15º Dia – O que Ele tem para lhe oferecer?

Viviane Freitas

  • 24
  • Jun
  • 2014

15º Dia – O que Ele tem para lhe oferecer?

  • 24
  • Jun
  • 2014


“Nisto, veio uma mulher samaritana tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.” (Jo.4:7)

Amiga internauta, preste atenção! A mulher samaritana fazia parte de um povo que não se dava com os judeus, e Jesus pediu-lhe para Lhe dar de beber.

Veja que o Senhor Jesus não tem vergonha de pedir, não é orgulhoso. E, quando Ele pede, é algo passageiro, como “água”.
Tudo o que Lhe possamos oferecer, passa… Por exemplo, se eu pegar todos os meus pertences e depositar no Altar, junto com toda a minha vida, na realidade, pode ser um sacrifício enorme, porque eu preciso daquilo para me alimentar, viver e suprir as minhas necessidades. Mas, quando eu o faço, coloco-me nas mãos d’Ele, e não das minhas necessidades.
O que considero como “porto seguro”, pode dar-me segurança, até certo ponto, mas não por toda a vida; não me dá respostas aos conflitos internos que atravesso.

“Nisto, veio uma mulher samaritana tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.
Pois seus discípulos tinham ido à cidade para comprar alimentos.
Então, lhe disse a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana (porque os judeus não se dão com os samaritanos)?” (Jo.4:7-9)

Se você soubesse que aquilo que Ele lhe pede, é inferior ao que Ele tem para lhe dar… E não é apenas uma vida sentimental realizada, a vida financeira estabilizada, ou as necessidades físicas supridas, mas suprindo a sua necessidade eterna!
Quantas vezes você teve tudo, em suas mãos e, no fim, sofria por não ter vida?!

“Replicou-lhe Jesus: Se conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.” (Jo.4:10)

Por vezes, a pessoa está tão cheia de preocupações pelas necessidades físicas, que a sua cabeça, pensamentos, estão constantemente nessas áreas, não compreendendo que o que Deus lhe quer dar é uma resposta e uma direção para toda a vida!

“Respondeu-lhe ela: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva? És tu, porventura, maior do que Jacó, o nosso pai, que nos deu o poço, do qual ele mesmo bebeu, e, bem assim, seus filhos, e seu gado? Afirmou-lhe Jesus: Quem beber desta água tornará a ter sede…” (Jo.4:11-13)

Você quer preencher várias áreas da sua vida, que são necessidades, e não está errado querer supri-las, mas quando as prioriza, não está a desejar a água da vida.

Estamos aqui para lhe transmitir justamente essa água, a mesma que temos recebido de Deus! A água que nos faz dependente de Deus e independentes das circunstâncias.

Eu também passo por necessidades, problemas… se lhe contasse as minhas experiências, você ficaria de “boca aberta” com tantos conflitos. Mas eu venci! Porque tenho essa água da vida. Assim, existe resposta, direção, discernimento, no momento em que as emoções me tentam “levar”, eu dou um basta! Isto é o poder que o Espírito Santo nos oferece.
Não sou perfeita, mas Ele deu-me poder para discernir entre o certo e o errado, e em encontrar respostas, quando ninguém está a dizer nada. Encontro refúgio e certeza no meu diálogo com Deus. Ouço a Sua voz!

E esta água, você pode ter!

“…aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede…”
(Jo.4:14)

Pergunto-lhe: Que água está a buscar? Quais são as suas preocupações e o que tem lutado para beber? É a “água” da vida sentimental realizada, a “água” das suas necessidades ou a “água” da vida?

Se realmente quer a água da vida, então vai revelar com as suas atitudes, e não apenas com as suas orações: Se nutre a Palavra de Deus nos seus pensamentos, então está interessada na água da vida, mas se alimenta a sua preocupação, então está mais interessada com a “água” que a fará novamente ter sede.

“… pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna.”
(Jo.4:15)

Você encontra respostas aqui no Blog, como uma fonte, com a direção para a vida eterna, e isso porque busquei e recebi da água da vida. E continuo atenta a mim mesma, revelando sede, e enxergando as minhas imperfeições.

“Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui buscá-la.
Disse-lhe Jesus: Vai, chama teu marido e vem cá; ao que lhe respondeu a mulher: Não tenho marido. Replicou-lhe Jesus: Bem disseste, não tenho marido; porque cinco maridos já tiveste, e esse que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.”
(Jo.4:15-18)

Deus não dá a água da vida para quem quer, mas para quem é verdadeiro, transparente…

Quando é transparente, consegue encontrar a água da vida, porque expõe, diz a verdade, sem vergonha.

Enquanto a mulher só tratava do poço de Jacó, da água, enquanto observava superficialmente a situação, não estava, de fato, a resolver o seu problema interior. Se ela entendesse isso, jamais falaria de coisas superficiais.

Amiga internauta, vai provar para si mesma, se a sua oração é emotiva, ou na fé inteligente:

Quando é emotiva, fica igual! Mas quando é inteligente e expõe de forma racional, invalidando as suas emoções e valorizando a sua crença, então, no seu dia-a-dia, como algo natural, vai odiar o pecado. E o que é o pecado? Tudo o que é injusto para Deus; tudo o que a torna fraca. O pecado é o que a faz ficar “mole” e impede-a de nutrir uma fé pura e sincera.

Se agir com a fé inteligente, sendo transparente, verá resultados. Será como um “leão”!

O que você tem a dizer? Deixe os seus comentários!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

314 Comments

  1. Jesus realmente responde a uma oração sincera, e nos dar a responta aonde a gente nem imagina, ela vem, e muda tudo,, o proprio Espirito Santo guiou-me ate aki no seu blog, tenho certeza que vou receber o Espirito Santo..
    comecei hoje a fazer esse jejum.. essas palavras era tudo que precisava ouvir..

    Ver mais
1 51 52 53