63º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 29
  • Mar
  • 2017

63º Dia | Ser O Testemunho

  • 29
  • Mar
  • 2017

29 de Março | Quarta | João 16:15-20

 

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas, é um prazer estarmos juntos nesta meditação, de segunda a sexta-feira. Até faria nos restantes dias, mas normalmente os internautas param de escutar aos sábados e domingos.

Acompanhe comigo no livro de João 16:15-20

“Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.

Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; porquanto vou para o Pai.

Então alguns dos seus discípulos disseram uns aos outros: Que é isto que nos diz? Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; e: Porquanto vou para o Pai?

Diziam, pois: Que quer dizer isto: Um pouco? Não sabemos o que diz.

Conheceu, pois, Jesus que o queriam interrogar, e disse-lhes: Indagais entre vós acerca disto que disse: Um pouco, e não me vereis, e outra vez um pouco, e ver-me-eis?

Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.”

Vamos falar passo a passo, porque quando lemos e não meditamos, ficamos meio confusos.

“Tudo quanto o Pai tem é meu…”

Se tudo quanto Deus tem é do Senhor Jesus, você acha que Ele precisa buscar alguma coisa? Então não há necessidade de buscar glória para Si, porque a glória do Pai reflete Nele.

Interessante… muitas pessoas estão ouvindo agora e buscam a glória deste mundo, procuram uma aceitação, uma segurança, uma afirmação; no fundo, procuram essa glória. Por vezes, têm até fama, trabalham e têm a empresa dos seus sonhos, podem até fazer a obra de Deus e acham que ajudam muitas pessoas, que lhes agradecem, tomando para si, aquela glória.

Veja que o Senhor Jesus não tomava a glória para Si, pois Ele, em todo o Evangelho, não forçava nada a ninguém. Ele era o único filho de Deus, naquela época, e não morava como rei, não se vestia como rei, não era sacerdote e nem morava no templo, ou seja, Ele não fez questão de nada!

Lembrei-me agora que quando Jesus foi glorificado, Ele estava em cima de um jumento… Repare só: O filho de Deus, dono de todo o ouro, toda a prata, poderia ter melhores condições; Ele poderia ter um cavalo para Si, mas Ele fez como estava escrito na profecia, e não buscou a glória para Si.

Tudo o que existe do lado de fora, se passa a ter valor para a pessoa, espiritualmente falando, é porque ela não entende as coisas de Deus; não busca as coisas de Deus.

“…por isso vos disse que há de receber do que é meu…”

A mesma coisa que acontece com o Senhor Jesus, acontece também com os que são Dele. Tudo quanto Jesus tem, nós recebemos, mas nós, que exercemos e vivemos a fé viva deste relacionamento, o qual trabalha no nosso íntimo, na nossa maneira de ser, de agir e viver, e não que vive apenas de conquistas.

Agora você pode imaginar: O que significa receber o que é Dele?

A Paz em meio a problemas, a segurança diante dos problemas que querem nos atormentar, a certeza da resposta, a fé que nos impulsiona a vencer as nossas dificuldades.

Se eu tenho o que vem de Deus, eu não preciso da minha amiga, do meu chefe de trabalho, para ficar me sentindo segura em relação ao dia de amanhã, porque, por exemplo, aqueles que servem a Deus no Altar, não têm segurança no amanhã.
Falando, por exemplo, dos pastores que são da Igreja Universal: O pastor não tem casa própria, futuro promissor como o mundo oferece, porque aquilo que é da herança de Deus, é o que vem de dentro da pessoa. As necessidades pessoais, o nosso futuro, está nas mãos de Deus.

Se eu recebo o que é Dele, eu posso ser, ao mesmo tempo, uma pessoa insegura?

Eu até posso sentir insegurança, medo, mas eu não vivo pela insegurança ou medo; eu “corto” e enfrento! E se eu recebo o que é do Pai, Ele me dá forças para ultrapassar.

“…vo-lo há de anunciar.”

O próprio Senhor Jesus, o Espírito Santo, vai anunciar o que Ele fez em nós e que pertence a Ele; que não pertence a nós mesmos, porque a obra foi e é Dele.

Há muitas pessoas me ouvindo agora, que, por vezes, querem se assegurar… até dão testemunho para mostrar uma afirmação da sua fé. E note! Não é agora para você ficar calada nos seus testemunhos, mas há aqueles que têm intenções de mostrar a sua fé com o testemunho, para dizerem que são de Deus… mas quando é obra de Deus, mostra-se por si mesma aos seus familiares e a quem a rodeia.

“Um pouco, e não me vereis;…”

Porquê? Jesus iria para o calvário, seria sacrificado e morto, e os discípulos iriam testemunhar isso e ficariam tristes.

E isso acontece quando estamos enfrentando algum problema, nos sentindo sozinhos, mas, na realidade, é nessas horas que temos que exercitar a crença no Senhor Jesus. Ele está falando aqui, principalmente para as pessoas que não são batizadas com o Espirito Santo.

Porém, saiba você, que é batizada com o Espirito Santo, que às vezes você se isenta da Palavra de Deus, porque acha que essa Palavra não é para si. No entanto, se você reparar quantas inseguranças, invejas, egoísmos, você vinha nutrindo há tanto tempo, e que não pertencem a Deus; e você, que reconhece que sofreu por conta desse pecado… e aí? Você que é batizada com o Espirito Santo, não estava recebendo o que é Dele? Então porque é que você passou, e tem passado, por isso? Porque é que viveu insegura, sentiu medo, é tímida, sendo egoísta ou com maus olhos, por tanto tempo? Porquê?

Porque na realidade, o Espírito Santo está refém do seu espírito; é você que opta por viver obedecendo à voz Dele, ou não, e com certeza Ele fala com você através de sinais, com a voz branda Dele, ou através de pessoas, palavras, etc. Mas se você não estiver sensível, você não vai escutar.
Pela quantidade de coisas que passam pela sua cabeça, por tudo aquilo que tem que fazer na sua vida, você não O ouve!

Então, tem que entender a necessidade que você tem do Espírito Santo, porque essa necessidade é o primeiro amor. O meu primeiro amor me fazia ficar sensível à voz de Deus, me fazia sentir dor pelos meus erros; já quando se perde o primeiro amor, a pessoa perde o temor e diz para si mesma: “Todo o mundo erra, ninguém é perfeito…”, e vai relevando os seus erros, como se fosse algo natural.

A presença de Jesus revelava muitas coisas: Segurança, direção, fé, amor, paz, sabedoria, etc., e o fato de Ele se ausentar, não permitia que os discípulos vissem tudo isso.

“… e outra vez um pouco, e ver-me-eis; …”

Como é que eu vou ver Jesus?

Eu vou ver Jesus agindo no meu íntimo.

Por exemplo, quando Jesus Se ausentou e os discípulos morreram de medo, trancaram a porta, e antes Jesus dava aquela força, aquela direção, e agora eles se sentiam desprotegidos, então ali era uma oportunidade deles repararem que o Senhor Jesus estava apenas no lado de fora, mas não dentro de cada um deles. Foi também por isso que Jesus teve que Se ausentar, para que eles pudessem entender a necessidade de ter Jesus dentro de si.

Imagine você, minha amiga internauta: Está meditando na Bíblia, começa a ter momentos com Deus, tem mudado e Deus está começando a transformar você por dentro, mas vai chegar uma hora em que vão acabar estes 100 dias…
E você se pergunta: “E agora? Como é que vai ser?”

Isso acontece justamente para que entenda a sua necessidade de ter o Espírito Santo, e não comer mais na minha mão. É verdade!

Não é para você ficar na minha mão, mas para desenvolver a sua fé e passar a viver a obra de Deus dentro de si, caminhando sozinha Mas você tem que ter essa necessidade Dele! Talvez tenha agora essa necessidade, porque eu fico falando com você, lembrando-a dessa necessidade, jogando água como numa planta, e você: “Uau, uau…”, e aí fica recebendo da minha mão, mas você tem que ir sozinha.

Imagine que você esteja em África, num lugar sem internet, sem poder ouvir o audio… E aí? Como você vai ficar?

Jesus Se ausentou dos discípulos para eles entenderem o que teria que ser feito, e nós estamos aqui acompanhando com vocês a meditação, para que você entenda que a Palavra de Deus não é teoria, mas é vida! E se você está lendo a Palavra de Deus como teoria, é porque não está se interessando como deveria, porque quando estamos interessados vamos em busca, peguntamos e cobramos de Deus, e mesmo que agora não entenda, mas lá na frente vai entender, porque o Espírito Santo é que mostra.

Então, minha amiga internauta, você tem que ter essa necessidade, mas às vezes você precisa de um problema ou de alguém falando para você o que precisa fazer. E o Espírito Santo que está em você?! Onde está o Espírito Santo? O que é isso? Será que o Espírito Santo é só na igreja, e só de vez em quando?! Será que o Espírito Santo não é para você ter, e receber, o que Jesus recebeu?

Veja, minha amiga internauta, veja os testemunhos da ação do Espírito de Deus.

Eu quero que você entenda que a sua meditação pode ser super interessante, mas você tem que raciocinar! Pense, leia, releia, se pergunte, esteja atenta a si mesma, vá no dicionário, se interesse em descobrir por si mesma, ter experiências pessoais, vá atrás das oportunidades, então vai ver Jesus em si, mas há que ter essa necessidade.

Certamente, no final dos 100 dias, vamos ter outras atividades no blog, e você é minha convidada, mas eu gostaria que você começasse a ir sozinha, e não ficasse na minha dependência.
O Espírito Santo está em você, então traga outra pessoa para ouvir o audio desde o início, acompanhe pessoas, traga para perto, crie um grupinho para meditarem juntas; primeiro meditem juntas, depois podem ouvir o audio ou partilharem também as suas meditações. Não fique esperando, minha amiga internauta… Não espere!

“…porquanto vou para o Pai.”

Em outras palavras: “Eu vim para me sacrificar, ensinar vocês, mas agora vocês têm que correr atrás de Mim; nada e ninguém tirava o meu foco de agradar e servir ao meu Pai!”
Jesus mostrou isso para os discípulos, e o que você viu vai ser lembrado pelo Espirito Santo. Você agora tem que fazer isso também: Buscar, ter foco e servir ao Pai.

“Então alguns dos seus discípulos disseram uns aos outros: Que é isto que nos diz? Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; e: Porquanto vou para o Pai?

Diziam, pois: Que quer dizer isto: Um pouco? Não sabemos o que diz.”

Os discípulos não entendiam… Se você não entende alguma coisa, pergunte. Pode perguntar! Quer dizer, eles tinham comunicação com o Senhor Jesus porque estavam ali, comiam, andavam com Jesus, etc. Hoje em dia, você está tocando em Jesus, está tendo experiências com Jesus, mas precisa agora desenvolver o seu relacionamento com Ele, independentemente de ter alguém com você ou não.

Assim devemos ser nós em relação às coisas que não entendemos: Devemos perguntar a Deus, e Ele responde, se também insistirmos em querer a resposta.

Muitas vezes até oramos a Deus, mas depois desistimos, porque, na verdade, não temos interesse, porque se tivéssemos, seríamos “chatinhas”, igual àquela viúva do juiz iníquo, que insistiu até ter resposta.

“Conheceu, pois, Jesus que o queriam interrogar, e disse-lhes: Indagais entre vós acerca disto que disse: Um pouco, e não me vereis, e outra vez um pouco, e ver-me-eis?”

Jesus conhece as nossas indagações, mas Ele não responde enquanto eu não pergunto; eu devo participar de tudo o que acontece comigo! Pode falar com Ele, minha amiga, pois é como se Ele estivesse diante de si… Assim, deve trata-Lo como alguém que você conhece e crê, sendo espontânea em falar o que se passa consigo, de forma sincera e sendo você mesma. E quando somos sinceras, somos verdadeiras e não queremos bajular a Deus. Devemos participar-Lhe tudo, especialmente as questões da nossa alma.

“Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.”

Eu tenho que ofertar a Deus algo nas minhas mãos. Eu não posso pedir a Deus “mundos e fundos”, sem ter algo nas minhas mãos para oferecer. Há coisas que Ele me ensina a fazer e praticar, que não estão na minha natureza, e às vezes eu preciso expor isso para Deus: A minha dificuldade. E pode ser que eu chore, minha amiga internauta! O chorar não é fraqueza, mas significa que me estou a derramar, desde que não seja chorar de emoção.

Como assim?

Quando você chora na emoção, você olha apenas para o problema e não olha para a Palavra de Deus, para a promessa.

E quando vivemos momentos difíceis, sofremos, muitas vezes, porque tomamos decisões erradas, e lamentaremos com os nossos erros.

Eu não fico indiferente diante das minhas fraquezas e da Palavra de Deus. Eu não posso aceitar viver assim, pois o meu Deus é um Deus vivo! Então, como é que eu vou aceitar coisas ridículas dentro de mim?! Como é que eu posso aceitar não ter nada para falar com Deus?

Minha amiga, quando eu defendo a minha fé, eu tenho muito para falar diante de Deus; eu sou original! Não tenho que ficar aceitando os meus erros e apenas dizer que “confio”, mas tenho que exercitar a fé para confiar Nele, e a fé não é uma religião ou ficar falando e dando desculpas para os meus erros… Isso não é viver a fé!

“…e o mundo se alegrará…”

Não se engane, porque aqueles que estão no “mundo” vão-se alegrar porque não têm uma crença, uma disciplina e não são convencidos do pecado. Ficam disfarçando com as coisas do lado de fora.

“…e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.”

A minha tristeza é porque eu quero apresentar o melhor para Deus, me entristeço com as minhas reações erradas, e Ele diz que essa tristeza se converterá em alegria.

É aquela tristeza que o Bispo Macedo estava a falar há esses dias atrás: A tristeza que vem de Deus! E não é por acaso que ouvimos isso.

Minha amiga, pense nisso…

Um grande abraço e até amanhã.

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

7 Comments

  1. Buen día Doña Viviane todos los días estoy aquí buscando meditar y oyendo los audios, me tiene ayudado mucho sabe. Más necesito saber cómo ejercitar la fe inteligente para transformar mi interior, tengo cambiado mucho más todavía hay algo en mi interior que no logró ver y arrancar, me ayuda

    Ver mais
1 2