35º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 17
  • Fev
  • 2017

35º Dia | Ser O Testemunho

  • 17
  • Fev
  • 2017

17 de Fevereiro | Sexta | João 13.1-5

Ora, antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim.
E, acabada a ceia, tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse,
Jesus, sabendo que o Pai tinha depositado nas suas mãos todas as coisas, e que havia saído de Deus e ia para Deus,
Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se.
Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Bom dia a todos os internautas. É um prazer estarmos juntos aqui, meditando na Palavra de Deus.

Acompanhe comigo em João 13.1-5:

“Antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, e havendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.

Enquanto ceavam, tendo já o diabo posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, que o traísse,

Jesus, sabendo que o Pai lhe entregara tudo nas mãos, e que viera de Deus e para Deus voltava,

levantou-se da ceia, tirou o manto e, tomando uma toalha, cingiu-se.

Depois deitou água na bacia e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido. “

Jesus sabia que estava chegando a Sua hora de ir para o Pai, assim como nós sabemos que vai chegar a nossa hora de morrer, ou de Jesus vir buscar a Sua igreja. Vai chegar essa hora!

“…e havendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.”

Porque você sabe que não tem muito tempo, o que acha que faria com aqueles que estão próximos de si? Você faria o melhor!

Mas muitas pessoas que estão nos ouvindo agora, deixam de fazer o melhor e, ao invés, guardam mágoa, têm intrigas entre os que são próximos, problemas de relacionamento entre os que são irmãos da fé, dentro da igreja… não falam nada, mas os olhos já falam tudo, porque guardam raiva, um ressentimento, e isso não é se preparar para a vinda do Senhor Jesus.

Se você e eu temos consciência de que temos pouco tempo, e que Jesus esta à porta, então certamente estamos atentos aos mínimos detalhes.

“…e havendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.”

Você sabe que entre aqueles que estavam com Jesus, se encontrava Judas, o qual Jesus sabia que O trairia, e mesmo assim Ele o amou; olhou de uma forma igual para todos, transmitindo assim esse amor e cuidado.

Esse amor não é aquele amor que o mundo apresenta, de “lábia”, só da boca para fora, pois você não via Jesus dizendo aos discípulos como eles eram “o máximo”; não vê Jesus elogiando, mas vê Jesus servindo, ensinando, amando, cuidando, dando oportunidade e atenção para todos.

“Enquanto ceavam, tendo já o Diabo posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, que o traísse…”

Você acha que Jesus não sabia, desde o início, que Judas iria trai-Lo? Porém Jesus não olhou para ele de forma diferente; Ele não mudou com Judas, mas o serviu, assim como a todos os outros discípulos.

Essa conduta de Jesus fala muito e ensina-nos como devemos agir com as pessoas que estão à nossa volta.

Ontem eu estava conversando com uma amiga, e falava que nunca devemos ter esta em dívida com ninguém.

Jesus falou assim em Mateus 5.23-24:

“Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,

Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.”

Porque, na realidade, a nossa oferta a Deus vem acompanhada de como eu sou para com as demais pessoas, e se eu tenho uma dívida, esta pode significar algo que eu não fiz de forma justa a uma pessoa, e esta esteja entristecida comigo em virtude dessa falha minha… e mesmo que não seja por minha falha, eu devo reconciliar-me com a pessoa e pedir perdão, pois assim como o Senhor Jesus me perdoou, também tenho que ter o mesmo proceder para com as pessoas.

E muitas vezes, quando uma pessoa está chateada com a outra, isso acontece porque as duas ficam se fazendo de vítimas, ficando à espera da outra pessoa tomar atitude, de pedir perdão… uma espera pela outra.

Mas a fé não é assim. A fé não espera pela outra.

Imagine se eu morrer, se Jesus vier, ou se a outra pessoa for para longe de mim?! Não ficaria eu em dívida, e a minha consciência pesada pelo fato de eu estar com um problema com alguém? Claro que sim!

Por isso o exemplo de Jesus fala muito, ensina muito.

“Enquanto ceavam, tendo já o Diabo posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, que o traísse,…”

Eu tenho a certeza que, naquela ceia, Judas deve ter vivenciado alguma coisa dentro do seu íntimo, que lhe fez ter a certeza de que iria trair Jesus, porque ele já roubava na oferta, ou seja, já vinha fazendo o que era errado, mas ele ainda veio nutrindo alguma coisa no seu íntimo, que naquela ceia lhe fez tomar essa atitude, a decisão de trair a Jesus.

E é isso que acontece com muitas pessoas, especialmente com mulheres.

Acontece alguma coisa e, por causa dos maus olhos, a pessoa guarda no seu íntimo e vai nutrindo.

“…Jesus, sabendo que o Pai lhe entregara tudo nas mãos, e que viera de Deus e para Deus voltava,…”

Jesus sabia quem Ele era, e que o Pai tinha confiado tudo nas Suas mãos, e mesmo Jesus tendo toda a autoridade do Pai, mesmo assim não se vingou, não pagou ou discriminou a Judas, pelo contrário, Jesus tratou todos por igual, tanto é que nem os discípulos sabiam quem era o traidor, e da mesma forma nós devemos proceder com as pessoas, como Jesus as amou.

Não podemos estar em dívida com ninguém;

Não podemos permitir que maus olhos sejam nutridos dentro de nós;

Não nos podemos permitir ser um Judas, e nem que o diabo coloque “minhocas” na nossa cabeça, com as coisas que acontecem ao nosso redor;

Às vezes, alguém não a cumprimentou, não a considerou ou não fez o que você esperava, e você fica ali… dolorida, deixando o diabo nutrir esse sentimento, não orando, não amarrando, e assim você fica indiferente com essa pessoa, deixando assim a porta aberta para o diabo.

“…levantou-se da ceia, tirou o manto e, tomando uma toalha, cingiu-se.”

Jesus sabia da Sua autoridade, e que era filho de Deus, e mesmo assim Ele levantou-Se para quê? Para Se vingar? Não, Ele levantou-Se para servir!

É chegada a nossa hora, Jesus está voltando, e qual é o meu papel?
O meu papel é nada mais do que servir.

E essa comunhão entre Jesus e o Pai, e o exemplo de Jesus em sempre querer servir, fez e faz bem!

Todas as vezes que quer servir a si própria, você pode reparar como lhe faz mal, vêm os maus olhos, o egoísmo, o orgulho, etc., uma série de coisas ruins lhe sobrevêm.

Mas quando serve, você aproveita a oportunidade!

Eu vou compartilhar algo com vocês: Uma das coisas que aconteceu depois de eu ter enxergado o meu orgulho, foi um desejo ardente de servir; uma coisa totalmente diferente do que eu via como servir, mudou completamente no meu íntimo… Ninguém falou para mim, mas veio do meu interior esse desejo.

E isso eu vejo no meu Senhor Jesus, o tempo todo: Ele serviu!

“Depois deitou água na bacia e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.”

Em outras palavras, Jesus serviu.

Não foi o discípulo que foi colocar água na bacia, mas foi Jesus. Ele serviu, e não o fez por imposição, porque era filho de Deus ou porque Ele tinha que dar o exemplo, para todo o mundo ver.

Jesus fez isso porque restava pouco tempo, e Ele queria servir mais; Ele amou aquelas pessoas que estavam com Ele, inclusive os fariseus.
A forma séria que Ele falou com os fariseus, foi expressando esse amor, para os salvar e despertar.

Sabe, minha amiga, o amor verdadeiro não envolve sentimentos, mas envolve Verdade, entrega, sacrifício pessoal; não envolve “lábia”, glória para si mesma ou para o outro, mas olha para a alma da pessoa, e isso é o verdadeiro amor!

E o meu Senhor Jesus tem olhado para cada uma de nós, e Ele não ama o nosso erro, mas ama a nossa alma.

Ele odeia o erro, o pecado, mas Ele não veio para condena-la. Veio para falar a Verdade, para que mude de direção, se converta e possa ser livre e feliz.

Porque do jeito que antes éramos, não nos ajudou, mas quando passamos a obedecer a Ele, só nos faz bem.

Vou deixar esse momento para falar com Deus; se eu fosse você, aproveitava todo e qualquer momento oportuno para falar com Deus, porque Ele realmente nos ama e nos quer bem.

Um grande abraço para vocês e até segunda-feira.

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

34 Comments

  1. Oi Dona Vivi
    Muito edificante e tbm com o comportamento de Jesus nos alertar em servir sempre mesmo não vendo glória
    Como Jesus fez mesmo sabendo dá traição e vendo traidor teve compaixão e bons olhos não o condenou.
    É assim peço a Deus para ser quando necessário engolir meu orgulhos Contra minha vontade.

    Ver mais
  2. Bom Dia
    Essa palavra veio com uma faca de dois gumes, que me despertou, eu me vi olhando pro meu próprio umbigo, egoísta, preocupada com as minhas necessidades, me abri com Deus, falei tudo que estava aqui dentro de mim, e tomei um decisão, eu não vou me preocupar com as minhas necessidades, mais vou me preocupar com as necessidades das pessoas, servindo o meu Deus, fazendo a vontade do Pai.
    Deus abençoe, beijoss

    Ver mais
  3. Bom dia!
    Quando entendemos o significado do servir, mudamos totalmente a forma de pensar.
    Não me sinto escravizada, como antes, não fico esperando que alguém reconheça as coisas que faço.
    Preciso reparar mais como trato as pessoas, principalmente aquelas que um momento ou outro, fizeram algo que me chateou.
    Por mais que eu tenha pedido perdão, por mais que eu tenha perdoado, preciso ver se trato todos com amor, carinho, com dedicação.
    Deus abençoe. Um grande abraço.

    Ver mais
  4. Muito forte, Deus abençoe

    Ver mais
1 4 5 6