. Mas isso tudo era para as pessoas. E nao para o meu Deus. So agora apos de 15 que me tornei Universal em 04/2015 como membro e que tive meu encontro com Deus. Fui batizada com o Espirito Santo na minha primeira campanha de Israel. Recebi o selo do Espirito Santo no meu primeiro Jejum de Daniel. Tenho vivido o meu primeiro amor de uma forma unica. Tenho andado nas nuvens pelo tamanho do amor do nosso Deus e quero desesperadamente viver pra Ele e servi-lo. E ai me lancei de cabeca no meu segundo Jejum. Tentei ouvir todos os audos do seu blog (3 Jejuns todos juntos) mais o do Bispo…. E o problema e que quando comecei a meditar o resultado foi que agora estou no sexto dia do primeiro Jejum aqui do blog. E a cada audio, descubro coisas tao basicas e tao horriveis. Que eu tenho que mudar. Mas que eu penso que vou levar anos pra chegar perto do meu Deus e poder ser uma oferta agradavel a Ele e conhece-lo intimamente e ser usada por Ele. E como se eu fosse uma esposa incompetente, que na verdade sou. No primeiro audio Deus mostrou que nao posso fazer as coisas do meu jeito. O problema nao e o poder e o querer e claro. Mas ate ai tudo bem, todos sabemos que precisamos persistir quando queremos algo, que precisamos abrir mao….Na teoria e lindo mas na pratica a coisa muda totalmente de figura. E apesar de ser reconhecida como uma pessoa determinada, sei que nao sou persistente nem pra mim e muito menos pra Deus. No segundo audio, Deus mostrou que eu me escondia atraz de minha “santidade” e que me refugio nele pra evitar confrontar meus proprios compromissos, qd sou a primeira a cobrar dos outros. Que esse legalismo era o que estava me afastando dele. No terceiro e quarto audios o Senhor me mostrou que minhas vontades eram meu Deus! Dn. VIviane, nunca pude ser tao perdida, tao miseravel. Como pude me atarver a dizer que queria fzr a vontade de Deus do meu jeito?! De acordo com minha vontade?! No quinto audio descobri que nunca havia falado a Deus da minha preguica, comodismo e indisposicao p fzr acontecer pq sempre esperei ser servida e ter minha sede e minhas vontades saciadas por outros. Nunca vi tamanha cegueira e burrice! Pra que tanta inteligencia se eu mesma me sabotei com minha propria injustica? E agora no sexto audio, estou desesperada, porque como posso mudar tanto e tantas coisas pro meu Deus? Eu estou com raiva de toda essa sujeira, mas preciso de uma paciencia sobrenatural pra aceitar o tempo de Deus. Nao porque eu nao queira mas porque nunca soube esperar. NAo quero que a noite venha nenhum dia porque nao posso me dar o luxo de dormir, preciso consertar tudo, preciso aprender, preciso mudar, preciso do meu Deus, preciso de um MILAGRE! Por fvr me ajude. E muita coisa que tenho que mudar e nao sei como posso fazer isso sozinha. E como se estivesse numa prisao perpetua. Setenciada a caminha em camera lenta pra pagar pelo meu passado. Tenho medo de errar, tenho medo de falar demais, tenho medo de fazer qualquer coisa do passado de novo, sem querer ou sem perceber. Por fvr me ajude. Obrigada. Deus a abencoe muito em nome de Jesus.

    Ver mais
1 25 26 27