10º Dia – Não reclame!

Viviane Freitas

  • 7
  • Fev
  • 2015

10º Dia – Não reclame!

  • 7
  • Fev
  • 2015


Olá a todos os internautas. É um prazer estar a acompanhar-vos no Jejum de Daniel, durante estes 21 Dias. Já estamos no 10º Dia.

O tema de hoje é “Não reclame!”

Nós, seres humanos, quando as coisas não estão a nosso favor, temos a tendência de reclamar. E quando reclamamos, estamos voltados para a nossa vontade. Mesmo quando as coisas não vão bem e diz: “Mas não é de Deus o que estou a viver…”. É verdade, quando estava a enfrentar o stress e agoniada com aquela situação, eu murmurava, imaginava que Deus ía fazer uma “mágica” e não um milagre. Se esperasse por um milagre agiria a fé, mas ao invés disso, fazia tudo o que estava ao meu alcance, de acordo com aquilo que foi orientado pelo médico, e não pela ação da fé. E quando liguei ao meu pai e disse que já não aguentava mais aquela situação, entrei em desespero, porque você aguenta até um certo limite – durante um tempo – mas como é uma fé emotiva, que apenas espera as coisas acontecerem, então chega ao seu limite, como foi o meu caso. E ele falou bem claro e nítido: “Minha filha, pára de murmurar!” E foi isso que eu tive que fazer.

E eu digo-lhe, amigo internauta, que está a passar por momentos dificílimos neste Jejum; que está a ver as pessoas a conquistarem e você a ficar para trás; que enfrenta dificuldades na sua família, com o seu marido e as pessoas com quem lida no trabalho ou na escola, e pensa que Deus tem que fazer uma “mágica” para parar esses momentos difíceis… Antes de darmos continuidade a este assunto, acompanhe comigo:

“Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.

Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.” (Tg.1:2-4)

Dando continuidade ao que lhe falava sobre a minha vida, eu até cria que Deus ía fazer o milagre, só que não estava a manifestar a fé, e consequentemente as minhas ações, a minha maneira de falar, revelavam isso. Quando o meu pai disse que eu tinha de parar de reclamar, era precisamente para que agisse a fé!

Quando lhe é dito: “Pára de reclamar e de murmurar…” É para que deixe de agir pelas circunstâncias.

E quando o versículo refere que devemos ter alegria ao passar pelas provações, é porque existe uma certeza dentro de si, que não depende de ninguém, mas apenas de manifestar a fé. Não adianta colocar a responsabilidade do problema em terceiros, como eu estava a fazer, dizendo que já estava a fazer de tudo… Eu não tinha feito de tudo e nem você tem feito de tudo! Está a reclamar e não o fez.

Quando passa pelas provações, o que acontece? Você persevera! E quando o faz, vai descobrindo que a fé não pode apenas ser um momento. A perseverança exige a manutenção da fé, então tenho que a exercitar. Toda a vez que sentia algo, dizia: “Eu não vou murmurar!”. Eu considerei aquelas palavras, como sendo Deus a falar comigo. E agarrei aquela oportunidade, assim como você está a ter a oportunidade.

Se está a passar por momentos difíceis, é agora mesmo que tem a chance de manifestar a sua fé. Olha o que aconteceu na minha vida! Você não fica maravilhada? Aconteceram coisas difíceis de lidar. Porém, quando há a perseverança e retenho a Palavra de Deus, guardada dentro da minha mente, e não dependente das circunstâncias, dos traumas, da família, do marido… Eu estou definida!

Quando tem esta fé, persevera. Pode recordar-se de situações na sua vida em que perseverava, porque tinha uma fé, uma crença. Por exemplo nos seus estudos, ou por um sonho pessoal… e ainda que pessasse por momentos difíceis, ainda assim continuava a perseverar, porque cria e gostava daquilo. Então, é a mesma coisa!

Para parar de reclamar deve entender que tem uma fé dentro de si e tem que gostar do desafio, para que venha a amadurecer na sua fé. Por isso é que está escrito: “Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.”

Você pode ser batizada com o Espírito Santo, ou não, mas ser deficiente, porque não persevera até ao fim. Vive a reclamar e a olhar para as circunstâncias. Olhe adiante, porque Deus é consigo!

Um grande abraço e espero o vosso comentário. Sobretudo das pessoas que não têm comentado porque têm vergonha de expor o seu problema. Comece a agir a sua fé e pare de se inferiorizar, mas aja de acordo com aquilo que crê e coloque por escrito aqui no Blog. Tem que ultrapassar aquilo que tanto teme!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

242 Comments

  1. Não precisamos reclamar,as situações vem para ultrapassarmos,vencermos e continuar na luta.

    Ver mais
1 38 39 40