16º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 23
  • Jan
  • 2017

16º Dia | Ser O Testemunho

  • 23
  • Jan
  • 2017

23 de Janeiro | Segunda | João 11.53-57

Desde aquele dia, pois, consultavam-se para o matarem.
Jesus, pois, já não andava manifestamente entre os judeus, mas retirou-se dali para a terra junto do deserto, para uma cidade chamada Efraim; e ali ficou com os seus discípulos.
E estava próxima a páscoa dos judeus, e muitos daquela região subiram a Jerusalém antes da páscoa para se purificarem.
Buscavam, pois, a Jesus, e diziam uns aos outros, estando no templo: Que vos parece? Não virá à festa?
Ora, os principais dos sacerdotes e os fariseus tinham dado ordem para que, se alguém soubesse onde ele estava, o denunciasse, para o prenderem.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas, é um prazer estarmos juntos nessa fé.

Essa fé que arde dentro de nós!

Não é apenas para falar com vocês que tenho essa fé viva. A fé viva é uma fé que a impulsiona a desafiar a você mesma, que a faz ficar revoltada em relação à sua própria injustiça, à sua covardia, timidez e palavras de derrota.

Eu estou falando consigo, que é revoltada, e com a chama ardente dentro de você.

Pois quando chegamos a um limite na nossa vida, nós tomamos decisões, e é aí que entra a fé, a fé decidida, pois a fé não fica tolerando, esperando uma palavra, mas toma atitude!

Minha amiga, nós estamos no 16º dia dos 100 dias, e se voce quer ser o Testemunho, comece a praticar, não fique apenas contente com o que está ouvindo, comece a exercitar e a colocar-se à prova, porque é isso que agrada a Deus, pois a fé sem obras é morta.

Acompanhe agora em João 11:53 – 57

“Desde aquele dia, pois, consultavam-se para o matarem.

Jesus, pois, já não andava manifestamente entre os judeus, mas retirou-se dali para a terra junto do deserto, para uma cidade chamada Efraim; e ali ficou com os seus discípulos.

E estava próxima a páscoa dos judeus, e muitos daquela região subiram a Jerusalém antes da páscoa para se purificarem.

Buscavam, pois, a Jesus, e diziam uns aos outros, estando no templo: Que vos parece? Não virá à festa?

Ora, os principais dos sacerdotes e os fariseus tinham dado ordem para que, se alguém soubesse onde ele estava, o denunciasse, para o prenderem.”

Não se esqueça do que nós lemos na sexta feira, acerca daquele sumo-sacerdote que profetizou… Deus usou-o para falar, mas ele não era o Testemunho, e ele mesmo e todos os demais sacerdotes e fariseus, queriam matar a Jesus, o que revelou a sua religiosidade.

Alguém que conhece a lei, que estava no Templo, mas queria matar o próprio Senhor Jesus.

E será que você não está fazendo a mesma coisa? Matando a Jesus?

Como assim Viviane? Como você é capaz de falar uma coisa dessas? Pois eu falo sim!

Será que você não está matando a sua fé em Jesus? Pois você está ouvindo e meditando na Palavra de Deus, mas na hora de executar aquilo que já sabe, você “mata”, dizendo: “não sou capaz”, “não sei”, com palavras e pensamentos negativos a seu respeito.

“Desde aquele dia, pois, consultavam-se para o matarem.

Jesus, pois, já não andava manifestamente entre os judeus, mas retirou-se dali para a terra junto do deserto, para uma cidade chamada Efraim…”

Quer dizer que Jesus se retira de perto daqueles que insistem em viver uma fé religiosa, e esses perdem a oportunidade, não conseguem enxergá-la.

Porque a pessoa não consegue enxergar?

Você não enxerga as coisas da fé, porque não procura cumprir o que você aprendeu, porque para enxergar eu tenho que cumprir e fazer a minha parte.

É simples falar que Deus tem que fazer isso e aquilo, mas e a sua parte?

A nossa parte temos que exercitar.

Por exemplo, pense no exercício em que você levanta peso, e começa a ficar com músculo, se parar de exercitar, vai engordar. É algo que você nunca pode parar de fazer, para não engordar.

A mesma coisa com a fé, se não há um exercício da fé, nós “matamos” aquilo que aprendemos e conquistamos; “matamos” quando não há esse temor a Deus.

Porque quando há esse temor, há disciplina e exigência da nossa parte para cumprirmos aquilo a que nos propomos e que cabe a nós fazermos. E não apenas ficarmos de braços cruzados esperando Deus agir por nós.

Não é Deus que vai mudar você!

Jesus disse: “arrepende-te…”, ou seja, sou eu que tenho que me arrepender. Não é Ele que vai se arrenpender por você.

E o arrependimento vem quando há temor e respeito para com a Palavra de Deus.

“Jesus, pois, já não andava manifestamente entre os judeus, mas retirou-se dali para a terra junto do deserto, para uma cidade chamada Efraim; e ali ficou com os seus discípulos.”

Ele ficou com aqueles que aceitavam ouvir.

Jesus não perdia o Seu tempo com “bobagens” ou para Si mesmo, Ele investia todo o Seu tempo no Altar, para servir, e ali Ele estava com os discípulos, com certeza trabalhando com eles, ensinando, conhecendo a cada um e não perdendo tempo.

“E estava próxima a páscoa dos judeus, e muitos daquela região subiram a Jerusalém antes da páscoa para se purificarem.”

Você vê que interessante, e até bonito da parte dos judeus, irem para a Páscoa e subirem para se purificar, mas o que não é bonito é fazer isso uma forma religiosa.

Porque se você é uma obreira ou tem uma posição na igreja, e é religiosa, olha para o seu cargo e não vai olhar para o seu ser, porque você pensa: eu sou batizada com o Espírito Santo, sou uma pessoa de Deus, venho na igreja, faço os meus propósitos, expulso demónios, atendo as pessoas, dou bons conselhos, mas isso coloca uma barreira em você.

Mas, quando começa a reparar a si mesma, reparar como você faz tudo isso, reparar a sua oração, evangelização, atendimento, o ir para a igreja, estar com as pessoas do mundo, em casa, as suas escolhas, opções, pensamentos, é diferente! Isso não é ser religioso, isso é conferir se de fato aquilo que você aprendeu e ouviu, está sendo cumprindo; você confere porque respeita e quer cumprir, para se tornar Oferta Viva e ser o Testemunho.

Ser o Testemunho é ser essa oferta viva.

E toda a vez que fazemos algo religioso, por tradição, como um hábito, não conseguimos enxergar a nós mesmas.

“Buscavam, pois, a Jesus, e diziam uns aos outros, estando no templo: Que vos parece? Não virá à festa?”

Quem será que estava buscando a Jesus? Aqui não fala. Mas com que finalidade O buscavam? Para O prender? Para O matar?

E você? Será que você está buscando a Jesus para matar a Sua verdade, para tentar matá-Lo? Para saber da Palavra e depois dizer que era tudo mentira, para criticar, para fingir ser de Deus, para tirar algum beneficio pessoal?

Ou será que você realmente vai até Jesus porque tem sede?

Você é quem sabe!

“Ora, os principais dos sacerdotes e os fariseus tinham dado ordem para que, se alguém soubesse onde ele estava, o denunciasse, para o prenderem.”

Você percebe que no mundo inteiro, aqueles que têm poder político e financeiro são os mais perturbados. Mas porquê isso?

Jesus falou e você sabe que o príncipe do mundo é o diabo, então a coisa mais natural é as pessoas se renderem ao que o diabo oferece, são poucos aqueles que querem a verdade, viver de forma justa e não errarem mais.

Tem pessoas que convivem com os seus erros, e isso é uma fé emotiva.

Essa pessoa fala assim para si mesmo: “Ah! Todo o mundo erra”; “Ninguém é perfeito”; “ninguém me entende”; “Ah! Porque ela não sabe”, etc.

Quando você tem uma frase que lhe dá uma desculpa para alimentar os seus sentimentos e as suas razões, você não está sendo justa, mas se comparando com as outras pessoas.

E a fé inteligente não se compara com a vida dos outros, mas compara a sua vida com o que está escrito na Palavra de Deus. Essa é a diferença!

Minha amiga, a decisão é sua, é você que se escolhe, Deus não impõe nada, Ele a respeita, e por isso você tem a opção de tomar a atitude certa e fazer o bem a si mesma.

Espero que medite nas palavras e confira quem você realmente é.

Um abraço e até amanhã.

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

48 Comments

  1. Olá, boom dia. Quem realmente eu estava sendo? Possivelmente como àqueles religiosos que queriam matar o Senhor Jesus. Não me escandalizei dona Vivi quando a senhora falou, perguntou: Será que não estamos querendo matar o Senhor Jesus? Porque identifico claramente que era assim que eu estava, porque se não estava vivendo a fé espiritual, a fé viva, a fé inteligente que pensa, que raciocina, que se enxerga, que faz o que tem que ser feito ou seja a nossa parte, àquilo que me cabe a fazer e principalmente como devo Ser para DEUS . Então estava sim matando o Senhor Jesus, estava O afastando de mim. Tenho falado para Deus e agradecendo-lhe, porque Ele me colocou de volta nos trilhos, fazendo – me enxergar à condição em que estava e decido dia após dia me manter nos trilhos. Totalmente grata à Deus e a senhora por se permitir a ser um canal, um instrumento nas mãos de Deus. Obrigada!!!

    Ver mais
  2. Quando acho que estou no caminho me pego mole sem praticar e exercitar aquilo que aqui foi ensinado. Eu não estou me vigiando, as vezes me acho auto suficiente demais pra isso e com certeza é por isso que O Espírito Santo ainda não me usou e nem vai me usar enquanto eu agir pela emoção!

    Ver mais
  3. Eu presciso fazer a diferença para agradar a Deus e não deixar-me levar pelas situações .
    Obrigada

    Ver mais
  4. A cada dia estou aprendendo mais .
    Irei praticar todos os dias para não deixar morrer.

    Ver mais
  5. Hola Vivi.
    Estoy escuchando los audios con retraso, por tanto no sé si lees estos conentarios.

    Esta palabra es muy Fuerte. Yo me siento totalmente identificada con este mensaje.
    Cuando realmente queremos seguir a Jesús no dejamos de mirar para nuestro Yo y evaluar nuestro comportamiento y actitudes.
    Estuve muchos años asistiendo a la iglesia y sólo escuchaba palabras que después salían de mis oidos. Es ahora cuando he abierto mis ojos y mi entendimiento.
    Es por este motivo que testifíco en la meditación de este audio como instrumento de evaluación personal. Gracías a Dios por usar personas como tú, para abrir nuestro mente hacia la luz de la sabiduría.

    Un Abrazo.

    Ver mais
1 6 7 8