2º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 3
  • Jan
  • 2017

2º Dia | Ser O Testemunho

  • 3
  • Jan
  • 2017

3 de Janeiro | Terça | João 11.3-5

Mandaram-lhe, pois, suas irmãs dizer: Senhor, eis que está enfermo aquele que tu amas.
E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela.
Ora, Jesus amava a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas!!

Hoje estamos no segundo dia de SER O TESTEMUNHO. Acompanhe comigo a leitura do livro de João, capítulo 11, versículo 3:

“Mandaram-lhe, pois, suas irmãs dizer: ‘-SENHOR eis que está enfermo aquele que tu amas.’
(v. 4) E Jesus ouvindo isto disse: ‘-Esta enfermidade não é para a morte, mas para a glória de Deus, para que o filho de Deus seja glorificado por ela’. ”

Ora, Jesus amava a Marta, a sua irmã e a Lázaro.

Lembrando, ontem lemos como Maria era identificada. Agora vamos ver como Jesus reagiu diante da situação:

Quando o Senhor Jesus foi avisado que Lázaro estava enfermo, repare: “E Jesus ouvindo isto disse: ‘-Esta efermidade não é para a morte, mas para a glória de Deus, para que o filho de Deus seja glorificado por ela’. ” Veja como Deus vê o problema, Ele não o vê como algo que contribui para a sua destruição, mas como uma oportunidade de exercício de fé. Mas quando uma pessoa está diante de uma situação assim, difícil, ou de enfermidade, não reage assim… E eu sei, porque já passei também por uma situação difícil, de enfermidade. No ano de 2013, tive que usar a fé para ser curada, porque se assim não fosse, teria seguido mal durante o ano seguinte. Mas tive que descobrir como agir a minha fé.

Aparentemente, sabendo, conhecendo e falando de Deus, vendo as maravilhas do lado de fora das pessoas e as suas conquistas, normalmente você pensa que é algo natural. Mas quando enfrenta a situação, entende que não é assim tão natural. Tem que haver um exercício. Ou seja, aquele milagre que aconteceu na vida de outras pessoas que estão a dar testemunho, teve a participação da própria pessoa; houve uma decisão, uma fé activa por parte dela.

E o mesmo aconteceu quando Jesus escutou: “E Jesus ouvindo isto disse: ‘-Esta efermidade não é para a morte, mas para a glória de Deus, para que o filho de Deus seja glorificado por ela’. ”

Se você olha para os problemas, para as circunstâncias – o que é normal, porque somos seres humanos – vai sentir muitas coisas, tais como a dúvida, medo, receios, inseguranças, sendo até mesmo incapaz de enxergar que o milagre pode realmente acontecer na sua vida. Mas quando estamos na fé é outra coisa!

Repare, então, que nem sempre estamos com a nossa fé em “alta”, porque esta tem que ser “aquecida” e vivida. Temos que estar em espírito para estar na fé.

Normalmente, somos levadas pelas circunstâncias, distraimo-nos com os afazeres e responsabilidades que temos. E aí deixamos de estar tão atentas à nossa fé, deixando de viver no espirito, e nos entregamos a uma fé natural.
É mais fácil viver na fé natural, do que viver nessa fé, que vê num problema uma oportunidade de exercicio de fé.

Sabe minha amiga internauta, é muito fácil você ler a Bíblia e julgar: “Que bacana!” Mas traga isso para a sua realidade; repare em si mesma, na forma como lida com os seus problemas e como vê as situações, diante dessas adversidades.

Quando somos confrontadas, quando vivemos uma doença ou uma situação difícil, económica ou familiar, como normalmente ficamos? Ficamos tristes, fala-se o que não se deve; queremos fugir para não ver o que se está a vivenciar dentro de casa, ou ocupar-se com o trabalho, para evitar ter que regressar a casa. Tudo para fingir que esse problema não nos afeta. Mas, na verdade, a pessoa disfarça e não resolve. E aqui, nesta passagem, podemos ver que o Senhor Jesus estava definido. Veja as palavras d’Ele e veja como você tem falado, ou fala.

Eu lembro de quando estava enferma, fiquei quase um ano assim… veja que estive durante esse tempo todo doente, a fazer o tratamento direitinho, tomando umas vitaminas para o meu cansaço mental, como tinha sido orientado pelos médicos… mas depois desse ano, eu tive que pensar, após o meu pai me dar uma “bronca” e dizer: “- Para de reclamar!”

Quando estamos numa fé natural, necessitadas, até fazemos tudo certinho, tudo aquilo que é orientado, mas nao temos um resultado. Nem tudo o que é natural resolve o nosso problema. Justamente para que apelemos à nossa fé, olharmos para Deus, sermos humildes e exercitarmos a fé.

Assim eu tive que fazer! Parar de reclamar e começar a fazer o oposto daquilo que estava a fazer, vigiando a minha forma de falar.

Da mesma forma também quero chamar a sua atenção. Repare o seu jeito de falar diante dos problemas que enfrenta, veja o que normalmente fala, como é o seu proceder, a maneira como vê esse problema.

Porque a forma como vê e fala desse problema, vai refletir a fé que está agindo neste momento: se é uma fé natural ou uma fé inteligente, racional, Bíblica.

E isso só vai poder perceber quando medita.

Repare! Vimos como o Senhor Jesus agiu diante de um problema e quais foram as Suas palavras. Ele ouviu o negativo, mas Ele falou o positivo, e assim temos que fazer também.

Muitas pessoas falam assim: “Em nome de Jesus!” Como se tivessem a pedir socorro, isto é, como se não cressem o bastante quando exerceram a sua fé. Então, usam o nome do Senhor Jesus para combater a dúvida, que está enorme dentro de si. Não!!

Essa certeza, essa fé, essa indignacão, é uma definicão, uma decisão daquilo que cremos, que é o que vai prevalecer.

E hoje ficamos por aqui.

Participe com o seu comentário e fale sobre as suas vivências; relate alguma situação difícil que tem enfrentado na sua vida, e se não tem reparado nas suas palavras, na forma como tem reagido diante dessas tribulações… Repare nisso e comece a ter uma iniciativa certa, com a fé inteligente! Tome a decisão de olhar para as promessas de Deus e crer.

Um grande abraço e até amanhã!!

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

420 Comments

  1. Olá D. Viviane estou enfrentando um problema na minha saúde há quase dois anos, com 30 anos tive que colocar 2 próteses no fêmur, nesse período de recuperação descobri a qualidade de fé que eu tinha, a fé natural. Tenho ódio dessa fé por que mesmo dentro da Igreja há 13 anos venho só perdendo. Chega!!!

    Ver mais
  2. Me ajudou muito, eu estava precisando bastante dessa meditação, e eu tomo a decisão de olhar para as promessas de Deus e crer, e pronto não vou duvidar mais.

    Ver mais
  3. Dona Vivi, tomei hoje a decisão de não olhar para os problemas, mas sim, olhar para as promessas de Deus e crer, porque eu serei o testemunho!

    Ver mais
  4. Como a senhora disse nesse áudio as vezes falo em nome de Jesus para sanar a dúvida que esta em mim. Vou repara quem tem sido eu diante dos problemas e olhar para eles como uma forma de Glorificar a Deus .

    Ver mais
  5. Estou enfrentando situações e sempre me perguntando o motivo pelo qual não havia uma mudança, parecia que as coisas eram difíceis apenas pra mim e que eu tinha algum problema maior para não conquistar.
    De fato o problema está em mim, venho agindo sem tomar as decisões certas e com uma fé fria, a partir de hoje a minha decisão é não apenas a mudança das minhas atitudes como a mudança da minha fé, irei exercita-la não só colocando minhas dificuldades nas mãos do Senhor mas enfrentando-as e toda enfermidade que se encontra na minha vida será um grande testemunho.

    Ver mais
  6. Muito forte a meditação de hoje.
    Depois de meditar por algum tempo entende que muitas vezes agimos como Marta e Maria, elas mandaram avisar Jesus sobre a infermidade de Lázaro e me perguntei pq elas ou uma delas não foi a ao encontro de Jesus? Será que por medo de deixar Lázaro e ao retornar acha-lo morto? Assim muitas vezes fazemos. Temos medo e por estar alicerçada na fé natural vivemos aquele problema sem tomarmos uma atitude. E oque me chama atenção depois eh que Jesus diz que a infermidade não era para a morte! Mas pera aí Lázaro morreu! Olha que forte. Como Maria e Marta deve ter ficado quando o Lázaro morreu? E a fé delas então? A fé delas e a do povo que já sabiam do que Jesus falará deve ter morrido isso mesmo morrido. Mas oque aconteceu quando Jesus surge e resulcita Lázaro? A fé eh restaurada e eh reavivada junto com aquele milagre. Mesmo sabendo do poder de Deus Marta e Maria diante daquela situação estavam na fé natural. Tinha medo, com a morte de Lázaro devem ter tido dúvidas. Mas com tudo que aconteceu até mesmo o Lázaro além de ter sua vida de volta com certeza teve também uma fé restaurada pq oque eh uma infermidade diante da morte? Todos puderam ver a grandeza de Deus e sem sombra de dúvidas tiveram também a fé ressuscitada naquele dia. Muito forte. Não me resta dúvidas que preciso ter esta fé inteligente. Obrigada dona Viviane. Por Nus incentivar a meditar, eu por exemplo nunca havia feito antes.
    Um grande abraço.

    Ver mais
1 67 68 69