52º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 14
  • Mar
  • 2017

52º Dia | Ser O Testemunho

  • 14
  • Mar
  • 2017

14 de Março | Terça | João 15.9-11

Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor.
Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.
Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas, é um prazer estarmos juntos.

Acompanhe comigo em João 15:9-11

“Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor.

Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo.”

Bom, nós temos meditado já faz 52 dias, e Deus tem falado tanta coisas, e uma das coisas que Ele frisa bastante, é “Guardar”.

” Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; …”

O amor Dele é incondicional, não depende de esperar por você mudar, Ele age independente das nossas ações.

E pode perceber, durante estes dias, que muitas coisas você antes não entendia; estava agindo de forma errada ou até mesmo cobrando respostas de Deus, quando não havia nem resposta em si mesma, e era como se Deus fosse mudo, mas quando você começou a observar, a dar importância à Sua Palavra, começou a descobrir como Deus pensa.

Você está lendo e está vendo Jesus como referência, nas atitudes e comportamento, em várias situações, tanto nos problemas como lidando com pessoas que não aceitavam, mas mesmo assim Ele continuava investindo nelas, como no caso de Judas, em que Jesus lavou os pés dos discípulos, incluindo os pés de Judas, antes mesmo deste O trair.

E você vê que Ele poderia falar e fazer com que Judas se sentisse mal, mas Ele não falou nada, Ele agiu, foi paciente, orientou, ensinou… Ele amou! E esse amor foi independente da resposta de Judas e dos demais discípulos e pessoas que O seguiam. Jesus não dependia da resposta deles, mas Ele seguia fazendo a Obra que o Pai lhe pediu, guardou e tem guardado o que o Seu Pai Lhe ensinou; e mesmo diante de todas as dificuldades, perseverou em guardar o que o Pai lhe ensinou, por isso Ele fala:

“Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor.”

A minha consciência está limpa, quando permaneço no verdadeiro Amor.

Porque vai ser difícil; você vai ser decepcionado, vai ser traído, mas mesmo assim, permaneça no Meu amor, porque o seu amor é egoísta, orgulhoso, invejoso, vaidoso, pensa do seu jeito e guarda os seus próprios pensamentos.

“Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.”

Nós estaremos vivendo hoje, amanhã e depois, mas nós vamos escolher: podemos estar aqui meditando na Palavra de Deus, nos alimentando, sentindo em paz, felizes, avivados, mas o que nos vai fazer permanecer, é guardarmos, e isso não é decorar apenas, porque até a forma de eu decorar o versículo é quando eu medito. Por exemplo, eu lembro de certos versículos porque teve momentos e situações na minha vida em que eu meditava neles, e na minha cabeça só tinha esses versículos. Não é porque eu sou “santa”, espiritual, que eu guardo os versículos, não! Foi sim porque eu considerei essa Palavra e a vivo.

E esse é um dos versículos que eu guardei.

Você está entendendo agora o que é guardar? Não é guardar o que estou sentindo, o que ouvi acerca de mim, o passado, não vou guardar o erro, o pecado de fulano ou ciclano, de ninguém, “eu vou guardar os Teus mandamentos, a Tua promessa”, o que eu tenho que fazer é obedecer.

Agora, o passado serve para que eu observe e aprenda, e não viver dele, até porque se você vive do seu passado, você vai ficar sentindo, nutrindo os seus sentimentos e não a fé.

A única coisa que nutre a fé é a Palavra de Deus.

Então não viva do passado, sentimentos, traumas, palavras negativas, ciúmes, invejas, vaidades, nada disso! Você tem que guardar, sim, a Palavra de Deus.

E se existe algo com que você se deve comparar, é com a Palavra de Deus; deve comparar a sua vida com a Palavra, pois isso é guardar, considerar, e respeita-la.

Eu guardo porque eu sei que a Palavra Dele é o melhor, e que os meus sentimentos são traiçoeiros.

Se eu não guardo os Seus mandamentos, eu vou permanecer no meu amor e não no amor de Deus.

E como é o meu amor?

Você já reparou no seu amor, quando por exemplo, você teve uma intriga com alguém que você amava, e esperava que essa pessoa reconhecesse o seu amor, e quando ela não reconheceu, você ficou chateada, triste, decepcionada?!

É um amor que depende da reação da outra pessoa, um amor egoísta, orgulhoso e que tem vergonha de olhar nos olhos da pessoa e pedir perdão.

Você vai conseguir investir, servir e dar a outra pessoa, se permanecer no amor de Deus.

“…do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.”

Se vocês recebem aqui o amor do meu Pai, é porque eu guardo os Seus mandamentos, e assim eu passo a amar como Jesus amou, eu passo a amar o verdadeiro Amor.

“Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo.”

Já reparou que o seu amor faz você triste, mas o amor de Deus lhe dá gozo, vem da sua alma, lhe trás paz, certeza, não a faz insegura ou dependente de terceiros para ser feliz; você faz o que precisa fazer por si ou pelo próximo, ou seja, faz o que a fé lhe ensina!

Tem gente que diz: “…estou fazendo pela fé…”, mas é do jeito dela. A fé tem que ser acompanhada de obediência.

Se for do meu jeito é uma fé emotiva.

Espero que você tenha entendido.

Repare em si! Será que você tem guardado coisas do passado? Quando você encontra com alguém, você não muda o seu semblante ou a sua atitude? Você não quer pagar com a mesma moeda? Será que você tem paciência, ou realmente olha para ela como alma?

Se você quer mudar, vai ser verdadeira em responder e ver em si mesma o que é real.

Um grande abraço para vocês e até amanhã.

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

20 Comments

  1. Bom dia dona Vivi.
    Muito forte, eu quando alguém me faz algo que me machuca, que me feri, além de orar abençoando a vida dela, eu pedir a Deus que tenha misericórdia da alma da pessoa, eu peço Meu Deus me ensinar amar essa pessoa com o Seu amor, porque com o meu vai ser difícil, eu não vou conseguir.
    Um beijo grande

    Ver mais
1 2 3 4