61º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 27
  • Mar
  • 2017

61º Dia | Ser O Testemunho

  • 27
  • Mar
  • 2017

27 de Março | Segunda | João 16.8-11

E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
Do pecado, porque não crêem em mim;
Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;
E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas, é um prazer estarmos juntos.

Hoje nós vamos ler João 16:8-11

“E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.

Do pecado, porque não crêem em mim;

Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;

E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.”

Minha amiga internauta, estes versículos são a continuação do que lemos na sexta feira, e estão falando sobre o Espírito Santo.

Veja que o Espírito Santo vem para nos convencer do pecado; Ele não só nos capacita, dá-nos o poder, mas nos convence dos nossos próprios erros e pecados… Ele é um Auxiliar!

Vou contar um pouquinho da minha experiência: Quando eu recebi o Espírito Santo, eu me senti invencível e pensava comigo mesma: “Não há nada impossível! Qualquer provação, qualquer problema, eu vou tirar ‘de letra’…”, eu pensava, só que ao caminhar na fé, eu descobri que tinha muitos erros a serem trabalhados em mim.

E quando recebemos o Espírito Santo, não recebemos Espírito de “anjo”, pois continuamos sendo um ser humano sujeito a falhas, mas com o Espírito Dele, que é de humildade, submissão, obediência, etc. Mas Ele nos forneceu algo quando recebemos o Espirito Santo: PODER.

E para que serve este poder?
Poder apenas para curar, profetizar, etc.?

Para mim o maior poder que o Espírito Santo opera em mim, é o de me convencer dos meus erros.

Ele me guia, me dá direção, me orienta e mostra o que está errado, me auxiliando, mas Ele está sujeito ao meu espirito, ou seja, eu é que faço a escolha.

Em outras palavras, se eu quiser daqui para a frente optar por viver de forma carnal, praticar coisas que não exercitam a minha fé, fazer coisas erradas, o Espírito Santo não me vai impedir, porque Ele não me obriga a nada, mas dá-me o livre arbítrio e respeita a minha decisão.

E aí entra a dificuldade, porque como Ele não obriga, então há manias e erros que eu vou ter que reparar e descobrir, para que então Ele possa fazer a obra em mim.

Eu até acho que já falei aqui no blog que eu pensava que fazia a Obra de Deus, mas me equivoquei! Para quem verdadeiramente faz a obra de Deus, em primeiro lugar, Deus faz a obra no seu interior, convencendo a pessoa do pecado.

Por exemplo, imagine que eu fosse um anjo aqui na terra, sem falhas, sem erros… Para que é que eu ía precisar de um Salvador? Mas, porque eu tenho os meus erros e as minhas fraquezas, eu preciso depender Dele, eu preciso de um Salvador, de um Auxiliador, o Espírito Santo.

E só através do Espirito Santo é que somos convencidos dos nossos erros.

Então você, que tem visto as suas debilidades, as suas fraquezas, os seus erros, os seus pecados, que machucam, na realidade há alguém – o Espírito Santo – que os está mostrando para você… e Ele não mostra para “todo o mundo”, pois, se fosse assim, a Igreja seria uma maravilha, o mundo aceitaria Jesus com facilidade, mas Ele apenas convence a pessoa que está inclinada e sensível à voz de Deus.

E se eu tenho o Espírito Santo e não estou sensível à voz de Deus, eu não vou reparar os meus erros e nem tão pouco vou ser convencida pelo Espírito Santo. Porquê? Porque eu não estou aliada a Deus, estou aliada ao meu jeito, à minha vontade.

Por isso é que Jesus fala sempre na Bíblia: “Vinde a mim…”; Ele sempre nos convida a irmos até Ele, e não o contrário, para que nós tenhamos esse livre arbítrio, tenhamos a escolha de O seguir ou não.

“E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.”

Só Ele me vai convencer do pecado, porque eu e você não somos anjos, nem perfeitos, e se nós não somos anjos, então temos muita coisa para desenvolver e exercitar a fé.

Mas como é que eu vou ouvir a voz de Deus? Eu só vou ouvir se eu reconheço a minha necessidade Dele.

“Do pecado, porque não crêem em mim;”

Em outras palavras, as pessoas que não são convencidas pelo Espírito Santo do seu erro, é porque não crêem Nele.

Veja que situação…

Eu nunca imaginei que a falta Dele me convencer dos meus erros, é uma falta da minha crença para com Deus.

Porque se eu não sou perfeita e não há em mim necessidade ou inclinação para as coisas de Deus, então é claro que Ele não vai me convencer, porque eu não dou a chance.

Veja como é importante vigiar e estar sensível à voz de Deus.

“Viviane, mas como é que eu vou ser sensível à voz de Deus?”

Quando você começar a reparar em você mesma, como ora, como vai para a igreja, como reage, etc.

E às vezes você vai ter pessoas ao seu lado que não lhe vão dizer nada, mas por você estar sensível à voz do Espírito Santo, Ele mesmo vai falar!

Você não vai ser sensível, reparando os outros.

E porque você quer agradar a Deus, isso a faz estar atenta o tempo todo a si mesma.

Porque se eu acho que sou perfeita; que já eu sou batizada com o Espírito Santo e não preciso de mais nada; que só preciso de ajudar as pessoas, etc., então o Espírito Santo não pode trabalhar na minha vida.

E aí está a razão porque muitas pessoas estão na igreja há tanto tempo, mas velhas e acomodadas! Porque vivem do passado, da altura em que receberam o Espírito Santo, mas as suas vidas, hoje, estão paradas, e isso não é glorificar a Deus, minha amiga.

Você não glorifica a Deus pelo que viveu quando recebeu o Espírito Santo, mas você O glorifica no dia de HOJE, agora, quando ouve e obedece à voz de Deus e dependendo daquilo que faz com o Espírito Santo que você tem!

Será que você tem sido sensível à voz de Deus?
Será que Ele a tem convencido dos seus erros?
Será que você realmente quer agradar a Deus ou tem sido religiosa? Dizendo que quer servir, honrar, mas as suas palavras e as suas atitudes não coincidem, quer dizer, você fala de uma coisa religiosa, uma fé emotiva e não uma fé real, porque se é a fé real, você cobra de si mesma e os resultados da sua fé são visíveis.

Minha amiga internauta, Deus não é brincadeira não… eu não tenho que ficar esperando Deus fazer o que eu tenho que fazer, pois eu é que tenho que ir até Ele, e eu vou até Ele porque eu preciso, não porque sou boazinha ou porque tenho 27 anos de igreja, porque sou esposa do bispo, etc. Eu vou até Deus porque eu vejo a minha necessidade!

“…porque não crêem em mim;”

É muito forte, porque quando você é convencida pelo Espírito Santo, você muda.

Eu já falei aqui de coisas a meu respeito, que descobri, e com certeza ainda vou descobrir, porque não sou perfeita, mas aí entra a minha necessidade, o meu compromisso com Deus, quando eu tenho esse compromisso, então eu exijo um avançar na fé, no meu relacionamento com Deus.

“Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;”

Quando o Espírito Santo não está tendo acesso a mim, eu vou ser injusta, porque o pecado é injusto, e este me faz ser injusta, me leva a achar que estou bem o suficiente; a ter maus olhos, a julgar, achar que está tudo bem, que não preciso vigiar, atentar para as minhas palavras e ao que eu faço, se eu não sou convencida pelo Espírito Santo, com certeza vou cometer injustiças.

Teve vezes que foi difícil para mim ouvir a voz do Espírito Santo e ser convencida do meu pecado, eu tive que chorar, buscar, me esforçar, insistir para o que Espírito Santo me falasse; isso me mostrou que eu tenho que me importar, porque quando nos interessamos pelas coisas de Deus insistimos, porque não é uma mágica, eu tenho que fazer a minha parte e perseverar na transformação.

O “juízo” refere-se a uma pessoa madura, que sabe julgar a si própria. Quando eu permito que o Espírito Santo faça a obra em mim, eu não vivo do que aconteceu apenas no passado, mas tenho experiências e descobertas todos os anos, sempre; se eu tenho esse juízo eu uso a fé inteligente, eu sei julgar a mim mesma e estou atenta às minhas reações.

Minha amiga internauta, eu espero que você aproveite bem o que ouviu hoje, porque o Espírito Santo está refém do seu espírito.

“E eu, que não tenho o Espírito Santo?”

A mesma coisa.

Se o Espírito Santo está sobre você, Ele vai mostrando os seus erros, para que então venha a se entregar por inteiro.

E sabe que quando descobrimos os nossos erros é tão bom… Torna-nos sensíveis, humildes e mais próximas Dele, mas quando não, você se torna resistente.

E você pode ver se está ou não usando a fé inteligente.

Um grande abraço e até amanhã.

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

16 Comments

  1. Bom Dia
    Muito forte, nós que temos a necessidade do Espírito Santo, não Ele da gente, porque falhos, pecadores, e errantes somos nós, e precisamos do auxilio do Espírito Santo para mudar.

    Ver mais
  2. Ter o Espírito Santo é fundamental. Sem Ele não dá para viver aqui nessa terra, sem Ele não podemos saber se estamos agrada do ao Pai. Nem sei o que seria de mim sem o Espírito Santo.
    Obrigada dona Vivi por permitir que o Espírito Santo te use para nos ajudar. Um forte abraço

    Ver mais
  3. Olá Dona Viviane,

    Como é importante o Espírito Santo guiar a minha vida, tenho muitas coisas para mudar, como a Sra. disse não sou um anjo, mas também não vou impedir do Espírito Santo agir na minha vida. Já vivi por muito tempo sem Ele que consequentemente sofri muito.

    Bjinhos 🙂

    Ver mais
  4. Bom dia D. Vivi,
    o meu toke do despertador é uma oração que fez neste propósito de ser o testemunho.
    Acordo logo e consigo, é muito doce.

    Ver mais
1 2 3