11º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 16
  • Jan
  • 2017

11º Dia | Ser O Testemunho

  • 16
  • Jan
  • 2017

16 de Janeiro | Segunda | João 11.38-40

Jesus, pois, movendo-se outra vez muito em si mesmo, veio ao sepulcro; e era uma caverna, e tinha uma pedra posta sobre ela.
Disse Jesus: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias.
Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas, é um prazer estarmos juntos nessa fé.

Hoje, segunda feira, é a nossa oportunidade de fazer a diferença, mas tudo depende de nós.

Acompanhe comigo no livro de João 11.38-40:

“Jesus, pois, movendo-se outra vez muito em si mesmo, veio ao sepulcro; e era uma caverna, e tinha uma pedra posta sobre ela.

Disse Jesus: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias.

Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?”

Veja primeiro, no inicio: “Jesus, pois, movendo-se outra vez muito em si mesmo, veio ao sepulcro;”

Na meditação de sexta-feira, Jesus havia chorado, mas aquele choro não O tinha feito ficar “mole” ou emotivo, pois este é o tipo de choro que nos torna sensíveis à nossa carne, à nossa dor e que não nos deixa reagir.

Já o choro em relação à fé, nos induz a tomarmos atitudes e decisões.

Então, Jesus veio ao sepulcro, numa caverna, com uma pedra posta sobre ela. E disse: “Tirai a pedra.”

Aquela pedra simbolizava uma divisão, uma barreira.

O que é essa pedra na vida real, a qual nos impede de agir a fé e de ver o resultado?

A dúvida.

A dúvida nos tona vulneráveis, e todas as vezes que tenho dúvida, desconfio ou tenho medo, isto faz-me ser inconstante, ansiosa e fraca, por falta de definição.

Veja o que Marta disse a Jesus: “Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias.”

Para alguém que não usa a fé, normalmente não faz sentido o que Jesus pede, por isso Marta respondeu desta forma.

Veja que, muitas vezes, nós deixamos de respeitar a Deus quando olhamos para a situação de forma natural, e essa fé natural faz-nos discordar daquilo que ouvimos, faz-nos ter desculpas para não atentar ou obedecer às instruções, como Marta.

Lembra-se que ela tinha dito que cria que Jesus era o filho de Deus? Veja agora como ela agia de forma religiosa, quando disse crer, mas na hora que Jesus pediu, ela não obedeceu, não creu, não respeitou a voz de Deus… teve dúvida!

Por isso é que religião nao tem nada a ver com fé.

A religião é algo sistemático, em que a pessoa não confere a sua fé.

Marta não revelou respeito para com o Senhor Jesus quando agiu assim, e isso não aconteceu apenas uma vez com ela.

A voz de Deus é como o Senhor Jesus falou: “Tirai a pedra.”, ou seja, é definida, resolvida, e nos leva a tomar uma decisão, não baseada nos olhos físicos, mas na certeza e convicção que habita dentro de nós.

E Jesus respondeu-lhe: “Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?”

E há muita gente que espera ver a glória de Deus, e até se torna descrente, como no caso de Marta, porque sabe a letra, a teoria, mas não repara a sua atitude… ou a sua falta de atitude.

Nao tem como agir a fé, se eu não reparo em mim mesma.

Porque falhos nós somos, temos dúvidas, vem o medo, vêm as desculpas…

Mas quando é que eu começo a desenvolver?

Porque quando se fala de Marta, vê-se que ela não desenvolveu; ela tinha teoria mas não fatos da sua crença.

E é isso que lhe pergunto: Onde estão os fatos da sua fé? A que voz você se tem sujeitado?

Porque, quando vem a situação, vem também a opção… E a opção é minha!

Antes de optar, eu avalio aquela situação. Mas de que forma eu a vou avaliar?

Através da fé natural ou da minha fé em Deus.

É isso que eu venho percebendo: Deus trabalha na forma como eu me achego a Ele; eu posso me achegar apenas para resolver problemas, mas eu também posso, antes mesmo de ter os problemas, me achegar e reparar que eu tenho falhas e erros e estou disposta a mudar e agir a fé.

Se eu me achego de uma forma natural, então vou ver o natural.

Jesus tinha falado com Marta quando chegou à sua aldeia, lembra-se? E ela veio correndo, mas quando se deparava com o problema não se via a fé que ela professava ter.

Até o pedido de Marta mostrava que ela não tinha fé.

O meu pedido a Deus mostra também a minha fé e quem eu sou.

Eu posso pedir a Deus ou murmurar acerca do problema, mas mais à frente, volto a fazer a mesma coisa, que é ser religiosa. Por exemplo, Marta chamava Jesus de Senhor, mas não O respeitou, não Lhe obedeceu.

Onde estava o respeito para com Deus?

Talvez seja você… você como obreira, esposa de pastor, pessoa que se diz de fé, mas não está vendo a glória de Deus porque você não respeita, não atenta para si mesma, não se submete, não se sujeita e não tem a devida cautela e atenção para com a voz de Deus.

Nesse momento, Jesus teve que falar forte com ela, para que Marta acordasse, reagisse.

Mas sobre isso falaremos mais amanhã.

Antes de ouvir a próxima meditação, reflita nas suas ações. Quando meditar, não fique olhando para Marta, para Jesus, mas busque olhar para si mesma, se submetendo a obedecer. É isso que faz a diferença!

Aproveite agora para falar com Deus. Se você tiver oportunidade, faça isso, pois por vezes recebemos oração, mas existe a oração que ninguém faz por nós, em que definimos a nossa fé.

Um abraço para vocês e até amanhã!

Série: Ser o Testemunho

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

56 Comments

  1. A dúvida é um grande desrespeito a fé e a DEUS. E tenho me observado o quanto deixei a dúvida me consumir a ponto de cegar os meus olhos espirituais. E que parece que cada dia que passa sou mais parecida com a Marta, mas o que tem me faltado é esforço em ser o Testemunho, me empenhar em dar o meu máximo até mesmo diante de um bombardeio de duvidas e pensamentos que o diabo apresenta… Vou me observar e agir a minha fé em coisas básicas que tenho que voltar a praticar, o primeiro é buscar a verdadeira pureza que provém da fé inteligente, do meditar na palavra de Deus, de jejuar pela minha alma, e de viver conforme a palavra de Deus para que eu possa provar o qual boa, perfeita e agradável é a vontade de Deus e o principal crer… porque eu posso me achegar a Deus para pedir uma ajuda, mas crê que mesmo não vendo, eu tenho certeza que algo Ele está fazendo, e que a minha necessidade em perseverá e aprender a usar e praticar a minha fé vai me levar aonde eu quero chegar e o principal representar Jesus aonde eu for… porque ser um testemunho é isso vai além da teoria, é mostrar o reino de Deus, ver a glória dEle é confiar e se submeter a voz dEle, sendo obediente e dando o meu melhor.

    Ver mais
  2. Dona Viviane tenho meditado muito e não quero mais ser fraca pois horas sou uma leoa quando noto o mover de Deus mas quando estava em um deserto total ficava pensando onde está meu Deus que não me responde estou aprendendo a me definir mas tenho que cre e viver a fé olhando pra dentro de mim e definindo dia após dia muito obrigada por me ajudar a me conhecer

    Ver mais
1 8 9 10